Colocado em 2017-04-15 In Schoenstatt em saída

Sair ao encontro dos demais…

ESPANHA, José Delgado-Iribarren •

Temos uma vida tão agitada, com tantas tarefas para fazer, que muitas vezes não encontramos o momento de fazer outras coisas que não parecem ser urgentes, mas que nos permitem ajudar aos demais e fazem nos sentir muito melhor.

Há alguns anos, minha situação profissional me permitiu ter um tempo para fazer estas coisas, que no meu caso, consiste em ajudar as pessoas mais desfavorecidas que temos ao nosso redor. Trata-se de tentar seguir um pouco o chamado de Jesus no Evangelho e ajudar nosso próximo, em tudo que precisa.

Para que não percam a esperança e lutem para superar as dificuldades

Assim, há um pouco mais de um ano, colaboro como voluntário de Cáritas, trabalhando especialmente no serviço de orientação habitacional. Trata-se de ajudar as pessoas que tem problema relacionado com habitação ou às vezes também nessas situações: pessoas que não podem pagar a hipoteca e vão perder a casa, refinanciamentos de hipotecas para poder seguir pagando, problemas de pagamento das contas de luz e água… Apesar de, infelizmente, não podermos resolver muitos destes problemas em sua totalidade, o que podemos fazer é acompanhar estas pessoas e ajudá-las a encontrar todos os recursos disponíveis para solucionar a situação ou, ao menos, amenizar seus efeitos. E trabalhar com elas para que não percam a esperança e lutem para superar as dificuldades.

Nem todas as histórias têm um final feliz, mas, pelo menos as pessoas se encontram com alguém que as apoiam e que quer ajudar de maneira incondicional. Para mim, ficar sentado na paróquia recebendo as pessoas que vêm solicitar ajuda para “seu problema” me faz ter a sensação de estar colocando meu grãozinho de areia neste amor aos demais, e de estar vivendo nosso caráter apostólico.

Nosso conhecimento à disposição dos mais humildes

Muitos de nós tivemos a oportunidade de estudar em bons colégios e universidades, desenvolver uma carreira profissional, e contar com a ajuda de nossa vida em Schoenstatt. Esta tarefa nos permite colocar todo este conhecimento à disposição dos mais humildes e dar uma dimensão mais social a toda essa formação, para que muitos outros possam ter as mesmas oportunidades que nós tivemos.

Claro que cada pessoa tem seu lugar na vida, e nem todos fomos chamados para fazer as mesmas coisas. Muitas vezes, as ricas e indispensáveis relações familiares dominam totalmente este espaço. Mas, quando as circunstancias nos permitem, poder colocar em prática aquilo que se sente chamado, você poderá sentir uma grande satisfação e aumentar a confiança ao pensar que está colaborando para o plano de Deus.

Original: espanhol. Tradução: Isabel Lombardi, Guarapuava, Brasil.

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *