Colocado em 18. Fevereiro 2019 In Santuário Original

O Meu testemunho no restauro do santuário original

SANTUÁRIO ORIGINAL, Mary Cole •

A renovação e restauro do Santuário Original foi longa no planeamento. Há dez anos, Agathe Hug, uma ginecologista ocupada, sentiu a necessidade de “visitar” o Santuário Original através do seu computador, como é possível noutros lugares de graça e peregrinação, e assim nasceu a ideia de ter uma webcam no Santuário Original. Desde então, ela e a sua família tornaram possível a schoenstatt-tv.

No início, foi controverso, mas os vários jubileus e outras celebrações provaram o seu valor, e agora é um elemento importante na cena de Schoenstatt, indo mesmo ao exterior para transmitir eventos importantes. A webcam inicial tinha pouco alcance, porque o santuário está num vale profundo e é muito difícil transmitir ao vivo a partir dele. Por muito tempo a conexão foi via smartphones! Entretanto, uma conexão por cabo alcançou a sacristia em frente ao santuário e tudo o que faltava era conectar o santuário à sacristia. Mais fácil falar do que fazer.

A renovação começa

Tive muita sorte em visitar Agathe Hug e a sua sobrinha durante o Natal, e comecei o trabalho de renovação. Em 9 de janeiro, imediatamente após a missa das 8 horas no Santuário Original, mãos voluntárias surgiram de todas os lados para começar o trabalho de esvaziar o santuário. Os bancos foram levados para o estúdio de televisão de Schoenstatt, na Casa da Aliança, para serem restaurados por um Irmão de Maria e a mesa do altar foi levada para a oficina dos Irmãos de Maria. Os vários símbolos foram levados pelas comunidades que os doaram para serem restaurados. O quadro de luz em torno da imagem da MTA, significou também um grande trabalho de conserto, que foi feito pelos ourives dos irmãos de Maria nas proximidades. Eles também restauraram o tabernáculo. A foto da MTA foi levada para um profissional restaurador de arte em Koblenz. Tive o privilégio de me sentar ao lado da foto e garantir a sua segurança no caminho. No entanto, a minha principal contribuição foi “estar em casa” para receber as entregas e aquecer o almoço para os trabalhadores. Isso libertou os membros mais jovens da equipa para um serviço mais ativo. Isso estava em andamento, porque à medida que o trabalho progredia, mais problemas eram descobertos e tinham de  ser resolvidos, e mais equipamentos precisavam ser encomendados.

Cabos e mais cabos para a TV de Schoenstatt

Uma das primeiras grandes obras, quando o santuário estava vazio, foi cavar uma trincheira para os cabos que iam ligar o santuário à sacristia. Fiquei impressionada com o tamanho e a complexidade desses cabos, quem não ficará!?. Uma trincheira também foi cavada em volta do santuário para que os cabos pudessem ser colocados num ponto perto dos túmulos dos heróis, para que os eventos externos pudessem ser filmados e transmitidos mais facilmente, e para que os microfones também pudessem ser instalados ali.

Toda a instalação elétrica do Santuário também foi substituída. Os trabalhadores descobriram que já havia cabos por toda a parte, mas não tinham ideia para que serviam, então essa foi a primeira operação. Em seguida, os novos cabos foram colocados para uma melhor iluminação e sistemas de alto-falante. Eu, por exemplo, descobri que meus aparelhos auditivos não conseguiam captar a voz calma dos celebrantes na missa ou os seus sermões. Também é necessário que a webcam seja capaz de captar o que é dito e cantado nas comemorações, quando necessário. As luzes penduradas tinham de ser removidas, porque ficavam no ângulo da webcam e podiam queimar a lente, “matando” a webcam. Além disso, algumas das luzes precisam ser reguláveis. A nova instalação significava que as paredes tinham de ser abertas para que os cabos pudessem ser ligados à rede elétrica, etc. Aqui os trabalhadores descobriram cabos de operações anteriores que pareciam vir do nada e não iriam a lugar nenhum. Isso tornou-lhes a vida difícil! Havia também que criar espaço para os muitos cabos que uniam o santuário e a sacristia. Uma preocupação importante era não mudar o interior do santuário de forma nenhuma.

 

Limpar o altar

Um sábado perguntaram-me se eu gostaria de limpar o altar – o altar barroco esculpido – que estava desmontado em vários elementos na sacristia. O pó húmido era profundo e, em pouco tempo, as minhas mãos, o pano e a água tinham ficado escuros de décadas de fumaça de velas. O polimento e a reforma aconteceriam depois. Eu orei por todos quantos, de alguma forma, estejam vinculados na Aliança de amor. Atrás do lugar onde a imagem se encaixa há muitos nomes, e acrescentei o meu com a intenção de incluir qualquer um que tenha tocado minha vida na Aliança.

Nenhum trabalho foi feito ao domingo, quando os trabalhadores tiveram um descanso merecido, embora houvesse discussões intermináveis sobre os próximos passos que precisavam de ser dados e como resolver os problemas que surgiram. Um problema que se avizinhava era uma queda na temperatura, porque se ficasse muito frio, seria impossível fechar a vala adequadamente. Infelizmente isso aconteceu e esse trabalho atrasará a conclusão do projeto. No entanto, como as fotos revelam, o santuário está de volta à sua antiga glória.

É uma questão em aberto quando poderemos visitar o Santuário Original pela internet. (Nós pudemos visitá-lo de fora há muito tempo.) Então, por favor, continue ligando (na Schoenstatt TV). A equipa trabalhou incrivelmente para conseguir tudo até agora, e tenho a certeza de que gostaríamos de agradecer-lhes com as nossas orações. A maior parte do trabalho foi realizado de forma voluntária para manter o mais possível os custos baixos, mas ainda há um grande “buraco” financeiro que precisa ser coberto. Toda essa tecnologia é muito cara. Para aqueles que sentem que querem contribuir para o capital financeiro da nossa Mãe, aqui estão os detalhes. Até mesmo o “a oferta da viúva pobre” é mais do que bem-vinda. É um sinal do nosso amor e gratidão.

 

Schönstatt-Patres-International e. V.
Purpose: Donation Original Shrine
Bank: DKM Darlehnskasse Münster eG
IBAN: DE60 4006 0265 0003 1616 02
BIC / SWIFT: GENODEM1DKM

Fotos: Roberto González @schoenstatt.org

Original: Inglês, 15. FEVEREIRO 2019. Tradução: José Carlos A. Cravo, Lisboa, Portugal

 

Santuário Original aberto de novo

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *