Colocado em 2016-01-12 In Francisco - iniciativos e gestos

O Papa rifa presentes para angariar fundos para os refugiados e os “sem-abrigo”

por Maria Fischer, com material de várias agências •

“Faz como o Papa, angaria fundos para os pobres e para as obras ao serviço dos outros”, comenta uma schoenstatteana alemã numa conversa sobre o que fazer, como obras de misericórdia, neste Ano da Misericórdia, não tendo nem tempo nem “um apelo concreto da periferia” ao pé de si. Tem razão, dar esmolas indirectamente é obra de misericórdia e, ainda mais, uma das pouquíssimas obras concretas, de apostolado, mencionadas nos estatutos da Liga, em 1920. A versão actual e, ainda, mais eficiente, de dar esmolas, é, angariar fundos para ajudar os pobres ou para apoiar obras ao serviço dos outros.

Vale a pena pensarmos no nunca acabar de rifas, de lotarias, de feiras com esse fim, num sem-fim de trabalhos manuais, doces, bolos para venda, feitas por tantos schoenstatteanos. E, cada artigo em schoenstatt.org que peça donativos para Dequeni, para o Santuário Original, para a Pastoral das prisões, para Belmonte, para o Lar de Maria, para as cem casas solidárias…é uma obra de misericórdia potencial, esperando que se converta em real, pela generosidade de alguns ou de muitos. É possível!

Rifa do Papa

O Santo Padre Francisco dá um exemplo tão claro quanto criativo.

O Vaticano pôs, de novo, à venda os bilhetes da lotaria papal, na qual se rifarão alguns dos presentes que o Papa recebeu e, cujas receitas serão destinadas à ajuda aos refugiados e, às pessoas sem lar.

A Governação da Santa Sé anunciou, em 8/1/2016, num comunicado, a celebração, em 2 de Fevereiro próximo, da terceira edição da “Lotaria da beneficência para as obras de caridade do Santo Padre”. O objectivo é recolher fundos para os mais necessitados e os “sem-abrigo”. Cada bilhete custa 10 euros e, poderá ser adquirido até ao próximo dia 1 de Fevereiro, em diferentes pontos da Cidade do Vaticano, como a farmácia, a estação de Correios, a estação ou a loja dos Museus

Também poderão ser comprados à distância mediante um vale postal a favor da Coordenação de Eventos da Governação da Santa Sé. O desejo do Papa é que, as receitas procedentes da “generosidade dos participantes” se destinem aos refugiados e aos “sem-abrigo”.

O Director da Esmolaria Apostólica, Diego Ravelli, explicou que, os prémios “são presentes que o Papa recebeu e que quis doar”. Entre os objectos que serão rifados, há um automóvel utilitário, um relógio, duas bicicletas, uma mala de pele, uma carpete feita à mão, um centro de mesa em porcelana e uma cafeteira eléctrica.

 

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *