Colocado em 2017-06-08 In Francisco - iniciativos e gestos

Em todos os cantos do mundo rezemos esta quinta-feira “um minuto pela paz”, pediu o Papa

INICIATIVAS DO PAPA FRANCISCO •

 

O Papa Francisco apelou durante a Audiência Geral de ontem, na alocução que dirigiu aos fiéis a seguir à sua catequese a que se unissem a uma iniciativa “Um minuto pela paz” que terá lugar esta quinta-feira, 8 de Junho, às 13 horas, hora de Roma – 12 horas, hora de Portugal – e que faz memória do encontro nos jardins do Vaticano, dos presidentes de Israel, Shimon Peres, e da Palestina, Mahmud Abbas, em 8 de Junho de 2014.

“Amanhã, às 13 horas renova-se em diversos países a iniciativa “Um minuto pela paz”. Isto é, um pequeno momento de oração no aniversário do meu encontro no Vaticano com o falecido presidente israelita Peres e com o presidente palestiniano Abbas. No nosso tempo há tanta necessidade de rezar – cristãos, judeus e muçulmanos – pela paz”, exortou o Pontífice.

“Um minuto pela paz é um projecto promovido  pelo Forum Internacional da Acção Católica. Quem desejar juntar-se a esta iniciativa, pode fazê-lo rezando às 13 horas – hora de Roma – desta quinta-feira 8 de Junho, sozinho ou em grupo, em casa, no local de trabalho ou de estudo ou num local de oração.

O Papa Francisco terminou a sua alocução convidando os fiéis a invocarem “Maria, a Mãe de Jesus, Rainha da Paz”

 

 

A intenção é que neste dia, às 13 h, hora de Roma, todas as pessoas parem as suas actividades quotidianas e dediquem um minuto a reflectir, a rezar e a comprometer-se com a paz no mundo, cada um segundo a sua própria tradição. No lugar onde está, sozinho ou acompanhado, na rua ou no templo, em sua casa, em família, na escola, no trabalho, na fábrica, no campo, no bairro, na Universidade.

O convite a “Um minuto pela paz” coincide com a intenção actual do Papa Francisco e com a intenção do mês pelos responsáveis das nações para que se comprometam com a decisão de porem fim ao comércio de armas que causa tantas vítimas inocentes.

Original: espanhol (7/6/2017). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa

 

Etiquetas: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *