Colocado em 26. Fevereiro 2016 In Francisco - Mensagem

Como se nos fosse dirigido: Francisco…sobre a misericórdia e a transformação

Francisco semana a semana (5) •

A citação desta semana tirámo-la da Homilia do Santo Padre Francisco na Missa no recinto da Feira de Cuidad Juárez a, apenas, 80 metros da fronteira com os Estados Unidos, em 17 de Fevereiro de 2016 (texto completo)

Leiamos, escutemos esta semana a mensagem aos mexicanos como se nos fosse dirigida, a nós, um Movimento que, com santo orgulho experimenta nos seus Santuários a graça da transformação interior e, que no seu agir missionário, pedagógico e pastoral, trabalha pela transformação dos Homens e da sociedade “a partir de dentro”.

No nosso agir como Santuários vivos, deixemo-nos interpelar pelo desafio de nos aproximarmos de qualquer situação para a transformarmos a partir de dentro.

A misericórdia sempre rejeita o mal, tomando muito a sério o ser humano; sempre faz apelo à bondade de cada pessoa, mesmo que esteja adormecida, anestesiada. Longe de aniquilar, como muitas vezes pretendemos ou queremos fazê-lo, a misericórdia aproxima-se de cada situação para a transformar a partir de dentro. Isto é precisamente o mistério da misericórdia divina: aproxima-se e convida à conversão, convida ao arrependimento; convida a ver o dano que está a ser causado a todos os níveis. A misericórdia sempre entra no mal para o transformar. É o mistério de Deus nosso Pai: envia o seu Filho que penetrou no mal, fez-Se pecado para transformar o mal. Esta é a sua misericórdia (…)

Há sempre a possibilidade de mudar, estamos a tempo de reagir e transformar, modificar e alterar, converter aquilo que nos está a destruir como povo, o que nos está a degradar como humanidade. A misericórdia anima-nos a olhar o presente e confiar naquilo que, de são e bom, está escondido em cada coração. A misericórdia de Deus é o nosso escudo e a nossa fortaleza”.

Contemplaremos esta mensagem, segundo o que conhecemos do Pe. Kentenich:

  • O que me diz, Francisco a mim, nos diz a nós?
  • O que digo a mim próprio (a) em resposta?
  • O que respondo a Francisco, em Aliança Solidária, como resposta?

Convidamos-vos a fazê-lo, pois estamos convencidos que Deus nos fala através de Francisco.

Convidamos-vos a entrarem em diálogo com Francisco, diálogo que cria encontro que, é cultura de Aliança.

Convidamos-vos e abrimos o espaço para entrarem em diálogo, deixando as vossas respostas como comentário ao fundo deste artigo… e respondendo aos que escreveram os seus pensamentos.

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , ,