Colocado em 13. Julho 2016 In Campanha, Francisco - Mensagem

Peregrinas da paz e da solidariedade para a Síria e para o Iraque

ARGENTINA/SÍRIA/IRAQUE, por Cristina White •

A Irmã Maria Guadalupe, argentina e missionária do Verbo Encarnado, há cinco anos que realiza o seu apostolado na cidade de Alepo, na Síria. Nos últimos meses, esteve na Argentina dando o seu testemunho em diversos âmbitos. É muito forte ouvir a crua realidade da guerra, partindo do seu próprio papel de protagonista ao serviço da dor e das atrocidades que, ela mesma define como um genocídio. Ouvi-la provoca um abalo interior tremendo e, não podemos ficar alheios à sua mensagem, ao seu pedido de oração e de colaboração pelo fim da guerra.

O Santo Padre no passado dia 5 de Julho, numa mensagem para o mundo inteiro pede-nos que rezemos pela paz na Síria, no quadro deste Ano da Misericórdia. O Santuário de Fátima acolheu, imediatamente, este apelo e, dedicar-lhe-á o dia da Peregrinação Aniversária Internacional de 13 de Julho. “As duas Peregrinas para a Síria já devem estar em Alepo”, comenta Mercedes MacDonough, “ou chegarão em breve”.

IMG-20160603-WA0007

1 de Junho, Santuário de Confidentia, Isa Ubierna com as Peregrinas

O pedido de Isa Ubierna

Foi providencial quando, em meados de Maio, Isa Ubierna, membro do Movimento, nos pediu em Buenos Aires, duas Imagens Peregrinas e duas Imagens mais pequenas (para crianças), para as entregar à Irmã Guadalupe para serem levadas para onde elas evangelizam, na guerra da Síria e do Iraque. No dia 1 de Junho, no Santuário de Confidentia, Buenos Aires, estas Peregrinas fundadoras foram entregues a Isa Ubierna.

IMG-20160609-WA0006

Cristina White, Pe. Manuel Lopez Naón

Entrega no dia 27 de Junho, aniversário da morte de Seu João

Desde esse dia e, até 27 de Junho – aniversário do falecimento de Seu João Pozzobon – estas Imagens, destinadas à Síria, estiveram na Capela do Sanatório Mater Dei, onde se “carregaram” de orações e de contribuições ao Capital de Graças. Nesse dia, a seguir a uma palestra que a Ir. Guadalupe deu na Capela de S. Martinho de Tours, foram-lhe entregues as Imagens Peregrinas, sem nos termos dado conta que a data coincidia com o aniversário da morte de Seu João Pozzobon. Esteve presente a Terceira Peregrina Auxiliar Internacional e a entrega foi muito comovente.

IMG-20160615-WA0002

Conquista solidária

Uma rede de corações ancorados nos Corações de Jesus e de Maria

IMG-20160628-WA0010Frequentemente, nos entristecemos e nos sentimos impotentes face às catástrofes que as guerras provocam. O Pe. Kentenich dizia sempre que “Schoenstatt é filho da guerra”. Quando veio à América Latina, entre 1947 e 1952, fê-lo, à procura de “aliados que puxassem o carro de triunfo da Santíssima Virgem”. Ele via nas grandes lutas, oportunidades para que, Ela, a Grande Vencedora, manifestasse o Seu poder de Rainha Victoriosa, confirmando a realidade da Aliança de Amor que Se prova: na magnitude das dificuldades, na pequenez dos instrumentos e na magnitude dos frutos sobrenaturais.

Hoje, através da Campanha da Mãe Peregrina, temos a oportunidade de comprovar esta fecundidade universal, de sermos protagonistas, colaboradores desta cruzada de amor e de paz e, de apoiarmos a Sua marcha victoriosa com a nossa oração e entrega. “Mãe: Nada sem Ti, nada sem nós”. Se, de dentro do nosso coração em Aliança, vamos consagrando, diariamente, todos os que Ela visita nos locais da guerra, se os incluirmos na nossa oferta diária, se os abraçamos no nosso coração conscientemente, “Ela, a Grande Missionária, operará milagres”.

Os nossos irmãos e irmãs sofredores precisam de nós para poderem receber as graças do Santuário, para serem educados como homens, mulheres e crianças fortes, livres e sobrenaturais e poderem converter esse inferno num Céu, dentro dos seus corações. O coração não tem fronteiras nem distâncias. Seu João tinha um coração aberto ao mundo e à Igreja. A partir da sua Aliança e da sua missão, vivia o mistério da Comunhão dos Santos, em todas as dimensões. Trata-se de forjar, como sempre repetia o Padre Esteban Uriburu, uma rede de corações ancorados nos Corações de Jesus e de Maria; uma rede interior que, ao ser sustentada e alimentada pelo Amor de Deus, é invencível e, através dela, estamos todos ligados.

Aliança Solidária

Vivendo nesta atitude, a solidariedade de destinos torna-se tão real que, nos impulsiona a continuar a descobrir, nos milhares de irmãos e de irmãs que, são e serão visitados pelas Imagens Peregrinas em todo o mundo, um campo de apostolado que, na força da Aliança de Amor, da união da nossa pequenez com a Omnipotência Divina, gerará uma verdadeira revolução dos corações, um triunfo do Amor e da Misericórdia do Pai.

Que estas Imagens Peregrinas que, partiram para a Síria e para o Iraque, movam os nossos corações a acompanhá-las numa nova Visitação de Maria nessas terras.

Com Maria, alegres na esperança e seguros da victória, rumo aos tempos mais novos”.

 

Texto completo da mensagem em vídeo do Papa Francisco

Caros irmãos e irmãs!

Hoje desejo falar-vos de algo que entristece muito o meu coração: a guerra na Síria, que já entrou no seu quinto ano. É uma situação de sofrimento indizível do qual é vítima o povo sírio, obrigado a sobreviver sob as bombas ou a fugir para outros países ou regiões da Síria menos assoladas pela guerra: deixar as suas casas, tudo… Penso também nas comunidades cristãs, às quais dedico todo o meu apoio por causa das discriminações que devem suportar.

Então, desejo dirigir-me a todos os fiéis e a quantos estão comprometidos, com a Cáritas, na construção de uma sociedade mais justa. Enquanto o povo sofre, quantias incríveis de dinheiro são gastas para fornecer armas aos combatentes. E alguns dos países fornecedores de armas estão também entre os que falam de paz. Como se pode acreditar em quem com a mão direita te acaricia e com esquerda te atinge?

Encorajo todos, adultos e jovens, a viver com entusiasmo este Ano da Misericórdia para vencer a indiferença e proclamar com força que a paz na Síria é possível! A paz na Síria é possível!

Por isso, somos chamados a encarnar esta Palavra de Deus: «Bem conheço os desígnios que mantenho a vosso favor — oráculo do Senhor — desígnios de prosperidade e não de calamidade, para vos garantir futuro e esperança» (Jr 29, 11).

O convite é para rezar pela paz na Síria e pelo seu povo, por ocasião de vigílias de oração, de iniciativas de sensibilização nos grupos, nas paróquias e nas comunidades, para propagar uma mensagem de paz, de unidade e de esperança.

Além disso, que à oração se sigam obras de paz. Convido-vos a dirigir-vos àqueles que estão comprometidos nas negociações de paz, a fim de que levem a sério estes acordos e se esforcem para facilitar o acesso às ajudas humanitárias.

Todos devem reconhecer que a solução para a Síria não é militar mas unicamente política. Portanto, a comunidade internacional deve apoiar os diálogos de paz para a construção de um governo de unidade nacional.

Unamos as forças, a todos os níveis, para fazer com que na amada Síria a paz seja possível.

Este será um grandioso exemplo de misericórdia e amor vivido, para o bem de toda a comunidade internacional!

Que o Senhor vos abençoe e Nossa Senhora vos preserve.

Obrigado!

IMG-20160628-WA0007

Entrega – 27.06.2016

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal. Fonte da tradução das palavras do Santo Padre: vatican.va

Etiquetas: , , , , , , , , , ,