Colocado em 2016-07-31 In Francisco - Mensagem, JMJ Cracóvia 2016

E, de repente, estamos em frente do Santo Padre

JMJ2016, por Sebastián Denis e Maria Fischer •

Na quarta-feira à tarde, os jovens schoenstatteanos vindos para a JMJ2016, em Cracóvia, reuniram-se numa Paróquia da cidade, de onde saíram, em peregrinação, para o Santuário da Misericórdia. Durante o caminho, foram recitados uns textos já elaborados e distribuídos para a preparação do encontro “Stay connected” (Permanece ligado) da Juventude de Schoenstatt da Polónia.

Caminhavam escutando, rezando e meditando as experiências até chegarem ao local da JMJ2016, quando de repente, numa esquina, os jovens encontraram a estrada cortada. Impossível continuar…

Quão grande foi a surpresa e a emoção ao darem-se conta que, precisamente à sua frente, estava a passar o Santo Padre Francisco! Tão grande foi a emoção que não puderam tirar fotografias nem fazer vídeos…Menos mal. O inesperado encontro com Francisco não aconteceu nos telemóveis, mas na realidade e, em vez de olharem para os telemóveis e para os tablets, como quase sempre acontece em momentos como estes, olharam para o Santo Padre e, permitiram-lhe que ele os olhasse nos olhos…

Vem ao pensamento uma história que foi contada por um colaborador próximo de Francisco. Aconteceu na Missa matutina em Santa Marta. Uma freira que teve a grande sorte de estar nesta Missa, foi muito cedo para a Capela… e, quem chegou muito cedo, também, foi Francisco. Com um grande sorriso aproximou-se da freira e estendeu-lhe a mão – enquanto ela começou a procurar com as duas mãos o telemóvel para gravar o momento. O Santo Padre olhou-a por um instante, com uma tristeza no rosto, retirou a mão e foi-se embora…para cumprimentar outra pessoa.

11

Momentos de peregrinação

Muitos dos jovens do Movimento de Schoenstatt estão alojados num colégio, situado bem no centro da cidade de Cracóvia. Usufruem muitíssimo de poderem encontrar-se com os jovens de outros países e viverem juntos a JMJ2016.

Ficaram impressionados com o Santuário da Misericórdia e também visitaram o Santuário de S. João Paulo II.

Antes de chegarem a Cracóvia, visitaram o Santuário de Belém, em Rokole, o único Santuário de Schoenstatt na República Checa.

A fé deste rapaz, deste nosso amigo, que trabalhou tanto para esta JMJ…

JMJ 20160726 03

Á tarde, da varanda do Arcebispado de Cracóvia, o Papa Francisco dirigiu umas palavras no seu primeiro encontro com os jovens participantes na Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Nas suas palavras improvisadas, em italiano, o Santo Padre lembrou Maciej Azymon, o jovem voluntário que morreu de cancro, no passado dia 2 de Julho e que, desenhou uma grande quantidade de coisas para a JMJ de Cracóvia, tais como, as imagens dos Santos Padroeiros e o Kit do Peregrino:

Saúdo-vos a todos, saúdo-vos cordialmente!

Vejo-vos com tanto entusiasmo e tanta alegria. Mas agora tenho de vos dizer uma coisa que vos deixará o coração triste. Façamos silêncio! É algo que diz respeito a um como vós: a Maciej. Tinha pouco mais de 22 anos. Estudara desenho gráfico e deixara o seu trabalho para ser um voluntário da JMJ. Na verdade, são dele todos os desenhos das bandeiras, as imagens dos Santos Padroeiros, do kit do peregrino, e outras coisas mais que adornam a cidade. Precisamente neste trabalho, reencontrou a sua fé.

Em novembro, foi-lhe diagnosticado um câncer. Os médicos não puderam fazer nada, nem mesmo com a amputação da perna. Ele queria chegar vivo à visita do Papa! Tinha um lugar reservado no carro onde viajará o Papa. Mas ele morreu no dia 2 de julho. As pessoas estão muito chocadas: ele fez um grande bem a todos.

Agora, todos em silêncio, pensemos neste companheiro de viagem, que trabalhou tanto para esta Jornada. Todos nós, em silêncio, rezemos com o coração. Cada um reze no próprio coração. Ele está presente no meio de nós.

[oração silenciosa]

Algum de vós poderia pensar: «Este Papa estraga-nos a noite!» Mas é a verdade; e nós devemos habituar-nos às coisas boas e às coisas ruins. A vida é assim, queridos jovens. Mas há uma coisa da qual não podemos duvidar: a fé deste jovem, deste nosso amigo que tanto trabalhou para esta JMJ, levou-o para o Céu; e ele, neste momento, está com Jesus, que contempla a todos nós! E esta é uma graça. Uma salva de palmas para o nosso companheiro!

Um dia encontrá-lo-emos também nós: «Ah, eras tu! Que prazer conhecer-te!» É assim, porque a vida é assim: hoje estamos daqui, amanhã estaremos de lá. O problema é escolher o caminho certo, como ele fez.

Agradeçamos ao Senhor, porque nos dá estes exemplos de coragem, de jovens corajosos que nos ajudam a avançar na vida. E não tenhais medo, não tenhais medo! Deus é grande, Deus é bom; e todos nós temos algo de bom dentro.

Agora despeço-me. Ver-nos-emos amanhã; ver-nos-emos novamente. Vós cumpri o vosso dever, que é fazer barulho toda a noite… para mostrar a vossa alegria cristã, a alegria que o Senhor vos dá por serdes uma comunidade que segue Jesus.

Agora dou-vos a bênção. E, como aprendemos em criança antes de ir dormir, saudemos a Mãe. Todos nós rezamos a Nossa Senhora, cada qual na sua própria língua: Avé, Maria…

[Bênção]

Boa noite! Boa noite! E rezai por mim.

Tradução das palavras do Santo Padre: vatican.va

Coordenação da tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *