Colocado em 2020-04-01 In A Aliança de Amor Solidaria em tempos de coronavírus

O vírus que renovou o Areópago de S. Paulo

ARGENTINA, Claudia Echenique •

Nos países onde a quarentena por causa da pandemia do Coronavírus é total ou onde as Missas já não são celebradas com a presença dos fiéis nas igrejas, muitos sacerdotes e leigos estão a descobrir, renovando e aprendendo novas maneiras de evangelizar e acompanhar as suas comunidades através de streaming e das redes sociais. Estão a revelar-se quais são as necessidades profundas das pessoas no seu ser interior, na sua espiritualidade, e o que as pessoas procuram e esperam dos seus sacerdotes, dos seus dirigentes e dos seus líderes. —

1600 Assinantes em 24 horas

Várias pessoas pediram aos Padres de Schoenstatt do Santuário de El Cerro, em Córdoba, que transmitissem no Youtube, em vez do Facebook, para que a Missa fosse acessível a mais pessoas. Assim, com o Padre Pablo Mori à frente, abriram o canal e durante a Missa de quarta-feira, dia 25, a última no Facebook, nos “anúncios paroquiais” no final explicaram que para se poder transmitir no Youtube, deviam ter mais de 1000 seguidores e convidaram-nos a subscreverem-se (ES). A conta obteve mais de 1600 assinantes em menos de 24 horas e a partir de quinta-feira, 26 a Missa pôde ser transmitida no Youtube.

Agora, os padres de Córdoba já estão a oferecer outros tipos de actividades através deste meio de comunicação, como a oração nocturna ou o Café com Kentenich (ES), uma Oficina de Meditação segundo o método do Pe. Kentenich.

 

O Congresso da Mulher não se suspende

De 27 a 31 de Março, a Juventude Feminina Argentina está a transmitir o seu Congresso da Mulher (ES) (anteriormente chamado Congresso de Chefes), através do Google Classroom. Este Congresso ia ser presencial e realizar-se-ia de 13 a 15 de Março em Córdoba, e teve de ser adaptado às novas condições de vida. Suspendê-lo? Nunca! É feito via streaming e já tiveram que acrescentar uma nova sala de aula porque a primeira colapsou devido ao número de participantes.

 

O início de um novo tempo para Schoenstatt, a Igreja e o mundo

Na Argentina, através das redes Facebook e Instagram, podem ser vistas as Missas dos Padres de Schoenstatt de Tucumán e Los Olmos-Pilar. Eles também transmitiram retiros, Terços e meditações.

As paróquias, que agora estão fechadas, os centros de espiritualidade, o canal Orbe21, em suma, toda a Igreja está a responder para acompanhar esta quarentena.

Um serviço muito importante, que agora também é oferecido online, é o acompanhamento espiritual de pessoas que estão sozinhas ou que precisam ser ouvidas neste momento.

Três vozes, três apelos a novas expressões

Todas estas mudanças repentinas nos nossos países, nas nossas pequenas comunidades e nos nossos hábitos diários, fizeram-me pensar muito em duas linhas: como estávamos a viver e como vamos viver depois desta pandemia global.

Lembrei-me de três vozes que falaram na altura sobre o novo tempo.

  1. São João Paulo II em 1983 propôs aos Bispos da América Latina o desafio de uma nova evangelização para o terceiro milénio: “A comemoração do meio milénio da evangelização na América (1992) terá o seu pleno significado se for um compromisso da vossa parte como Bispos, juntamente com o vosso presbitério e os fiéis; um compromisso, não de re-evangelização, mas de uma nova evangelização. Nova no seu ardor, nos seus métodos, na sua expressão (Discurso do Santo Padre João Paulo II à Assembleia do CELAM, 9 de Março de 1983, Haiti).

 

  1. Muitos anos antes, em 1937, o Pe. Joseph Kentenich disse: “Hoje estamos no limiar do futuro; e assim como nos próximos tempos as frentes serão formadas, assim provavelmente permanecerão por séculos ainda. Quão enorme, quão grande responsabilidade deve ser despertada em nós! Não devemos mais levar uma vida confortável numa idade e sociedade confortáveis, mas tomar nas nossas próprias mãos aquela responsabilidade que nos compromete: “A nossa acção hoje e amanhã, o nosso compromisso heróico com um Movimento heróico da vida católica exercerá uma grande influência sobre o destino deste tempo e do mundo nos séculos vindouros”. O que fazemos aqui (…), fazemos indirectamente pelos nossos países de missão” (NR: hoje, o mundo inteiro). (“As crianças diante de Deus”, Capítulo 1, José Kentenich).
  2. Em 15 de Setembro de 2018, no 50º aniversário da partida do Pe. José Kentenich, o Pe. Juan Pablo Catoggio disse: “Queremos oferecer à Igreja um Schoenstatt missionário, um Schoenstatt em Saída. A Aliança torna-se uma missão, torna-se uma cultura. Pai e Fundador, dá-nos o teu fogo! Dá-nos o teu espírito de fundador! Dá-nos a tua tripla paixão por Maria, pela Família, pela Igreja! Nós vamos contigo! Vive em nós e age através de nós! Querida Mãe, como no início da Igreja, implorai-nos o Espírito de Deus, um novo Pentecostes, estabelece um novo começo, o início de um novo tempo para Schoenstatt e para a Igreja nos nossos dias”.

 Imaginávamos que seria neste tempo e deste modo?

 

Foto: cathopic_153741111497902

Original: espanhol (28/3/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *