Colocado em 14. Fevereiro 2016 In Francisco - iniciativos e gestos

Um “engraxador” comove o Papa Francisco no avião para o Mexico

MÉXICO, aciprensa e El Sembrador •

No voo que o levava para o México, o Papa Francisco recebeu um gesto de afecto sem precedentes: um jornalista mexicano engraxou-lhe os sapatos depois de lhe contar uma comovedora história da sua infância.

Noel Díaz nasceu em Tijuana, teve uma infância dura e emigrou para os Estados Unidos, onde, agora, é um próspero empresário e, fundou a estação de rádio e televisão católica El Sembrador da Califórnia.

Agora, acompanha a viagem papal ao México e, ontem – no seu encontro com o Pontífice a bordo do avião – contou-lhe uma passagem da sua vida e, ofereceu-lhe material para limpar sapatos.

Noel contou ao Papa que, quando tinha apenas 8 anos e, estava para fazer a Primeira Comunhão, ouviu que a sua mãe – que era solteira – não lhe podia comprar um fato para a cerimónia. Foi assim que, decidiu trabalhar na rua com engraxador.

O Papa ouviu-o com atenção. Noel pediu-lhe licença para lhe engraxar os sapatos, o Pontífice aceitou e o jornalista ajoelhou-se com escova e pano para puxar o brilho aos seus sapatos pretos.

Queria ser o seu engraxador

Numa entrevista o jornalista assegurou que “quando tive oportunidade disse ao Santo Padre que queria ser o seu engraxador. Então, coloquei a caixa e, ele pôs o pé e dei lustro ao seu sapato, lembrando, deste modo, todas as pessoas que, com dignidade e esforço trabalham todos os dias, procurando trazer pão para casa.

“Muitas vezes não nos damos conta do sofrimento de tantas pessoas que trabalham nas ruas como vendedores ambulantes. A minha mãe foi vendedora ambulante. Foi interessante porque falámos um bom bocado e, para mim, foi um presente de Deus”, acrescentou.

Noel passou a fronteira com a mãe como imigrante ilegal e, foi deportado duas vezes. “Ao fim de anos legalizámo-nos. Pedi ao Papa que, pedisse muito pelos imigrantes, para que, os que, há anos não veem o seu pai ou a sua mãe, os possam ver”, indicou. A sua mãe morreu em 2010

Como mexicano, Noel espera muito desta visita papal. “O Papa viaja como peregrino da misericórdia e da paz. Espero que, as suas palavras tenham eco no povo mexicano e que, nós, os católicos, nos comprometamos mais. O Papa não vem resolver os problemas mas, vai ser uma voz que o povo quer ouvir”, acrescentou.

Noel perguntou ao Papa, o que podem fazer os leigos para o ajudarem na sua missão. O Pontífice pediu-lhe “sair das catacumbas”. “Foi uma experiência muito bonita. O Papa, sem dúvida, comoveu-se, e levo comigo a felicidade de lhe ter engraxado os sapatos”, concluiu.

Fonte: ACIprensa

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , ,