Colocado em 2017-02-11 In Em Aliança solidária com Francisco, Francisco - iniciativos e gestos

Rezemos com o Papa, com a mão no pulso do tempo: pelas crianças em perigo antes de nascerem e pelas pessoas no fim da vida

INTENÇÕES DO PAPA FRANCISCO, Maria Fischer – redacção schoenstatt.org

 

Tudo foi espera. A seguir ao primeiro Ângelus do mês, o Papa Francisco anunciou a sua intenção de oração actual, da última hora ou como nós dizemos em Schoenstatt: a sua intenção com a mão no pulso do tempo. Em Bamberg, Alemanha, em Tucumán, Argentina e na equipa de schoenstatt.org estava-se à espera, especialmente, pois partilham o compromisso de fazer sua, esta iniciativa do Papa e, não só na oração mas, com Contribuições ao Capital de Graças. Neste mês de Fevereiro que se iniciou com o encontro do Menino Jesus com os Doutores, no Templo, o Papa Francisco pede a toda a Igreja, a todos os cristãos, para se unirem em oração pelas pessoas em risco antes de nascer e no último momento da sua vida. Para os mais vulneráveis e mais indefesos, juntos, destacando a unidade do compromisso com a vida que está a começar e com a que está a acabar, pois todas as vidas são sagradas.

 Estejamos próximos e, juntos rezemos pelas crianças que estão em perigo de vida por interrupção da gravidez, assim como, pelas pessoas que estão no fim da vida: todas as vidas são sagradas”.

Entrega do Capital de Graças

Em Tucumán, precisamente, nesse dia entregaram as Contribuições ao Capital de Graças pela intenção de Janeiro, no Ofertório da Missa, no Santuário. Conseguiram, além disso, preparar, nesse mesmo dia, os novos Capitalários para o mês de Fevereiro, com a intenção actual. No Santuário Original, foram entregues as Contribuições ao Capital de Graças, na sexta-feira, 3 de Fevereiro. Também, em Madrid, houve entrega, assim como, no Santuário de Bamberg em Schesslitz, em Memhölz e, quem sabe onde mais, sem o anunciarem…Esta novíssima iniciativa do Papa, cujo eco na Igreja e nos meios de comunicação é ainda muito fraco. Que alegria poder saber que estamos presentes, a partir da Aliança de Amor, na oração que Francisco pede a toda a Igreja, juntando as Contribuições ao Capital de Graças, em vários Santuários e, em muitíssimos Santuários-Lar…

Com factos

Todas as vidas são sagradas. Um assunto de muitos schoenstatteanos pelo mundo fora. Desde iniciativas políticas para a proteção da criança por nascer, através de iniciativas como a Bênção das grávidas e dos pais. “Lichtzeichen” na Alemanha – uma iniciativa para mulheres grávidas em necessidade – a Campanha dos bebés em risco de vida, até à Pastoral dos doentes em tantos hospitais, as Voluntárias de Maria… Que mês poderia ser Fevereiro! Um mês de apoio a estas iniciativas, um mês de sorrisos e saudações motivantes às mulheres grávidas e de visitas a pessoas gravemente doentes ou idosas…

Diz-nos Francisco no Ângelus de 5 de Fevereiro:

“Nós somos reconhecíveis como verdadeiros discípulos d’Aquele que é a Luz do mundo, não pelas palavras, mas pelas nossas obras. Com efeito, é sobretudo o nosso comportamento que — no bem e no mal — deixa um sinal nos outros. Por conseguinte, temos uma tarefa e uma responsabilidade pelo dom recebido: a luz da fé, que está em nós por meio de Cristo e da ação do Espírito Santo, não a devemos reter como se fosse nossa propriedade. Ao contrário, estamos chamados a fazê-la resplandecer no mundo, a doá-la aos outros mediante as boas obras. E quanta necessidade tem o mundo da luz do Evangelho que transforma, cura e garante a salvação a quem o acolhe! Devemos levar esta luz com as nossas boas obras”.

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *