Colocado em 23. Outubro 2019 In José Kentenich

“Até agora foi uma obra com fronteiras. Agora ultrapassa as fronteiras e torna-se internacional”

DACHAU, Maria Fischer / Ir. M. Elinor Grimm •

“No dia 24 de Setembro de 1944, consagrámos todas as nações aqui presentes à Mater Ter Admirabilis de Schoenstatt. Escolhemo-la como Rainha. Nesse momento demos à nossa Obra de Schoenstatt uma nova base internacional. Este empreendimento receberá hoje o seu selo final. Aqui e agora queremos fundar uma “Católica”. Todos estão representados”, disse o Padre Kentenich em 18 de Outubro de 1944, há 75 anos, no Campo de Concentração de Dachau. —

“Até agora foi um trabalho com fronteiras. Agora ultrapassa as fronteiras e torna-se internacional, o último passo do desenvolvimento, como já indicado na Acta de  Fundação: para a nossa casa, para toda a província e também para mais além. Agora todos os pré-requisitos estão cumpridos. Deus fala através das circunstâncias. Hoje é um dia tão memorável como em 1914 em Schoenstatt e 1919 em Hoerde. O desenvolvimento de 25 anos foi concluído. Um novo capítulo na história começa…”.

Um novo capítulo da história, um “mais além” que coloca Schoenstatt no meio do mundo e faz da internacionalidade um dom e uma tarefa. E isto a partir de Dachau, de um lugar onde o ódio aos outros, ao estrangeiro, o desconhecido foi criado.

A Ir. M. Elinor Grimm, uma das duas guias autorizadas neste lugar do Movimento de Schoenstatt, informa schoenstatt.org sobre alguns dos encontros internacionais no lugar de Dachau, na proximidade deste dia de comemoração. 

Índia

No dia 15 de Outubro, após a visita com os alunos, fui até à sala memorial para agradecer à MTA. Dois senhores – sacerdotes da Índia – estavam perto do nosso canto de Schoenstatt e olharam para mim de forma amigável: um capelão – que trabalha há quatro anos perto de Augsburg – e a sua visita, o Vigário Geral de Kerala, na Índia. Pelo meu alfinete distintivo reconheceu Schoenstatt e quis levar para Kerala as minhas saudações para a minha irmã de Curso Shoranu. Pude dar-lhe mais informações sobre o Pe. Kentenich. Ficámos muito felizes com este breve encontro.

 

E.U.A.

Depois fui ao parque de estacionamento do Carmelo, onde estava o meu carro. No pátio do Carmelo, uma senhora balbuciou umas palavras em alemão. Queria fazer algumas perguntas. Os seus avós emigraram há muito tempo da Alemanha para os EUA através da Rússia e mantiveram a língua alemã. Ela queria saber se, realmente, pronunciava bem a palavra “Danke” (Obrigado), e agradeceu-me. Na verdade, foi um breve momento, mas aparentemente pude dar-lhe alguma alegria e também lhe entreguei folhetos sobre o Pe. Kentenich.

Portugal

No dia 16 de Outubro recebi um pedido, em inglês, de schoenstatteanos de Portugal que me perguntaram se eu poderia encontrá-los em Dachau às 11 da manhã. O marido de uma delas tinha sido enviado para Munique para fazer formação profissional. Provavelmente pensaram que eu estaria lá, em Dachau, todos os dias. Se ia fazê-lo, tinha de agir depressa e meter-me no carro. Bem, se a MTA quiser”, pensei, “pode fazer com que funcione e encontrarem-se comigo em Dachau. Com experiências semelhantes no passado, sempre funcionou!

Soube que já havia várias pessoas de língua portuguesa no centro de informação. Então, andei devagar pelo museu, e nada! A seguir, rezando, quis voltar para a estrada do campo de concentração e… ir para casa. Nesse momento, as senhoras contactaram-me por telefone. Pude ir buscá-los ao centro de visitantes e pelo menos mostrar-lhes salas e lugares importantes.

Graças a Deus que o nosso inglês foi suficiente para isso. Na parte da tarde, enviaram para o meu telemóvel outra foto e palavras de agradecimento: Dear Sister Elinor, we apreciate very much your company and guided visit! Thank you for your time. (Querida Ir. Elinor agradecemos-lhe pela sua companhia e visita guiada! Muito obrigado pelo seu tempo).Vimos o encontro como um presente para o dia 18 de Outubro, para o 75º aniversário da Internacional de Schoenstatt.

 

Original: alemão (17/10/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *