política

Colocado em 2022-07-27 In Projetos, Schoenstatt em saída

O SIM de um católico na política

COSTA RICA, Mayi Antillón Guerrero*•

Sob o título: “O que significa um SIM de um católico na política”, o Padre David Solano partilhou com a comunidade de católicos com vocação para o serviço público em San José, Costa Rica, um espaço de comunhão e formação baseado na Doutrina Social da Igreja. —

Partilhar com o Padre Solano é abrir um novo compêndio de muitos conhecimentos, acompanhado de histórias ricas emanadas da sua vasta formação sacerdotal, que ele combina magistralmente com os seus estudos e publicações em Sociologia, onde o seu último grau académico é um Mestrado da Universidade da Costa Rica. É, no seu dia-a-dia, membro do Conselho Presbiteral, professor da Doutrina Social da Igreja na Universidade Católica, director geral da Escuela Juan XXIII e, além disso, delegado episcopal da Pastoral Social, para elencar os mais exigentes para ele, uma vez que a lista é muito mais longa.

A Comunidade de Católicos com vocação para o serviço público

O seu SIM foi imediato, quando o convidámos e lhe dissemos que o encontro seria com a Comunidade de Católicos com vocação para o serviço público, que formámos há dois anos como parte do compromisso que Schoenstatt em saída tem, de ser um ponto de união para o diálogo, formação e acção dos católicos que trabalham na área do serviço público.

A comunidade tem agora 50 membros, incluindo aqueles de nós que serviram no passado, aqueles que servem actualmente e aqueles que se preparam para assumir esta vocação. Reunimo-nos com alguma regularidade para ouvir vozes reconhecidas para iluminar os desafios nesta difícil área da sociedade, na qual não podemos deixar de participar.

A política está ao serviço do bem comum da sociedade

Da Doutrina Social da Igreja e do Magistério Social, o Padre David comentou:

  • A autonomia da política e da religião é reconhecida, mas as religiões podem contribuir com a sua dimensão ética.
  • Os protagonistas da política são os leigos.
  • A política deve SEMPRE ser orientada para o bem comum.
  • A política está ao serviço do bem comum da sociedade, ou seja, deve ajudar a garantir “todas as condições da vida social que permitam às associações e a cada um dos seus membros atingir a sua própria perfeição da forma mais completa e mais fácil“.

Portanto, concluiu, o que é desejável de um católico que se compromete a servir em cargos públicos deve ser:

  • Procurar o bem comum na vida pública.
  • Promover processos de transformação social, cultural e política.
  • Viver a ética na sua função.
  • Defender a igualdade de todos os homens e mulheres, não só no discurso mas também na praxis.
  • Ser uma casa de acolhimento (não apenas para os receber, mas para construir uma comunidade com os mais fracos).
  • Desenvolver a misericórdia e a compaixão como pontos-chave para uma espiritualidade dos crentes centrada em Cristo.
  • Dar fé a partir da sua experiência e não apenas a partir de conceitos.

Mayi Antillón Guerrero es ex ministra de Economía, Industria y Comercio, ex diputada del Parlamento de Costa Rica, coordinadora de la Comunidad de católicos con vocación de servicio público, Schoenstatt en salida, San José, Costa Rica

 

Original: espanhol (25/7/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

 

 

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.