Colocado em 6. Maio 2018 In Dilexit ecclesiam

Terços de schoenstatteanos estarão no retrato de Chiquitunga

PARAGUAI, Marguerite Beckers •

O Domingo, 29 de Abril de 2018, foi um dia muito especial para a Pastoral da Esperança da Diocese de Encarnación. Os Terços, recolhidos em diversas comunidades da Diocese, foram entregues ao artista Koki Ruiz, para o retrato da Chiquitunga, a muito popular futura Beata paraguaia que, ele está a fazer. —

 

No seu atelier de Tañarandy, cidade de San Ignacio, Departamento de Misiones, Paraguai, no meio da natureza e da paz, o artista Koki Ruiz seleciona, por cores, os Terços doados pelos paroquianos, para dar vida a uma nova obra: O retrato de Chiquitunga que será beatificada no próximo dia 23 de Junho. O Papa Francisco enviou ao artista, um Terço, por ele usado durante a sua viagem ao Paraguai, para se unir a este trabalho. Até ao momento, Ruiz juntou uns 30.000 Terços doados para a feitura do retrato que, terá 9 metros de altura por 7 de largura e, que será colocado num retábulo que atingirá os 14 metros de altura.

O pedido para fazer o retábulo veio das Irmãs Carmelitas Descalças e a ideia de usar Terços como material para a elaboração da obra surgiu logo que, Koki leu a vida e os diários íntimos de Chiquitunga que, foram a sua principal fonte de inspiração.

A grande quantidade de seguidores com os quais conta Maria Felícia de Jesus Sacramentado, conhecida como Chiquitunga, ficou patente no Altar realizado pelo mesmo artista para a visita do Papa Francisco em Julho de 2015: dos 200.000 cocos com dedicatórias, uns 22.000 foram pedidos pela sua beatificação.

A imagem Auxiliar no nosso encontro com Koki Ruiz

O facto de estarmos em Tañarandy e que o grande artista Koki Ruiz nos tenha recebido com tanto carinho foi muito comovedor para o nosso grupo da Pastoral da Esperança. Todos crescemos em espiritualidade. A imagem da Auxiliar viajou connosco. A Mater esteve presente.

Breve biografia da Chiquitunga

Maria Felícia Guggiari Echeverría nasceu em Villarica a 12 de Janeiro de 1925. Desde os 14 anos dedicou-se, intensamente, à oração e ao Apostolado da Acção Católica do Paraguai.

Nesse período deu aulas de catequese a crianças, jovens trabalhadores, universitários com problemas, pobres, doentes e idosos.

Em 14 de Agosto de 1955, aos 30 anos, respondeu ao chamamento que Deus lhe fez para entrar para a vida contemplativa na Ordem das Carmelitas Descalças. Passou a chamar-se Maria Felícia de Jesus Sacramentado.

Aos 34 anos contraiu hepatite e, a 28 de Março de 1959, um Domingo de Páscoa, faleceu.

As últimas palavras da Chiquitunga foram: “Papázinho querido, que feliz sou! Que grande é a religião católica! Que felicidade o encontro com o meu Jesus! Estou muito feliz!” e “Jesus amo-Te, Que doce encontro! Virgem Maria!”

A sua beatificação será em Assunção no próximo 23 de Junho e será presidida pelo Cardeal Ângelo Amato, que viajará em representação do Papa Francisco.

Original: espanhol (4/5/2018). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *