Colocado em 2016-03-13 In Campanha

Maravilhosa Maria! Nunca deixa de me surpreender!

MÉXICO, Mayra Delgado de Yamallel •
De noite me ligaram para que leve a Virgem Peregrina de Bebês a um casal que não conseguiam ter filhos e que agora ela está grávida de 5 meses de trigêmeos. Ela está ameaçando entrar em trabalho de parto e está no hospital.

“Por que não quer que eu te cole, Mãe?”

Outro casal estava com a Peregrina. Hoje, cedinho, fui buscá-la para poder levá-la à mãe dos trigêmeos. Ao sair, a pessoa que ia me entregar, cai na minha frente e a base da Peregrina se descola da base.

Tranquilamente tento resolver a situação. Chego ao negócio de móveis da minha cunhada e peço silicone quente…. Nada!!! Não cola. Tento com silicone frio (que cola suportes de madeiras)… Nada também. Vou em uma papelaria para comprar uma cola mais potente. Tento três vezes e….. Nada.

A responsável pela Campanha da Mãe Peregrina me disse que a melhor maneira seria colocar um prego, mas não conseguia pensar quem poderia fazer isso neste exato momento.
Começou a me dar um desespero, não sei por quê…. Tinha que encontrar alguém que fizesse o trabalho logo.

Entrei em uma loja de materiais de construção e como uma brincadeira de mal gosto, não tinha ninguém para me atender. Fui em outra e o funcionário diz que ele não faz este trabalho de pregar, mas poderia me recomendar uma cola muito boa que ele usou na sala de jantar dele sem colocar um prego.

Coloco a cola maravilhosa, faço pressão por 5 minutos (contados no cronômetro do celular) sobre a imagem, para que pudesse colar e….nada! Tiro todos os resíduos e vamos para a segunda vez… NADA! Incrivelmente NÃO COLAVA! Olho cara a cara para Ela e pergunto: Por que não quer que eu te cole, Mãe?

O carpinteiro

Um cliente ao meu lado (desconhecido para mim) me observava… Me pergunta como é o nome da Nossa Senhora e sugere colocar um prego. Eu conto que essa era a ideia, mas que não sabia quem poderia fazer isso, pois eu tinha que levar logo ao hospital que estavam esperando por Ela. Ele se oferece para arrumá-la. Diz que morava ali perto e arrumaria com o maior prazer. . E eu, morrendo medo, vou de caminhonete atrás do desconhecido carpinteiro. Chegamos na sua casa, entrego a imagem a ele e em alguns minutos sai com ela pronta. Conta que não conseguiu limpá-la muito bem (tinha muito resíduo das quatro vezes que tentei colar), não queria mexer muito com ela. Agradeço infinitamente ao carpinteiro e vou para o hospital. Chegando lá, conto toda a odisseia ao casal e falo que alguma coisa a MTA quer nos dizer com tudo isso.

Conto que acredito que Ela quis se apresentar diante deles com “marcas”, “com feridas”, para nos lembrar que Ela sofreu muito também, e que ninguém melhor que Ela para entender e consolar aquele que sofre. Rezamos juntos e eles com muita disposição a receberam.

Nela dói o que nos dói

Quando conto para Marcelo, meu filho de 13 anos, ele fica pensando e me fala: “Eu acho, mãe, que a MTA não queria que a colasse pois Ela queria que colocasse pregos como fizeram com Jesus. Porque quer sentir a mesma dor que seu Filho, e com isso nos diz que nEla dói o que nos dói.” Essa reflexão fiquei devendo aos pais dos trigêmeos.
Terminamos de conversar e digo ao meu filho que esta “teimosia” que todas as mães têm, aprendemos dEla! Assim como Ela queria que construíssem um templo para Ela JUSTO em Teleyac, que JUSTO Juan Diego enviasse sua mensagem, não saiu da sua cabeça de que Jesus fizesse seu primeiro milagre JUSTO neste dia! Cuidado quando uma mãe coloca alguma coisa na cabeça!

Há algumas horas me escreveram que os trigêmeos já nasceram. Pesam entre 650 e 750 gramas. Ela chegou a tempo para acompanhar, consolar e interceder.

Original: Espanhol. Tradução: Isabel Schmidt Lombardi, Guarapuava, Brasil

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *