Colocado em 2020-11-11 In Projetos, Schoenstatt em saída

Modelar o mundo na crise

D-A-CH, Melanie e Ulrich Grauert •

“As experiências que não verbalizo, perco-as” (Pe. Tillmann Beller). Uma mensagem do passado “Ao redor da mesa“.  É por isso que verbalizámos a nossa experiência do último fim-de-semana de Outubro para os participantes e para todos os interessados. De 23 a 25 de Outubro realizou-se em Memhölz a primeira reunião “híbrida” para líderes e empresários Ao redor da mesa. Com 17 pessoas, 12 presentes em Memhölz e 5 online/Zoom da Alemanha, Áustria e Suíça, algumas com máscara, outras sem/online. Uma experiência nova e bem sucedida que, abre novos caminhos para o futuro (com potencial para uma melhor tecnologia de som). –

IKAF

Já durante a preparação para o encontro, esteva garantido o “suspense até ao fim”.  A questão era se, e como, se poderia participar . . . considerando todas as precauções higiénicas e regras gerais de conduta . . atravessando as fronteiras nacionais… e também com audácia face à lacuna existente.

A “capacidade de Dachau” motivou grande parte do período anterior ao encontro. Como é que o Padre Kentenich enfrentou os tempos difíceis? Como conseguimos modelar o mundo da economia nestes tempos turbulentos? O tema principal do encontro foi “Novos começos a partir de catástrofes”.

Transmitir segurança

A nossa principal tarefa agora é proporcionar segurança tanto aos empregados como aos clientes”, disse um dono de uma mercearia.

Na fase crítica do confinamento, pegou no seu computador portátil, montou uma mesa de bar no meio da loja e trabalhou a partir daí – não deixando que o medo o paralisasse – visível para todos – ouvindo clientes e empregados – “puxando para cima” os empregados quando as coisas ficavam difíceis.

Temos crises, constantemente, todos os dias, mas como lidamos com elas? A chave é muitas vezes ver, também, oportunidades nas crises para procurar soluções e seguir em frente com uma atitude positiva.

Durante uma palestra para executivos, um orador falou sobre o seu “Diário de Desempenho Pessoal”.  O que foi positivo hoje? O que notei? O que consegui? O que vou fazer amanhã? Sugeriu que, hoje em dia, caminhemos com os olhos e ouvidos bem abertos.

Isto pode comparar-se a um Horário Espiritual. Ter uma visão de retrospeção, olhar para o que está para vir. O Padre Kentenich falou de “degustação”. E depois a pergunta: “O que ficou na minha memória, o que é que Deus me quer dizer através disso?

Começos a partir de catástrofes

Sobre este tema, no sábado, um texto do Pe. Kentenich foi retirado da Epístola Perlonga, que nos tocou, de novo, devido à sua actualidade.

“Deus é um Deus da vida…. Onde quer que quebre, onde quer que deixe perecer, onde quer que deixe morrer, lá quer criar uma nova vida… deve ser uma ordem maravilhosa, que quer criar de novo a partir de catástrofes e ruínas… o novo homem… um alto nível de ingenuidade… um espírito de comunidade que se liga e se conecta no seu interior. “

A nossa oportunidade neste tempo: repensar, tomar consciência de coisas novas.  Adoptar uma postura de interrogação e de escuta e pôr em jogo os nossos talentos e capacidades (Nada sem Ti – nada sem nós).

Existe uma região no leste do Paraguai onde todo o comércio que, surgiu na zona fronteiriça com o Brasil e que, é a base da existência da população, foi paralisado devido ao confinamento pelo Coronavírus. E depois 5 empresários decidiram reunir-se e criar 200 (!) novas pequenas empresas (a história completa pode ser lida aqui e aqui). Aqui a velha ordem económica não foi salva, mas uma nova foi inventada. Isso não teria sido possível sem a crise do Coronavírus. O poder criativo tornou-se visível.

Competência central de um executivo de acordo com Kentenich

Qual é a competência central de um empresário, segundo Kentenich, o que é que importa? Esta questão levou a uma animada troca de opiniões e vários aspectos foram levantados. Nesta animada e intensa ronda, o tema da liberdade foi discutido em profundidade. Na liberdade de cada ser humano brilham os talentos que Deus colocou nele e com toda a liberdade tornam possível o que pode surgir mais tarde. A liberdade como uma ordem de Criação.

Outra forma de oração da noite

No sábado à noite, o Santuário de Memhölz brilhou e convidou, à luz das velas, para uma oração ao ar livre. Também aqui, os participantes online puderam estar presentes através da videoconferência.

A atitude “eu vejo-te” – é uma fonte de força a cada minuto

Durante o fim de semana falou-se de uma saudação Zulu da África do Sul: “SAWUBONA” que traduzida significa: “Vejo-te e, ao ver-te, ajudo-te a ser”.

Nos últimos dias encontrámos um artigo da Harvard Business School (ler aqui) (Inglês). O título do artigo é: A Boa Liderança é um Acto de Bondade “Três coisas na vida humana são importantes. O primeiro é ser gentil. A segunda é ser gentil. E a terceira é ser gentil (Henry James).

Hoje em dia, muitos executivos dizem estar a atravessar os momentos mais difíceis das suas carreiras. Os pais estão a ter dificuldade em equilibrar as exigências do teletrabalho com o ensino em casa. Os trabalhadores que vivem sozinhos lutam para se manterem concentrados, estando, ao mesmo tempo, parcialmente isolados das suas famílias e redes privadas. Entre sessões de zoom, os empregados esgotam-se a cuidar de uma criança ou de um pai doente. Muitos estão preocupados com questões de saúde ou financeiras. Quem hoje em dia não se sente stressado ou se sente como se tivesse sido retirado do contexto?

Fala-se muito nos meios de comunicação online sobre a promoção do teletrabalho, como programar melhor as videoconferências, ou como manter e até mesmo melhorar a produtividade do trabalho dos empregados no meio do caos de uma pandemia.

Mas a “caixa de ferramentas” do empresário deve alargar-se hoje em dia. No entanto, uma coisa é frequentemente esquecida: ser simpático. Como é que isto funciona?

As seguintes perguntas podem ajudar nas conversas com os empregados:

  • Diz-me como estás neste momento, isso interessa-me agora…
  • Como estás hoje? Em que estás a trabalhar neste momento? Como está a família?
  • Posso apoiar-te de alguma forma? Precisas de ajuda? Fico feliz por ter tempo para conversar as coisas contigo…
  • Sei que estás a dar o teu melhor agora, mais do que o habitual.
  • Obrigado por tudo o que estás a dar à empresa neste momento…

A amabilidade é um “investimento” que nunca falha.

Original: Espanhol (10/11/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *