Häuser

Colocado em 2022-04-12 In Schoenstatt em saída

Quando as Casas históricas se enchem com refugiados…então Schoenstatt ouviu a voz dos tempos

POLÓNIA, Maria Fischer • 

Há muitas casas em Schoenstatt, em redor do Santuário Original e em torno de muitos outros Santuários no mundo. Casas que foram construídas para acomodar o grande número de visitantes de Schoenstatt e para lhes proporcionar oportunidades formativas e outras. Há também numerosas escolas. Outras casas – em menor número – são lugares de envolvimento social para os mais pobres e mais vulneráveis. Aliança de Amor em solidariedade social. E depois há as casas da história… Estas estão frequentemente vazias e sujeitas a reflexões sobre como financiá-las e como talvez enchê-las de vida. —

Ehemalige Schule in Prosity, PolenUma destas “casas históricas” está localizada em Prosity, Polónia. É o edifício da escola que José Engling, um dos jovens co-fundadores de Schoenstatt, frequentou no final do século XIX. O Círculo José Engling comprou este edifício e recebeu as chaves a 16 de Janeiro de 2022. “Foi uma festa – acompanhada por um pequeno momento de celebração no altar de Schoenstatt na paróquia. Confiamos a próxima parte da viagem à Mãe. A escola é um grande presente e uma prova do amor de Nossa Senhora; agora podemos fazer ali coisas, tais como eventos, alojamento e dias de retiro”, escreveu a Dra. Alicja Kostka na ‘Carta Josef Engling’. 

E agora?

E depois chegou o dia 24 de Fevereiro, começou a invasão russa da Ucrânia, começaram os bombardeamentos de escolas e hospitais, começaram os crimes de guerra: violações, execuções, assassinatos de mulheres e crianças, algo que já não podíamos imaginar na Europa. E começou um fluxo de ucranianos a fugir do seu país, especialmente mulheres, crianças e idosos.

“Decidimos abrigar famílias de refugiados na escola. Desde meados de Março, a escola acolhe três famílias ucranianas, ou seja, três mães com um total de cinco filhos; os homens e os pais ainda estão a lutar na Ucrânia”, escreve Alicja Kostka. “As mulheres vêm de Kiev, a vida na aldeia é nova para elas. Mas têm encontrado uma grande vontade de ajudar e solidariedade, especialmente por parte das famílias mais jovens. As pessoas partilham o que têm umas com as outras, novos vínculos e amizades são criados. Neste processo, José Engling é também descoberto e torna-se cada vez mais visível para muitos.

As nossas casas enchem-se com respostas às vozes do tempo

O que é que está aí a emergir? Nas casas dos Padres de Schoenstatt e das Irmãs de Maria na Polónia, nas casas dos Centros de Schoenstatt, na escola de José Engling na Polónia, as pessoas que tiveram de fugir da guerra encontram abrigo e proximidade humana.

As casas, que são tão frequentemente um fardo, um tema ou uma ideologia, tornam-se a resposta a uma voz concreta dos tempos. Estas pessoas precisam de um tecto sobre as suas cabeças e precisam de pessoas para as abrigar. Temos as casas. E somos também pessoas que se sentem comprometidas com a graça do abrigo e dotadas por ele pela Aliança de Amor.

Passa-se aqui alguma coisa?

 

Conta de donativos para refugiados ucranianos em Prosity
Nome do beneficiário: Josef-Engling-Förderverein e.V.
IBAN: PL59160014621801635820000002
BIC: PPABPLKXXX
Ao cuidado de: Ukraine

Com material da “Folha Informativa Engling – Prosity” da Dra. Alicja Kostka

Original: alemão (9/4/2022). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.