Colocado em 29. Setembro 2017 In Projetos, Schoenstatt em saída

Quando as pessoas não vão à Igreja, a Igreja vai ao encontro delas

ALEMANHA, Gisela Sonka, Rita Löhr, Ir. Cordula-Maria Leidig •

Alguns schoenstattianos de Wiesbaden participaram do mercado semanal em Wiesbaden-Biebrich com velinhas em suas mãos e um pouco tímidos, convidavam as pessoas que passavam para acender essas velas por uma pessoa querida, e que o fizessem na Igreja St Marien, onde estava tendo neste momento uma adoração eucarística. E muitos entraram… Tudo começou com momentos de adoração silenciosa no santuário e durante o “café dominical”.

O café dominical

Desde o dia 1º de setembro de 2016, quatro vezes por semana acontece uma hora de adoração eucarística no Santuário de Schoenstatt de Wiesbaden. Participam regularmente sete pessoas, além de outras quatro ou cinco que se sentem motivadas e que ajudam de vez em quando a rezar.

Além disso, um domingo por mês acontece adoração de duas horas com momentos de louvor e pedidos, em que participam um número similar de pessoas, inclusive vêm pessoas de fora. Como preparação desta adoração de louvor, acontece quatro vezes ao ano um “café dominical”, já que justamente o domingo é, para muitos solteiros, viúvas e viúvos, um desafio, como foi possível observar.

“Café dominical” é um subtítulo, “Graças a Deus é domingo” é o título real. O impulso depende sempre do lema anual do Movimento de Schoenstatt alemão. Este ano, por exemplo, o lema é: “Ele se aproximou e caminhou com eles…” em relação a pergunta de como viver a Santa Missa de forma mais profunda. A Missa do Instrumento do “Rumo ao Céu” oferece muito material para isso.

Coração que escuta

Durante estes quatro domingos no ano, a Irmã Angelus, que pertence às Irmãs Adoradoras de Wiesbaden, está sempre presente. Enquanto se reza no santuário o louvor e se realiza a adoração, a Irmã oferece um coração que sabe escutar, e assim as pessoas podem entrar alternadamente na sacristia para ter uma conversa espiritual com ela ou para fazer algum pedido. A Irmã é muito requisitada, já que depois de sua experiência em uma clínica psiquiátrica, tem uma maneira excelente de chegar as pessoas.

Ir onde estão as pessoas

Na verdade, ela vive em Wiesbaden-Biedrich, onde se encontra o Centro de Adoração de todas as Irmãs Adoradoras da Índia, que trabalham na Alemanha. De seis a oito horas diárias tem adoração eucarística ali na Igreja “St. Marien”, mas as irmãs se perguntavam há muito tempo: como convidar pessoas de fora. Primeiro, o Círculo do Santuário de Schoenstatt tentou organizar uma vez por semana uma oração de louvor em “St. Marien”, mas ninguém participou. Depois, surgiu a ideia de rezar a oração de louvor em Biedrich, ao mesmo tempo que funcionava o mercado semanal, que se encontra diretamente em frente à Igreja, à sombra da estátua da Virgem Maria. O dia 22 de setembro chegou em grande momento! Duas senhoras do Ramo dos casais de Schoenstatt, um pouco tímidas, dirigiram-se às pessoas que se encontravam no mercado realizando compras. Elas presenteavam uma pequena vela e lhes perguntava se não queria acendê-la na Igreja por uma pessoa querida, por alguém doente na família, ou no bairro, e falavam que se quisessem, poderiam ficar um pouco mais na igreja ouvindo música e a adoração.

A presença do Senhor no mercado semanal

O “experimento” durou em torno de 45 minutos, mas o resultado foi impressionante:

Nos encontramos novamente com uma “mãe- Lichtzeichen”! (Projeto apostólico da Liga de Mães da Alemanha para ajudar mães grávidas com problemas). Duas mulheres jovens, que sempre se encontravam uma vez por semana para rezar juntas em alguma igreja de Wiesbaden ou Mainz, desta vez combinaram de se encontrar em St Marien. Seria providencial? Chegaram na igreja 13 pessoas com suas velinhas e ficaram por bastante tempo. Outras 10 não entraram, mas com algumas delas tivemos conversas muito valiosas. Por exemplo, o motivo pelo qual tinha saído da Igreja ou como uma vendedora no mercado sempre tinha a impressão de que a Igreja era algo pouco comunicativo, quase retraído. Isto será diferente no futuro…

As duas que estavam distribuindo as velinhas estavam radiantes e afirmavam: “Temos que fazer isso de novo! Que encontros mais fantásticos! ”. Sentimos a presença do Senhor, que junto com Maria, convida as pessoas para estar perto dEle, abre os corações, presenteia reconciliação, esclarece mal-entendidos…

Na próxima sexta-feira, 29 de setembro, entre às 12:30 e 14 horas continuaremos com este “experimento”…

Original: alemão, 24.09.2017. Tradução: Isabel Lombardi, Guarapuava Pr, Brasil.

Etiquetas: , , , , ,