Colocado em 22. Novembro 2016 In Campanha

Ao serviço da vida da Igreja: Com já mais de 100 Ermidas, a Campanha une-se à Sala João Pozzobon em Belmonte

Por Maria Fischer, com Ana Echevarría e Mercedes Bonorino •

Começou com uma Ermida. Uma Ermida inacreditavelmente simples, de madeira, com uma placa da Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Uma Ermida que, por falta de uma pedra que, pudesse ser usada como Pedra Fundamental, serviu naquele 8 de Dezembro de 1965, dia do Encerramento do Concílio Vaticano II, para a Bênção simbólica da Pedra Fundamental do Santuário Internacional de Schoenstatt em Roma. Uma Ermida que durante décadas conservou vivo, às vezes em grande solidão e provada com incêndios, chuvas ou calor, este anseio e promessa de um lugar no coração da Igreja, onde oferecer toda a riqueza da Aliança de Amor ao serviço da Igreja. Agora, esta Ermida já não está sozinha. Está a ficar rodeada por mais de cem Ermidas do Chile, Bolívia, Argentina, Portugal, Áustria, Uruguai, Paraguai e Brasil. É só o princípio. Pois João Pozzobon fez seu, o anseio do Padre Kentenich de um Santuário Internacional em Roma e, com ele, o fazem centenas de missionários em todo o mundo.

“Temos a primeira Ermida do Brasil!”, foi anunciado no dia 16 de Novembro, aniversário do Padre Kentenich, no grupo de WhatsApp de Belmonte, Argentina”. “Não havia nenhuma Ermida? Não posso acreditar…” responde Rosita Ciola. Claro, há centenas de Ermidas no Brasil, terra de João Pozzobon. Mas, graças a Marcos Weizenmann foi enviada a primeira fotografia de uma Ermida do Brasil, em vinculação com a Sala João Pozzobon, em Belmonte: a Ermida “Tabor de Acolhimento”, na Paróquia S. Paulo Apóstolo, Brasil, inaugurada em 18 de Abril de 2015.

Santos

Santos, Brasil

O desembarque de Don João neste pequeno canto em Belmonte

A iniciativa, no que respeita à Sala João Pozzobon na Casa Padre Kentenich, em Belmonte, ainda em construção, foi lançada em Agosto por um grupo de missionários da Argentina, com a Ana Echevarría e a  Mercedes Bonorino como responsáveis. Convoca-se a quem se quiser juntar, em todo o mundo, para enviar fotografias das suas Ermidas. Á medidas que, forem chegando, estas fotos serão dispostas, de tal maneira que, entre todas, será formada a Imagem da Virgem Peregrina de Schoenstatt. Uma Imagem que será a expressão da presença viva da Mãe Três Vezes Admirável que, Se está a manifestar em tantos lugares do mundo, nos cinco continentes. Assim, cada país estará representado nesse lugarzinho junto de Seu João que, tantas Ermidas, semeou à sua passagem, transformando ruas e itinerários em centros de irradiação mariana. Tal como disse o Papa Francisco, referindo-se ao Cura Brochero, também Seu João “é um pioneiro em sair para as periferias geográficas e existenciais para levar a todos o amor e a misericórdia de Deus” (Carta ao Episcopado Argentino, 14 de Setembro de 2016).

Partindo do Santuário, aliado a Maria, com a Peregrina ao ombro e o Terço na mão, João Pozzobon percorreu 140.000 Km visitando famílias, escolas, hospitais e prisões, para convidar todos a viverem o Evangelho em Aliança de Amor com Ela. Assim, chegou a ser uma imagem viva do que o Papa nos convida a encarnar como Igreja em saída. Queira Deus que, ao visitarem a Sala que terá o seu nome, muitos possam acender-se no exemplo da sua vida e partir de Belmonte decididos a seguir as suas pegadas…

A vida acende-se na vida. Não podemos imaginar o que o desembarque de Seu João neste cantinho de Roma possa chegar a gerar…

Em Tucumán há uma “revolução” com as Ermidas

Realmente, não se pode imaginar…mas, já se pode intuir com esta corrente de Ermidas, o entusiasmo que está a ser gerado.

“Aqui há uma revolução com as Ermidas”, conta Silvia Losada, de Tucumán. “Fiz-lhes uma pequena conferência na reunião dos responsáveis da Campanha, no sábado e, agora todos me telefonam para me avisar que vão enviar a fotografia. Todos querem estar presentes com as suas Ermidas. Até agora, expliquei-lhes como fazer o upload das fotos para a página. Aqueles que não podem, enviam-mas por WhatsApp para que eu as envie e, a seguir, mando-lhes o link por WhatsApp para que possam ver a sua Ermida na imagem. Haverá sempre alguém da família que tenha Internet e poderão vê-la. Assim, também se implica a família do missionário. Ao enviar a fotografia disse-lhes que têm que oferecer Capital de Graças e orações para que essa Ermida se instale no rosto da Mater e na Sala João Pozzobon, no Santuário de Belmonte. Que melhor do que estar presente no coração da Igreja! Também vai o Link para a página de Belmonte (http://offerta.roma-belmonte.info/pt/) e o folheto que a Ana fez. Tudo via WhatsApp e por mail, a toda a Família de Schoenstatt de Tucumán”.

Ana Echevarría e Mercedes Bonorino, membros da Equipa de Belmonte da Argentina, estiveram na Jornada de Dirigentes da Argentina. Puderam falar da Sala Pozzobon de Belmonte e das Ermidas; além disso, ofereceram a cada um dos 70 Dirigentes Nacionais ali presentes, uma foto do quadro de “Seu João de Belmonte” – ícone desta iniciativa – e o folheto sobre o assunto das Ermidas de Belmonte. Também compraram mais 1500 cópias do quadro de (15 x 18 centímetros) que foram para várias Províncias e lugares da Argentina. Não só em Tucumán, também em Bahía Blanca o assunto se tornou viral. Alicia Granieri já enviou fotografias de quase todas as Ermidas, unida ao Santuário “Madre del Pueblo” em Paso Mayor – Arquidiocese de Bahía Blanca, Argentina.

Há uns dias saiu o artigo da Lena Castro Valente que, se entusiasmou tanto com a iniciativa que já conseguiu enviar fotografias de mais de 10 Ermidas de Portugal

san-javier-tucuman

San Javier, Tucumán, Argentina

A maior Ermida do mundo. Presente!

Santa Cruz de la Sierra

Santa Cruz de la Sierra, Bolivia

Uma das primeiras Ermidas a vincular-se à Sala João Pozzobon foi a Ermida do Buen Retiro, em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia. É a maior Ermida do mundo. “Obrigado por ter em conta a nossa Ermida de Buen Retiro que, tem uma altura de aproximadamente 6 metros. As nossas orações pelo projecto de Seu João em Belmonte”, escreve Roberto Henestrosa.

Surgem recordações, entre os missionários da Argentina, daquela visita a Santa Cruz de la Sierra, na época da fundação, com a Terceira Auxiliar Internacional e dos encontros impressionantes com os primeiros. Como estarão agora Enzo e Ruth Bagnoli? Pergunta-se Monina Crivelli que, se lembra muito bem da sua visita a esta Família em fundação. Pouco depois, numa revista italiana, aparece um artigo sobre a visita, de Enzo Bagnoli, ao seu país natal, Cônsul Honorário de Itália em Santa Cruz de la Sierra, com um testemunho impressionante sobre, como ele, há tantos anos, levou a Mãe Peregrina, do México para Santa Cruz de la Sierra, no contexto mais que doloroso do acidente mortal do seu filho no país Azteca. “Foi lá, onde outro filho nasceu, e então disto nasceu um Movimento mariano, o de Nossa Senhora Peregrina de Schoenstatt. Fomos capazes de A levar do México até à Bolívia e, agora, temos mais de 10.000 pessoas no Movimento. Somos Assessores de 800 jovens da Jornada de Vida Cristã e, nisto se converteu a nossa vida”, comenta ao jornal Redacon. E, tudo isto, vem com a fotografia da Ermida para enriquecer Belmonte…

Surgem histórias impressionantes da vida à volta das Ermidas

image016Amada Girett foi quem enviou as duas primeiras fotografias de Ermidas do Paraguai, as de Santa Rita, “Puerta del Cielo” e “La Llena de Gracia”, benzidas em 2014 e 2015. Pouco depois, Julia Gonzalez, e o seu marido, encarregados da Campanha da Mãe Peregrina de Encarnación, juntaram-lhes as Ermidas em la “Casita” do Movimento em Encarnación e a de Obligado em Colonias Unidas. “Aqui na Ciudad del Este há oito Ermidas”, comenta Nelly Ramirez. “Não sabia desta iniciativa. Que coisa grandiosa! Como tudo com a Campanha do Rosário. Vou informar-me e passar a notícia. Que privilégio o meu”. Estamos à espera das fotos das Ermidas de Ciudad del Este e de tantas outras do Paraguai…

Anahi Mariño enviou a fotografia da Ermida em Pronunciamento, Entre Ríos, Argentina, partilhando a história impressionante da mesma. “A “Ermida del Reencuentro” foi um presente que os jovens, do Movimento de Schoenstatt de La Plata, Província de Buenos Aires, deixaram durante a Missão “Resiliência” que, realizaram nesta pequena localidade. No pátio da Capela de S. José, num 23 de Julho de 2004, foi colocada uma pequena Ermida conquistada por estes jovens. Ao cumprir-se um ano da sua Bênção, o grupo de jovens guardiães da mesma, decidiram oferecer à Mater, como Capital de Graças, uma peregrinação de 40 Km que, A uniria com a mais próxima, nesse momento. Assim, saíram da Ermida de Nossa Senhora localizada na Praça Urquiza de Concepción do Uruguai e chegaram aos pés da “Ermida do Reencuentro”. Isto foi o princípio da Peregrinação ConcePro que se realiza todos os anos, juntando peregrinos no caminho que, saem das suas Ermidas ao encontro de Pronunciamento”.

Juana Rosa Chamorro, de Garín, Argentina, partilha. “A Ermida Madre de la Fé foi benzida em 18 de Outubro de 2011. Está em frente à Capela da Mãe Admirável da cidade de Garín, Diocese de Zarate – Campana, Departamento de Escobar, Província de Buenos Aires, Argentina. A Ermida foi mandada construir pelo nosso sacerdote, o Pe. Juan de Dios, discípulo de Jesus da Congregação S. João Baptista, pensando que é bom que as pessoas tenham sempre, por perto, a Mãe, para virem pedir, agradecer e saudar todos os dias ao passarem em frente da capela”.

A Ermida de Nossa Senhora de Schoenstatt, em San Javier, Tucumán, Argentina, “surgiu de um lançamento, com balões, da Imagem da Mater que foi feito em 16 de Outubro de 2009, na festa do aniversário de outra Ermida, conta Ramón Cruz. No dia seguinte, no meio da montanha, encontrei essa Imagem de Nossa Senhora e comecei a fazê-l’A peregrinar pelas casas dos que vivem no monte. Pusemo-nos em contacto com o grupo de missionários que A tinham lançado e, decidimos conquistar o lugar onde tinha caído, para fazer uma Ermida. Foi abençoada em 31 de Outubro de 2010, com uma grande festa. Actualmente, é muito visitada pela comunidade. Selei Aliança de Amor com a Mater e, agora, sou missionário e Voluntário de Maria. Em cada festividade no Santuário, os peregrinos de San Javier saem, ao amanhecer, para chegarem ao Santuário a cavalo e noutros meios de transporte”.

San Pedro

San Pedro, Argentina

De qualquer das esquinas, a Mater está a olhar para ti

Coyhaique, Chile

Coyhaique, Chile

“Esta Ermida em Crespo, Entre Ríos, Argentina, foi abençoada em 16 de Dezembro de 1999. Está numa pequena Praça com cinco esquinas, um lugar com muito trânsito, cruzada por grande quantidade de pessoas, não só em veículos, mas também, a pé, pois está a poucos metros da Paróquia de S. José, onde também há uma escola primária e secundária. É uma Imagem vidrada, dupla, isto é, de qualquer ponto das 5 esquinas pelo qual se circule, a Imagem da Mater “está a olhar para ti”. É um lugar estrategicamente muito visível que Ela escolheu para Si”, comenta Claudia Lell que, já enviou as fotografias de todas as Ermidas de Crespo, com toda a riqueza que contêm.

Angélica Purcell foi quem enviou, já em Agosto, a primeira Ermida do Chile, a do Monte Schoenstatt, Santiago: “É um lugar no alto que, visitamos muito e precisamos tanto que se funde ali o nosso Santuário. A Mãe Peregrina e a nossa Mater vão fazendo o caminho”.

“Que boa iniciativa. Mando-vos a fotografia da Ermida de Melipilla, Região metropolitana, Chile. A Ermida está localizada na Paróquia da Sagrada Família, na cidade de Melipilla. A Família da Campanha da Mãe Peregrina trabalha ao abrigo da Paróquia. Somos 15 missionárias e, dia-a-dia a Mater tem ido conquistando muitos corações”, comentam Anita Cruz e José Miguel Marín.

Temos uma Ermida Jardim do Deserto para Belmonte. “Esta Ermida encontra-se na Cidade de Copiapó. Terceira Região do Chile. Tem este nome porque estamos no Deserto de Atacama, onde, muito raramente, somos visitados pela chuva que, converte o deserto num manto colorido e mágico. Nos dias 18, a seguir à Missa, consagramo-nos à Mater e, tal como, João Pozzobon, levamos nas mãos a Imagem da Mãe Peregrina, para recebermos a Bênção e continuarmos, assim, com a nossa Sagrada Missão. Despeço-me com muito carinho e uma grande alegria…” escreve Yolanda Pinto Torres, Coordenadora da Mãe Peregrina em Copiapó.

Que obra maravilhosa nos deixou o senhor João Pozzobon

A Ermida – talvez – mais austral até agora, chegou de Punta Arenas, Chile, enviada por Luz Romero Donoso. “Desta cidade austral, com grande alegria, enviamos fotografias da nossa Ermida que tem como Lema “Filhos de Maria nos confins da Terra”. Temos um grupo de Missionárias da Mãe Peregrina e trabalhamos com, à volta, de 20 Imagens. Unimo-nos a esta grande ideia de dar a conhecer a Obra maravilhosa que nos legou o senhor João Pozzobon. Como dizia o Padre Kentenich “Ficamos nisto, permaneçamos fiéis”.

Sim, que obra maravilhosa. Que riqueza abundante de vida, de graças, de Schoenstatt “em saída missionária”.

Quando João Pozzobon visitou o Santuário Original em 1979 com a sua Peregrina Original, fê-lo, como ele dizia, “para enriquecer o lugar de origem”. Agora, de centenas de Ermidas e, graças a tantos “burrinhos” da Mater, ele vem a Belmonte para enriquecer este lugar no centro da Igreja. Com as graças e a vida de tantas Ermidas, Belmonte será, verdadeiramente, o Santuário de todo o Schoenstatt, o Santuário de todos os schoenstatteanos, o Santuário em saída…Obrigado, missionários. E, obrigado, de antemão pelas fotografias das Ermidas que ainda faltam e que serão enviadas, pois Belmonte não pode cumprir a sua missão sem a riqueza de cada uma das Ermidas que juncam as estradas deste mundo…

http://pozzobon.roma-belmonte.info  (Com as fotografias de todas as Ermidas)

http://offerta.roma-belmonte.info/pt/

Todas as notícias de Belmonte na categoria Belmonte

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , ,