Colocado em 2016-03-03 In Francisco - Mensagem

O drama de dezenas de milhares de pessoas que fogem da morte e estão a encontrar muros

FRANCISCO IMERSO NA DOR DO MUNDO •

No final da Oração mariano do Ângelus, o Papa Francisco referiu-se, neste Domingo, à difícil situação dos refugiados que, fogem da guerra e, pediu orações pela Síria.

“A minha oração e, claro, a vossa, têm sempre presente o drama dos prófugos que fogem das guerras e de outras situações desumanas. Em particular, a Grécia e outros países que estão na primeira linha e lhes estão a dar uma generosa ajuda, que necessita da colaboração de todas as nações. Uma resposta coral e uma distribuição equânime deste peso podem ser eficazes. Para isso é necessário optar, com decisão e sem reservas, pelas negociações. Ao mesmo tempo, acolhi com esperança a notícia acerca da cessação das hostilidades na Síria e convido-vos a todos a rezarem a fim de que esta brecha possa dar alívio à população sofredora e abra o caminho para o diálogo e para a tão desejada paz”

Um apelo à comunidade internacional para que se comprometa, de uma vez por todas, com a implementação de soluções para o drama de milhares de pessoas que fogem da morte e estão a encontrar muros, incompreensão, fome e, lamentavelmente, também a morte às portas da Europa.

Ao mesmo tempo, acolhi com esperança a notícia acerca da cessação das hostilidades na Síria” e convido-vos a todos a rezarem a fim de que esta brecha possa dar alívio à população sofredora e abra o caminho para o diálogo e para a tão desejada paz”

A seguir o Papa Francisco assegurou também a sua proximidade “ao povo das Ilhas Fiji, duramente atingido por um devastador ciclone. Rezo pelas vítimas e por quantos estão empenhados em prestar socorro”.


Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal/ Rádio Vaticano

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.