Colocado em 20. Abril 2017 In Francisco - iniciativos e gestos

A lavandaria do Papa Francisco para os “sem-abrigo”

FRANCISCO E AS OBRAS DE MISERICÓRDIA, Ary Waldir Ramos Díaz via ALETEIA.ORG

É um sinal concreto de caridade para conservar a dignidade de tantas pessoas que estão chamadas a fazer parte do panorama da Diocese do Papa, Roma.

A “lavandaria do Papa Francisco” é um serviço gratuito pensado para ajudar as pessoas mais pobres, especialmente as que não têm domicílio fixo, para que possam lavar, secar e passar a ferro a sua roupa e cobertores, informou a Esmolaria Apostólica na Segunda-feira, 10 de Abril de 2017.

A maior parte de nós damos como garantido o facto de podermos entrar na casa de banho, lavarmo-nos e vestirmo-nos com roupa limpa todas as manhãs, mas no caso dos indigentes estes hábitos básicos quotidianos são um verdadeiro obstáculo para a integração social.

Deste modo, as seis máquinas de lavar roupa e as máquinas de secar modernas, além das tábuas de passar a ferro foram oferecidas por uma multinacional de artigos electrónicos e postas ao serviço dos mais pobres da Diocese de Roma. A assistência estará a cargo da Associação “Centro de Gentes de Paz” da Comunidade de Sant’Egídio, dentro do hospital de S. Galiano, na Via S. Galiano, 25, Roma. Segundo a Esmolaria Apostólica, a Oficina da Santa Sé que tem a tarefa de praticar a caridade em favor dos pobres, em nome do Sumo Pontífice, trata-se de uma iniciativa para dar maior dignidade às pessoas sem lar na linha da experiência do Jubileu da Misericórdia e da Carta Apostólica Misericordia et misera, do Papa ao encerrar o Ano Santo. “É a estrada da misericórdia que torna possível encontrar tantos irmãos e irmãs que estendem a mão para que alguém a possa agarrar a fim de caminharem juntos… porque nada é mais agradável ao Pai do que um sinal concreto de misericórdia” (nº 16).

Por isso, se tornou imperiosa a necessidade de enriquecer “com iniciativas criativas” a difusão da misericórdia (nº 18). Neste enquadramento, a lavandaria do Papa Francisco é um sinal concreto de caridade pois oferece um serviço para restituir dignidade a milhões de pessoas que são nossos irmãos e irmãs, chamados connosco a construir uma «cidade fiável».(nº 18)

 

A Associação “Centro de Gentes de Paz” da Comunidade de Sant’Egídio ofereceu-se como voluntária para administrar a lavandaria do Papa, somando-se a outros serviços que já estão a funcionar desde há mais de dez anos, desenhados “para acolher e ajudar as pessoas mais pobres” da Diocese do Papa. Também, nos próximos meses serão construídos mais duches, barbearias e um serviço de armário. Para além de, um Centro de saúde e de remédios de primeira necessidade no mesmo sitio da lavandaria.

A iniciativa junta-se a outras já organizadas pelo Papa em benefício dos sem-abrigo: o serviço de duches, toilletes e barbearia sob a colunata de Bernini no Vaticano. As cantinas sociais e o albergue temporário para pessoas sem lar.

Também, neste inverno o Vaticano autorizou a abertura das portas da Igreja de S. Calisto no bairro romano de Trastevere para a converter em dormitório provisório; refúgio face ao duro inverno para pessoas que não têm uma casa.

 

Ver también en Osservatore Romano

Original: espanhol, 13/4/2017. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,