Colocado em 10. Maio 2018 In Projetos, Schoenstatt em saída

Paraguai a caminho do México ao serviço de separados em nova união

MÉXICO/PARAGUAI, Lauro Cañete e Marguerite Beckers •

Há três anos, estabelecemos a meta de economizar para viajar ao México e visitar uma família amiga. No final do ano passado tomamos a decisão e iniciamos os preparativos e os pagamentos das passagens. Nos comunicamos com nossos coordenadores nacionais da Pastoral da Esperança. Gustavo e Sandra Cortázar, quem nos enviaram um contato em Querétaro, México, de pessoas que haviam pedido informação e material para poder iniciar a Pastoral da Esperança nessa diocese. Transformava-se em aventura e serviço o que iniciou como uma simples viagem. Um serviço do Movimento de Schoenstatt no Paraguai em saída fundacional. Comunicamo-nos com eles e assim iniciou o intercâmbio de mensagens eletrônicas.

Paraguai em saída

Somos coordenadores diocesanos da Pastoral da Esperança para casais separados em nova união em nossa diocese de Encarnación, no sul do Paraguai. Em Querétaro, México, Ma. del Carmen Vásquez e Antonio Duarte, membros da Liga de famílias e casal consagrado, são os responsáveis diocesanos da Pastoral da Esperança.

Uma vez que decidimos que podíamos viajar e analisamos o tempo disponível e a parte econômica, informamos que iríamos em fevereiro e que gostaríamos de visitar-los para conhecermos e dialogar.

Antonio e Ma. del Carmen nos perguntaram se poderíamos os apoiar em um retiro de Schoenstatt para fortalecer o início da Pastoral da esperança diocesana, em Querétaro, nos dias 10 e 11 de fevereiro. Confirmamos imediatamente nossa participação e colaboração. No dia 4 de janeiro nos enviaram a agenda e nos pediram desenvolver os assuntos.

Adaptamos assim nossa viagem para poder estar em Querétaro a partir do dia 9 de fevereiro para formalizar e esclarecer os últimos detalhes do grande evento.

As pessoas participantes não eram de Schoenstatt, embora algumas já conheciam o Movimento. Eram de paróquias diocesanas, 46 pessoas no total, casais divorciados que se casaram novamente, separados em nova união e casais consagrados.

Uma experiência de amor misericordioso de Deus

O objetivo geral do retiro foi que os participantes pudessem encontrar, experimentar e sentir o amor misericordioso de Deus Pai para com seus filhos em sua situação atual de vida. Também se buscou conscientizá-los de sua vocação a santidade como filhos de Deus e que soubessem que são verdadeiramente parte da Igreja, merecedores das graças de Deus que fluem neles, pois seu Pai os ama. Trataram-se assuntos tão variados como o ser discípulo missioneiro em cada situação de vida, a mensagem de Amoris laetitia (A alegria do amor, exortação apostólica do Papa Francisco), a realidade dos divorciados que voltaram a se casar e a missa como festa para todos.

Nosso primeiro assunto foi sobre a necessidade da conversão pessoal e da vocação a santidade, que nos leva a ter o olhar na vida eterna, na transcendência de nosso espírito, objetivo primário da vida do filho de Deus, discípulo missioneiro de Jesus Cristo o Senhor. O perdão é um elemento indispensável para a recuperação da pessoa em todo o momento, porém quem tem a experiência do divórcio requer especialmente de fazer o perdão sua nova forma de vida, para não somente romper com o passado e todas as situações e experiências negativas, mas também para a correta cura de sua pessoa.

Na busca do “Amado”

Nosso segundo tema orientou ao participante a necessidade da busca do “amado” (Jesus Cristo) pois se o há identificado como “O Maestro” agora a necessidade é amá-lo e ser um reflexo fiel de sua pessoa para que o próximo encontre a Cristo em minha pessoa, em meu testemunho, em minha congruência e fidelidade ao Evangelho. A maneira de alcançar é desenvolver um apostolado onde se possa fazer vida este amor que estou cultivando para o “Amado”.

Nosso objetivo foi capacitar os participantes para que pudessem discernir seu carisma, ver seus alcances e possibilidades reais, tirar do meio os obstáculos (pretextos) para não se entregar ao trabalho pelo Reino, tornando-se consciente de que este apostolado pode muito bem estar dentro de sua família, presente e anterior, que a responsabilidade dos filhos tem sido e sempre será de ambos pais em qualquer condição e que o amor é a via da integração e a unicidade com Deus.

 

Testemunhos de vida que nos enriquecem a todos

Durante todo o retiro estivemos acompanhados pelos padres Jaime Guitiérrez e Jorge Ávila. Além disso, visitou-nos e desenvolveu um assunto muito importante na missa o Bispo emérito de Querétaro, Mons. Mario de Gasperín Gasperín.

A plateia em todo o momento participou positivamente com perguntas sobre o tema e testemunhos de vida que vigoraram e fortaleceram os conceitos. Todos saímos com um saldo positivo, tanto os participantes, como os organizadores e nós mesmos.

Este retiro foi para nós uma experiência reconfortante para nosso trabalho na pastoral.

Uma semente que cai na terra fértil

O que demos no México, demos com amor. Nossa participação no retiro em Querétaro é uma pequena homenagem a Mãe, quem nos abraça e abriga cada dia de nossa vida.

O presente maior recebemos, porém, quando já estávamos de volta ao Paraguai e quase prontos com este artigo, porque hoje, 12 de março de 2018, os amigos do México nos comentam que iniciaram dois novos grupos da Pastoral da Esperança em paróquias vizinhas a Querétaro.

 

Original: Espanhol, 21.03.2018. Tradução: João Pozzobon, Santa Maria, Brasil

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *