Colocado em 2016-07-05 In José Kentenich

Seguindo os passos do Padre Kentenich, a 69 anos da sua passagem pelo litoral uruguaio

URUGUAI, por Maria del Rosario de Armas •

Em 1947, quando o Padre Kentenich chegou pela primeira vez à América Latina, as Irmãs de Maria tinham no Uruguai três colégios: um em Nueva Helvecia, Colonia, outro na cidade de Cardona, Soriano, e um terceiro em Salto, no norte do país. Atualmente continua em funções apenas o de Nueva Helvecia, junto ao primeiro Santuário Filial.

Depois de permanecer uns dias em Colonia, o Padre Kentenich viajou para Cardona, dali para Paysandú e continuou de comboio até Salto.

Nós, um grupo de missionários da Campanha da Mãe Peregrina, de Montevideo, quisemos seguir as suas pegadas, mas não pudemos reproduzir exatamente a sua viagem porque, lamentavelmente, já não há comboios de passageiros neste país. Partimos de camioneta no dia 17 de junho às 23 horas, fazendo o percurso marcado no mapa. Chegámos a Salto no sábado 18, dia da Aliança, às 6 horas da manhã.

Pegadas da Aliança

Neste Ano Santo da Misericórdia, esta peregrinação foi uma vivência muito profunda e muito abençoada. Desde o início acompanhou-nos a Ir. Mariela, recém-chegada ao Uruguai, sua pátria, como assessora do movimento.

Encontrámo-nos em Salto com o Pe. José García, pároco da Basílica São João Batista, lugar onde se hospedou o Padre Kentenich. Percorremos esse lugar imaginando o nosso Pai e Fundador caminhando por esses passeios, jardins, rezando nesse templo maravilhoso.

À saída, conhecemos uma das ex-alunas do Colégio, muito feliz por esta ocasião de poder partilhar as suas recordações, as suas vivências. Ela ficava todo o dia no colégio, pois morava fora da cidade.

O edifício onde funcionou o colégio é agora uma policlínica, mas mantém muitos elementos intactos: janelas, pisos, tetos e até a cerca de madeira que todas recordam no recreio. Esperavam-nos outras senhoras também ex-alunas. Todas integram uma comissão de apoio a essa policlínica, cujo edifício é paroquial. Pertence à Paróquia Sagrado Coração, onde participámos da Sta. Missa.

É de destacar o amor pela Mater que elas transmitem. Incorporaram-na nas suas famílias. A sua forma de pensar, a sua forma de atuar, gira em redor da Mater. Não há dúvida que as Irmãs de Maria deixaram nelas a sua marca.

Ao voltar vimos a casa onde viviam as Irmãs.

Na ermida abençoada em 2015

Antes da Missa, rezámos o terço na ermida abençoada em dezembro do ano passado. Está numa praça pública e a Família de Schoenstatt encarrega-se da sua manutenção. Na Eucaristia pudemos comprovar como está integrada a vida paroquial: coro, mães, jovens, casais.

Na cidade de Salto o Padre Kentenich deu uma conferência para profissionais num lugar conhecido como Salão Verde, mas até agora não conseguimos situar o lugar nem ter acesso às transcrições da sua conferência.

Sabemos que viajou acompanhado pela Ir. M. Úrsula, sua secretária e intérprete, pelo que supomos que deve ter ficado algum registo da sua passagem por este lugar.

O Padre Kentenich viajou de avião de Salto até Montevideo no dia 20 de junho de 1947. Daí, noutro avião, partiu para Buenos Aires, onde tinha chegado pela primeira vez em 29 de maio.

Em Paysandú

No dia seguinte, domingo 19 de junho de 2016, fomos para Paysandú, para visitar um grupo de missionários que cuidam de uma ermida da Mater que foi construida na via 3 que leva a Montevideo. Previamente participamos da Sta. Missa na Basílica. Ali esperavam-nos os missionários.

Passámos um maravilhoso momento, num dia espetacular, com cantos, orações e uma bela comida. No final veio um delicioso bolo.

Estando ali vimos que é um lugar de intenso trânsito: muitos camiões e automóveis passavam e todos saudavam a Mater tocando a buzina.

Foi uma peregrinação cheia de bênçãos. Agradecemos a todos os que nos proporcionaram estes momentos tão agradáveis.

Sem dúvida, há uma vida muito rica no interior do Uruguai que há que dar a conhecer.

Original: espanhol. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *