Colocado em 8. Março 2019 In JMJ Panama 19

Uma Paróquia em modo JMJ

COMO VIVI A JMJ2019, PANAMÁ, Carmen Franco e Maria Fischer •

Quase a totalidade de uma Paróquia em modo JMJ: como anfitriã de centenas de jovens registados no acolhimento, como centro espiritual, como organizadora do “Caleta Festival” … e muito mais. Esta foi a Paróquia de San Francisco de la Caleta nos dias precedentes e durante a Jornada Mundial da Juventude, em Janeiro. Esta Paróquia, com o seu Pároco e o seu Vigário (Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt), sentiu orgulho em ser a anfitriã da Juventude de Schoenstatt numa escola próxima e no Centro Espiritual de Schoenstatt. Literalmente, todos os schoenstatteanos da Paróquia se converteram em voluntários. Agora, umas semanas depois, partilham o que foi vivido na página de Schoenstatt da Paróquia http://schoenstattpanam.blogspot.com —

Foi possível vê-los a todo o momento em frente da Igreja, no parque de estacionamento, dentro da igreja durante as Missas e Adorações do Santíssimo, distribuindo água, café, pagelas de Nossa Senhora, folhetos sobre Schoenstatt…ajudando todos em tudo.

 

Uma visita especial a uma Paróquia que o merece

Como todos sabem, o peregrino número um da JMJ foi o Papa Francisco. O que nem todos sabem é que a peregrina número dois da JMJ foi Nossa Senhora de Fátima (Nossa Senhora do Rosário de Fátima NT). É a primeira vez que a imagem original sai para uma JMJ. Não podia faltar a esta que, era mariana, com o Lema: “Eis aqui a escrava do Senhor”.

Veio Nossa Senhora de Fátima em peregrinação desde o parque do Perdão acompanhada por muitos peregrinos. Durante o percurso ouviam-se cânticos em espanhol, inglês e alemão. Foi rezado o Terço. Foi impactante peregrinar com Nossa Senhora de Fátima pelas ruas fechadas para Ela, com camiões, carros e autocarros à espera e os seus condutores saudando Maria…

Foi recebida por uma guarda de honra e muita devoção, sabendo quão especial era esta visita. Apenas duas horas mas, éramos uns privilegiados. Só foi a três lugares e nós fomos escolhidos.

Santa Maria, Mãe de Deus e Mãe nossa: quão agradecidos estamos por tantas graças. Tu sabes, Rainha gloriosa, como gostamos de ti. No nosso Movimento de Schoenstatt esperamos o Teu acolhimento e as Tuas graças, sabemos que Tu és o caminho para chegar a Jesus.

Um lugar íntimo do encontro com Jesus

Além das Missas multitudinárias e as Missas concelebradas por 30 ou mais sacerdotes na igreja, também foram celebradas Missas intimistas no Sacrário, ou seja, na capela lateral onde se faz Adoração perpétua. Fizeram-no sacerdotes de Schoenstatt e outros também, com pequenos grupos de jovens. Houve sempre peregrinas aos pés do Santíssimo.

 

Schoenstatt no parque Omar

No parque Omar estava situado o parque do Perdão e havia um espaço para o discernimento da vocação dos jovens. Ali, estava Schoenstatt para transmitir a sua mensagem de pedagogia seguindo os passos de Maria e dando a conhecer as contribuições do Padre Kentenich “com a mão no pulso do tempo e o ouvido no coração de Deus”.

Reviveu-se o que sabemos: o maravilhoso do nosso Movimento é que tem resposta para todos os estados: infância, juventude, senhoras, homens, casais, famílias, sacerdotes e Irmãs. Todos temos um espaço neste pequeno lugar aos pés de Nossa Senhora. Ela acolhe-nos, transforma-nos espiritualmente e envia-nos aos outros. São valorizados os vínculos humanos como caminho para o profundo vínculo com Deus.

O santo dos nossos dias é o santo da vida diária. O encontro com Maria permite-nos uma vida cristã real.

 

Toda a Juventude de Schoenstatt na escola Belisario Porras

Um presente especial foi o poder oferecer a toda a Juventude de Schoenstatt um alojamento próximo da Paróquia, na Escola Belisario Porras. As raparigas na parte da frente, os rapazes na traseira, todos juntos e contentes. Foram atendidos por Ligia e Álvaro Carrera e pelo resto dos voluntários do Movimento de Schoenstatt do Panamá.

Em 26 de Janeiro, reuniram-se todos os jovens no ginásio para a Missa de Envio já que, logo a seguir, partiriam para a Vigília com o Papa no Campo S. João Paulo II.

Com cânticos de louvor e muito recolhimento participaram nesta Missa de despedida do local de alojamento. Agora, calhava-lhes irem ao encontro do Papa. “Não se esqueçam da fraternidade vivida nestes dias”, foram as palavras da Homilia.

 

Os voluntários com o Papa

Algumas das senhoras voluntárias tiveram a sorte de poder participar nesta despedida. O seu relato resumido: um grande agradecimento a todos os que participaram nesta JMJ. Fomos instrumento para que esta juventude vivesse uma experiência que fará a diferença nas suas vidas. Obrigada, Mãe, por nos permitires ser Teus instrumentos: nada sem Ti, nada sem nós.

Claro que, os voluntários da Paróquia marcaram encontro, também, quando ao terminar o evento com os jovens no Domingo, 27 de Janeiro, o Papa Francisco se dirigiu ao Estádio Rommel Fernández para cumprimentar os voluntários e agradecer-lhes pelo seu trabalho.

Antes da JMJ talvez muitos não soubessem que existia Schoenstatt – Panamá. Agora, sabe-se e sabemos que vamos ler muito mais sobre esta Família pequena e a crescer com o seu forte impacto apostólico. Tal como disse uma jovem de origem venezuelana no dia anterior à chegada dos jovens de Schoenstatt: “Teria gostado muito de estar com a Juventude de Schoenstatt na Costa Rica, mas sabia que o meu lugar era aqui para lhes preparar o lugar na JMJ”.

 

Página de Schoenstatt, Paróquia San Francisco de la Caleta

Original: espanhol (3/3/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *