Con D. Mikel, Maureen y yo besando la ibmagen de la Inmaculada de Madre ven, en su báculo episcopal. Ayer en la catedral de Palencia, un trocito de Cielo

Posted On 2024-01-26 In Igreja - Francisco - movimentos, Schoenstatt em saída

Madre, ven! Continua a percorrer os caminhos de Espanha

ESPANHA, Ambrosio Arizu • 

“Eis-me aqui, Senhor, eis-me aqui. Sem reservas, sem demora, sem voltar atrás, por amor… eis-me aqui porque me chamaste”. Palavras de um santo da minha devoção: São Miguel Garikoitz: “me voici Seigneur, huna ni Jauna!”Com estas palavras D. Mikel Garciandía começou o seu discurso no início do seu ministério como Bispo de Palência.

Este sábado, com a presença de mais de três dezenas de Bispos e uma centena de sacerdotes, na catedral de Palência, uma das maiores catedrais góticas de Espanha, o Núncio de Sua Santidade ordenou Bispo D. Mikel, anteriormente pároco em Navarra e Reitor do Santuário de San Miguel de Aralar.

Popularmente conhecida como La Bella Desconocida, dedicada ao mártir Santo Antolín, na celebração do seu 7º centenário, a catedral de Palência vestiu-se a rigor para acolher milhares de fiéis, uns para se despedirem do seu querido pároco e outros para darem as boas-vindas ao seu novo pastor.

Outros, pelo contrário, como nós, vieram acompanhar o Irmão do Caminho e dar graças a Deus pelas obras que a sua Mãe continua a realizar por onde quer que tenha passado em Espanha.

 Ordenación Episcopal de D. Mikel Garciandía Goñi

Ordenação episcopal de D. Mikel Garciandía Goñi

A imagem da Imaculada Conceição, na sua versão de “Madre Ven”

Escudo

Brasão de armas

Há alguns anos, D. Mikel acolheu com entusiasmo e devoção a imagem da Imaculada Conceição da “Madre, ven“, quando esta passou pelas diferentes paróquias e pelo Santuário de San Miguel, no território de Aralar, Navarra, que ele pastoreava. Durante vários dias, as pessoas das diferentes aldeias saíram às ruas para acompanhar a Nossa Mãe e agradecer a sua visita, e Ela, que não se deixa ultrapassar em generosidade, cumulou-os de graças e bênçãos, com frutos de renovação da fé e de unidade entre irmãos e irmãs, algo tão desejado nessas aldeias tão castigadas por confrontos fratricidas.

Hoje, quando o Santo Padre quis chamar D. Mikel para se juntar aos sucessores dos apóstolos como Bispo, quis ver a passagem do “Madre, ven” pela sua terra como um sinal claro da sua missão e deixá-lo de forma inequívoca no seu brasão episcopal e no seu báculo: “…”. À direita, sobre um fundo dourado, a imagem da Imaculada Conceição, na sua versão de “Madre ven”, que percorreu a Espanha no auge da pandemia, e abriu o Caminho da Calçada em Navarra. À esquerda, a cruz de São Miguel, imagem venerada no Santuário de San Miguel de excelsis, no monte Aralar. A cruz original contém fragmentos do Lignum Crucis”. …

Obrigado Mãe, com pequenos e grandes sinais continuas a dar-nos testemunhos de que a tua tarefa só começou com aquela peregrinação de há uns anos. Que não só olhaste para os teus filhos em Espanha, mas que permaneceste nos seus corações.

¡Madre, ven!

En plena pandemia: Madre, ven

Em plena pandemia: Madre, ven

Foto da capa: Com D. Mikel, Maureen e eu a beijar a imagem da Imaculada Conceição da “Madre ven”, no seu báculo episcopal, na catedral de Palência.

 

Original: castelhano (24/1/2024). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Tags : , , , , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *