Colocado em 10. Dezembro 2018 In Santuário Original

Não foi possível enchê-la de vida – a Casa da Aliança é posta à venda

SANTUÁRIO ORIGINAL/CHILE, Pilar e Luis Jensen com a redacção •

É chegado o momento de nos confrontarmos com a realidade. A Fundação “Maria Rainha do Trabalho” do Chile, desde 1998 dona da histórica “Bundesheim” (Casa da Aliança/ Casa da União), com uma carta muito sincera dirige-se ao Movimento de Schoenstatt, a fim que, a Família compreenda que tudo tentaram e não conseguiram, apesar de muitos esforços e de muitas ideias e, por isso, decidiram pôr à venda a Casa da Aliança, porque durante todos estes anos, desde 1998, não brotou a vida real capaz de fazer face aos gastos correntes mínimos (nem sequer se fala de investimentos para a sua renovação) e para dar um sentido “pastoral – schoenstatteano” à Casa. —

 

Querida Família de Schoenstatt:

Na década de 1920 foi construída a grande Casa da Aliança, em Schoenstatt, muito perto do Santuário Original, para albergar todas as pessoas que assistiam aos Retiros e Jornadas do Padre Kentenich. Ele morou na dita Casa, salvo quando esteve privado de liberdade, até à sua partida para o exílio.

Os Padres Pallottinos, como proprietários e administradores, deram à Casa diversos usos. Em 1996 puseram-na à venda. Nessa altura, falava-se que um consórcio hoteleiro poderia instalar-se no local.

Em tais circunstâncias, o Sr. Fernando Arrau, através da Fundação Maria Rainha do Trabalho, comprou a Casa em 30 de Abril de 1998, pensando que poderia converter-se num Centro para a Família de Schoenstatt. Durante 15 anos, manteve-a e fez várias obras de reabilitação, instalando-se nela quando ia à Alemanha. O seu grande objectivo de a transformar num Centro para a Família não prosperou. No ano de 2009, a Casa foi posta à disposição do Movimento para que fosse a sede dos preparativos para a celebração dos 100 anos de Schoenstatt em 2014.

Foram habilitados escritórios, casas-de-banho, refeitório e tudo o que era necessário a essas actividades, permanecendo fechado o resto da Casa, visto que, não podia ser habitada por impedimento de normas municipais.

Fernando Arrau faleceu em 7 de Junho de 2015. A Fundação Maria Rainha do Trabalho, através do Directório que administra esta Casa, fez infrutíferas tentativas para financiar os seus gastos de operação e manutenção. Posteriormente, foi oferecida a Casa ao Instituto dos Padres de Schoenstatt para o uso que lhe quisessem dar. Os Padres, formalmente, desistiram de a receber, por não terem financiamento nem projectos que lhe dessem vida.

Outras tentativas, como a de a arrendar a uma Universidade ou de transformar a Casa num lar de idosos, também não deram resultado.

Nestas circunstâncias, a Fundação Maria Rainha do Trabalho decidiu proceder à sua venda, visto que, é impossível continuar a mantê-la, sem os recursos necessários.

Esperamos que a Mater escolha os compradores desta Casa da Aliança.

Participamos à Família de Schoenstatt esta decisão que a todos nos emociona.

Directório Fundação “Maria Rainha do Trabalho”.

Contacto: Pilar e Dr. Luis Jensen, [email protected]

Original: espanhol (2/12/2018). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *