South Africa

Colocado em 2021-07-15 In Aliança solidária, Schoenstatt em saída

Reze pela África do Sul

ÁFRICA DO SUL, Sarah-Leah Pimentel •

Os protestos eclodiram na África do Sul na sexta-feira, 9 de julho. Embora não tenha sido oficialmente confirmado, acredita-se que os protestos estão sendo organizados por fações dentro do Congresso Nacional Africano, que estão insatisfeitos com a prisão do ex-presidente Jacob Zuma. —

Zuma enfrenta 15 meses de prisão por se recusar a cooperar com os tribunais nas investigações de corrupção durante o seu mandato como presidente.

Os protestos escalaram da província de Kwazulu-Natal – onde Zuma tem a sua fortaleza – para Joanesburgo e Pretória. Os manifestantes saquearam e incendiaram infraestruturas essenciais, incluindo mercearias, centros comerciais, armazéns e hospitais.

A extensão da violência surpreendeu muitos sul-africanos. Estes eventos são um sinal claro dos tempos. Altos níveis de desemprego, especialmente entre os jovens dos 18 aos 35 anos, baixos níveis de educação, pobreza, desaceleração económica como resultado da pandemia COVID-19 que levou ao encerramento de muitas empresas e consequentes perdas de empregos, e frustração com o bloqueio contínuo da COVID-19 que, entre muitas outras coisas, introduziu um toque de recolher obrigatório e proibiu a venda e o consumo de álcool, têm contribuído para a escalada em massa dos protestos.

Apesar das imagens de destruição, na casa dos milhões de dólares após 5 dias de saques e vandalismo, as comunidades uniram-se para proteger os negócios e as infraestruturas nas suas áreas, muitas vezes na ausência da polícia e do exército, que estão sobrecarregados e concentrados em infraestruturas prioritárias. Vimos residentes confrontar os saqueadores para devolver itens roubados e pessoas reuniram-se para iniciar as operações de limpeza.

Temos um longo caminho a percorrer e não está claro quando os protestos vão acabar, mesmo quando o governo tenta equilibrar a contenção com o mínimo de perda de vidas possível. Mas a África do Sul reza para que a paz prevaleça, para que os seus cidadãos possam começar o árduo trabalho de reconstruir tudo o que foi perdido.

South Africa

Links interessantes das autoridades da Igreja:

Jesuit Institute of Southern Africa: https://www.scross.co.za/2021/07/south-africa-wholesale-destruction-mocks-liberty/

Conferência dos Bispos da África Austral: https://www.scross.co.za/wp-content/uploads/2021/07/SACBC-Statement-on-violent-protests-and-looting.pdf

 

Original: Inglês, 14.de JuLho de 2021 Tradução: José Carlos A. Cravo, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *