Colocado em 2020-04-26 In A Aliança de Amor Solidaria em tempos de coronavírus, Aliança solidária

Rainha da Saúde, intercede por nós!

PARAGUAI, Martín Pereira •

Na Campanha da Mãe Peregrina do Paraguai, os missionários partilham, diariamente e de forma digital, um Terço. Atingem um número de participantes que, raramente, têm num Terço presencial. Em 15 de Abril, unidos ao Santuário Jovem de Asunción, muitos coroaram, em suas casas, a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt como Rainha da Saúde. —

No Paraguai, um pequeno país no coração da América do Sul, não estamos isentos dos problemas de saúde que afectam o mundo inteiro. Estamos um pouco melhor em comparação com os nossos vizinhos e bem longe da situação actual no velho continente e na Ásia, em parte devido às boas decisões tomadas pelo governo nacional desde 10 de Março, quando foi identificado o primeiro caso de Covid-19. Desde então, o país entrou numa quarentena obrigatória para impedir a propagação do vírus. Até à data, identificámos pouco mais de 200 casos de pessoas afectadas no país e lamentamos a morte de sete dos nossos compatriotas.

A quarentena obrigatória exige possuir capacidade económica para persistir, o que constitui um grande desafio num país onde predomina a classe trabalhadora. Encontramo-nos em tempos difíceis, de medo e de incerteza, que, sem dúvida, põem à prova a nossa fé. O Pe. Kentenich dizia-nos que Deus é um Pai de bondade, e tudo o que Ele tem em mente para nós é para o nosso bem, mesmo que, por vezes, não o possamos compreender.

 

Um Terço partilhado todos os dias

No meio de tantos pedidos de ajuda, desespero e mesmo impaciência devido ao confinamento, a acção da Igreja vem à luz através das várias redes sociais. É visível que, nas diferentes celebrações eucarísticas em formato digital, participam 1.000 ou 1.500 pessoas, o que é fisicamente muito difícil.

Na Campanha da Mãe Peregrina propusemos partilhar o Terço todos os dias de, uma forma digital, às 8 e meia da noite, onde o público médio é de 70 pessoas, que são também números difíceis de alcançar num encontro regular de oração do Terço.

 

 

Uma coroa feita em casa para a Rainha da Saúde

Todas estas ligações e interacções digitais permitem-nos estar mais perto do que antes. Tal como quando o Pai – Fundador estava no campo de concentração de Dachau passando por uma grande fome e Maria foi coroada Rainha do Pão, para que Ela provesse aos Seus filhos necessitados de alimento, agora nasceu no Movimento de Schoenstatt uma corrente de coroação da Mater como Rainha da Saúde. Hoje, quando todos nós procuramos preservar a nossa saúde, vamos ter com Ela com confiança.

Nos momentos anteriores de preparação espiritual, planeámos a oração diária do Terço como uma conquista comunitária, como contribuição para o Capital de Graças das coroações, e das conquistas individuais. Foi também muito criativo procurar a coroa física durante os dias de confinamento, utilizando os materiais que se tem em casa, sem a possibilidade de sair para comprar a mais bela coroa, tal como aconteceu em Dachau.

 

Se não faltou o pão em Dachau, que também agora não falte a saúde

Chegou o dia marcado, 15 de Abril, que calhou precisamente numa quarta-feira, o dia em que se meditam os Mistérios Gloriosos e que termina com a coroação da Virgem Maria como Rainha e Senhora de toda a criação. Através da página Facebook do Santuário Jovem de Asunción, pudemos assistir a uma cerimónia muito comovente, presidida pelo Padre Martin Gómez, na qual a atmosfera espiritual foi elevada ao máximo e em milhares de lares procedemos, simultaneamente, à coroação da Mater. Imagino o coração de Maria, coroada como Rainha da Saúde. Ela, a Omnipotência Suplicante, recebeu o clamor pela Sua intercessão nesta terrível situação sanitária em vários países.

Minutos depois, nos vários grupos da WhatsApp, chegavam fotografias de centenas de Santuários-Lar onde Ela tinha sido coroada. Famílias que viviam num ambiente de festa, quando os momentos de alegria após tantas lamentações já eram quase estranhos, belas coroas, feitas de forma caseira, onde a criatividade inspiradora do amor pela Mãe e Rainha, a Rainha da Saúde, a quem os Seus aliados pediam para rezar por nós, pelos nossos entes queridos, pelo nosso povo, para que não faltasse saúde, bem como em Dachau, depois daquela cerimónia, surpreendentemente, já não faltou o pão.

 

Original: espanhol (21/4/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *