kentenich

Colocado em 29. Outubro 2018 In José Kentenich

Primeiro Congresso Teológico Padre Kentenich

CHILE, Manuel Huapaya •

Quando se olha para a vida do Pai, ela é vista na perspectiva de esta palavra de Deus na sua vida, esta obra de Deus na sua vida”, com esta frase começou o Pe. Carlos Padilla a sua exposição, sobre a infância do Padre Kentenich, no Congresso Teológico realizado em Santiago do Chile, no Santuário de Bellavista, de 11 a 14 de Outubro. A ideia foi a de se aprofundar o pensamento e a obra do Fundador de Schoenstatt e que, com diversos estudiosos e académicos, assim como, com aqueles que têm uma tarefa de condução ou de acompanhamento da Família de Schoenstatt, se pudesse reflectir sobre a contribuição Kentenichiana para este novo tempo dentro da nossa Igreja.

O Congresso contou com uma assistência de 140 participantes, oriundos da Alemanha, Argentina, Chile, Equador, Espanha, Costa Rica, Porto Rico, Brasil, Portugal e Perú. Cada dia teve como conferencista um renomado Catedrático da Universidade Católica do Chile que, nos oferecia uma perspectiva desde o ponto de vista teológico ou do pensamento actual da Igreja. Foram dias intensos, cheios de muitas experiências, tanto dentro do Congresso como, pelos acontecimentos que se iam sucedendo na nossa Igreja Católica.

Uma Igreja agarrada ao poder

O caso de Francisco José Cox e da sanção imposta pelo Papa Francisco foram mencionados, nalguns casos, pelos conferencistas durante esses dias. Na Eucaristia final, presidida por Mons. Reinhold Nann, Bispo da Prelatura de Caravelí no Perú que, participou no Congresso desde o início. Ele falou sobre a importância de ser uma Igreja não agarrada ao poder para se evitar excessos como os vividos nestes últimos tempos.

Actualizações do pensamento do Padre Kentenich

Este Congresso foi uma motivação para se encontrarem caminhos de atualização do pensamento do Padre Kentenich, compreender a sua vigência no mundo actual e a sua permanência no tempo. De igual modo, ficou muito clara a capacidade de trabalho, em equipa, com as diversas comunidades do Movimento, assim como, os espaços de diálogo e de comunhão que foram suscitados entre todos os participantes.

Quem quiser saber os temas tratados pode aceder à página do Congresso (em espanhol) e descarregar os documentos vídeos e áudios das exposições, assim como, alguns outros pormenores. Há uma tarefa e uma reflexão que deve continuar e, por sua vez, fica o convite para se prosseguir com este Congresso, dentro de três anos na cidade de Córdoba, Argentina.

Original: espanhol (21/10/2018). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *