Colocado em 2017-09-22 In sinodo18

Peritos reflectiram sobre o próximo Sínodo dos Jovens

RUMO AO SÍNODO DA JUVENTUDE •

Peritos oriundos dos cinco continentes trocaram pontos de vista e reflectiram sobre os diversos temas que dizem respeito à juventude de hoje, no Seminário Internacional sobre a condição dos jovens.

O Encontro realizou-se de 11 a 15 de Setembro no Auditório da Cúria Geral dos Jesuítas em Roma, organizado pela Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos, Sínodo esse que, será celebrado em Outubro de 2018 e terá como tema “Os Jovens, a Fé e o Discernimento vocacional”.

Além da participação de psicólogos, sociólogos, pedagogos, economistas e teólogos, foram convocados 20 jovens em representação de cada continente, como porta-vozes dos seus coetâneos nos diversos contextos sócio-culturais e religiosos das diferentes áreas geográficas do mundo.

 

Caminhar juntos

“Foram dias intensos e viveu-se a riqueza que estes encontros sempre têm ao serem partilhadas as diversas realidades com pessoas dos cinco continentes, diferentes no que concerne ao social, cultural, económico e a religiosidade”, destacou Mariano García, coordenador da Pastoral da Juventude na Argentina que, com Daniela Gravioto do México e Lucas Galhardo do Brasil, representou a América Latina. Lucas Galhardo é membro da Juventude de Schoenstatt.

Para o referente juvenil, este Encontro permitiu “aquilo a que o Sínodo convida, que é caminhar juntos, poder encontrar, entre todos, umas linhas de acção que possam ser abordadas a partir da realidade de cada um”.

Foram trabalhados temas como: Os Jovens e a Transcendência, os Projectos, a Tecnologia, a Alteridade e a Identidade. As exposições dos catedráticos foram alternadas com intervenções dos jovens participantes que partilharam, além disso, debates e trabalhos em grupos linguísticos para favorecer o diálogo.

“Uma coisa positiva e desafiadora foi colocar a universalidade nas exposições porque, cada um, fala das próprias realidades do seu contexto”, contou Mariano García. “Devemos falar da pluralidade, da diversidade, de identidades, em vez de, identidade, de juventudes mais do que de juventude”, acrescentou e afirmou que se está “a acentuar que não deve ser um Sínodo de Jovens mas, com e para os Jovens”.

“Isto é um começo. O caminho para o Sínodo continua a sua marcha e com o espírito que Francisco convida a viver: uma Igreja pensada a partir dos jovens. É muito forte o que está a ser vivido e aquilo a que, se está a convidar a viver como Igreja”, afirmou o Coordenador Juvenil.

Como conclusão dos trabalhos de grupo, salientou duas propostas: “Que se realize um Conselho Internacional de Jovens dentro do Vaticano para dar assessoria ao Sínodo e, foi proposto que, durante o Sínodo, os Padres Sinodais possam conversar com diversos jovens do mundo”. Estas propostas foram entregues ao Cardeal Lorenzo Baldisseri, Secretário-Geral da Secretaria do Sínodo, no encerramento do encontro, na manhã do dia 15 de Setembro.

Mais informação sobre o Sínodo na Net, no Instagram e no Facebook

Original: espanhol (20/9/2017), Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

O Papa Francisco quer ouvir- te … e schoenstatt.org também!

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *