Colocado em 24. Junho 2018 In Campanha

Ser os braços e as pernas da Mãe Rainha

PARAGUAI, Adriana Cardozo •

A Campanha do Rosário tem uma grande colaboradora em Ciudad del Este. Trata-se de Gloria Mercedes Rolón de Ayala, mais conhecida como “a profe Gloria”, entusiasmada, amável e fiel cumpridora de sua missão.—

Ela forma parte do apostolado da Campanha do Rosário há 17 anos e atualmente é também coordenadora da Campanha do Rosário em sua cidade.

O apostolado da Campanhinha é muito importante, uma vez que os missionários viajam por áreas adjacentes habitadas por pessoas de recursos limitados, seguindo um programa no qual as crianças aprendem sobre nossa Mãe do Céu e seu filho Jesus Cristo. “O itinerário é um pouco diferente. Trabalhamos na formação das crianças durante um ano. Se necessário, completamos os sacramentos. Acostumamos entregar os materiais durante a festa do padroeiro, da comunidade conquistada, o que é duplamente significativo para todos eles “, explica.

Gloria, também relata: “Atualmente, a Missão San Miguel, como a chamamos carinhosamente, é composto por sete pessoas que tem ao seu encargo três paróquias:a capela  Nossa Senhora do Carmen com Gavina Yriarte e Gloria Rolon, a capela San Marcos Evangelista com Edith Gamarra e Gloria Rolón e a capela de San Miguel Arcángel com Cynthia Cáceres, Samy Maria Ayala, Rosa Coronel, Edith Acosta e Gloria Rolón. Em qualquer caso, eles têm o apoio e orientação do Pároco  Francisco García, pároco da Sagrada Família Paróquia de Nazaré “.

O serviço

A professora Gloria expressa que se sente muito abençoada por ter a oportunidade de servir e que uma das suas maiores satisfações é que os missioneirinhos possam evangelizar através de seus exemplos e de tudo o que aprendem nas reuniões. Para ela, “a capacidade de servir, se traduz no cumprimento de “primeiro ama a Deus” e depois ao próximo como a si mesmo”.

 

A Mãe Rainha, sua  cuidadora

Recorda uma anedota, que aconteceu há pouco tempo: “Uma noite com Cynthia, minha companheira de luta, depois de assistir a coroação da Mãe de Deus no Terruño acabávamos de levar cada casa missioneirinho, quando nos  intercepto um homem com cheiro de álcool e sem boas intenções. O susto misturado com o medo foi grande, eu rapidamente passei a Cynthia para trás de mim e coloquei a imagem da Mãe Peregrina como um escudo.  Tremíamos,duas, era um lugar sem luzes e essa pessoa chegou tão perto de nós que pensamos que ele iria nos agarrar, a força. Quando abrimos os olhos, para nossa tranqüilidade, ele disse em guarani: “Ah, é minha mãe, vou dormir!” Sentimos mais uma vez o amparo e proteção de nossa Mãe “.

Ela finalmente pensa e diz: “Abra a janelinha do seu coração à Mãe Rainha, empresta a ela seus braços e pernas, o resto, ela e o Deus Trino farão.”

 

Fonte: Revista Tuparenda, Paraguai

Original: Espanhol. 22 de Junho  2018. Tradução: Glaucia Ramirez, Ciudad del Este, Paraguai

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *