José

Colocado em 2021-02-17 In Ano de S. José

A genialidade criativa de José

HOMENS SÃO JOSÉ, Ángel Vicente Mansilla Pena, Chile

The Joseph Challenge 2021 by schoenstatt.org, only for men  (O Desafio José 2021 de schoenstatt.org, apenas para homens): Homens de diferentes opções vocacionais na Aliança de Amor, de diferentes países e gerações, deixam-se desafiar pela carta sobre José do Papa Francisco Patris Corde, “esta figura extraordinária, tão próxima da nossa condição humana” e partilham o que mais os influencia e motiva na figura de São José e na carta do Santo Padre sobre ele. Ángel Vicente Mansilla Pena, Chile, da União de Homens, fala do papel de São José, pai de coragem criativa, na sua família e no seu trabalho. —

O Filho do Todo-Poderoso vem ao mundo, assumindo uma condição de grande fragilidade. Necessita de José para ser defendido, protegido, cuidado e criado. .

Deus confia neste homem, e o mesmo faz Maria que encontra em José aquele que não só Lhe quer salvar a vida, mas sempre A sustentará a Ela e ao Menino.

Neste sentido, São José não pode deixar de ser o Guardião da Igreja, porque a Igreja é o prolongamento do Corpo de Cristo na história e ao mesmo tempo, na maternidade da Igreja, espelha-se a maternidade de Maria.

José, continuando a proteger a Igreja, continua a proteger o Menino e sua mãe; e também nós, amando a Igreja, continuamos a amar o Menino e sua mãe.

Papa Francisco, Patris Corde

Falar de José, o pai de Jesus, leva-me imediatamente de volta à minha infância na qual vivi a presença de três Josés: o meu pai, o meu irmão mais velho e o meu padrinho.

Deste último, tenho memórias preciosas porque também ele, tal como o santo de Nazaré, era carpinteiro, o melhor e mais conhecido da aldeia.

Sempre admirei o seu génio criativo que, sem tentar imitá-lo, me conduziu em direcções insuspeitadas, talvez porque ele sempre acreditou em mim.

Um líder admirável e audacioso

Fui o primeiro da minha família a ir para a universidade e fi-lo por iniciativa própria, longe da minha terra natal. Formei e fundei uma família graças ao dom inestimável da minha mulher, mãe dos nossos quatro filhos. Graças ao seu impulso, atravessámos mares para o velho mundo, deixando sementes desconhecidas para o Santuário de Valldoreix.

José, marido de Maria, um homem por excelência, foi cauteloso e discreto nas suas tarefas, responsável e diligente nas suas resoluções como chefe da família.

Talvez seja precisamente por me faltarem essas virtudes que, a sua figura se apresenta perante mim como a de um líder admirável e audacioso.

Aquela “oficina – carpintaria” do vale

Acompanhar os meus filhos na sua orfandade materna exigiu criatividade na sua assistência e entrega para o seu desenvolvimento livre, alegre, animado e cristão.

Ao mesmo tempo, no meu destacamento profissional tive a oportunidade e o dom de induzir muitos jovens engenheiros na vida profissional, encorajando-os e orientando-os para objectivos de grande significado.

A fonte e o estímulo que mobilizou a minha energia foi naquela “oficina – carpintaria” no vale, um refúgio para tantas decisões.

É por isso que agora, da minha comunidade na União de Homens, a figura excepcional de S. José é-nos apresentada como um modelo generoso, criativo e corajoso do apóstolo leigo que devemos encarnar para o século XXI. Imersos no mundo, na sociedade, no trabalho, na família, na Igreja, para construirmos juntos a nova cidade com que outro José, nosso pai e profeta, sonhava.


Ángel Vicente Mansilla Pena é viúvo, pai de quatro filhos, Engenheiro Comercial, e fez a sua Aliança de Amor há 46 anos. Faz parte do primeiro Curso da União de Homens do Chile.

 

Orginal: Espanhol (14/2/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *