Madre, ven chofer

Colocado em 2021-06-22 In Igreja - Francisco - movimentos, Schoenstatt em saída

Santi, um dos motoristas de Nossa Senhora em “Madre, ven”

ESPANHA, Claudia Echenique •

Santi Bustillo foi o motorista de Nossa Senhora e conduziu-a no carro, todos os dias, desde que entrou na Cantábria no passado 27 de Maio até ao Domingo 13 de Junho, quando passou o testemunho àquele que irá transportar Nossa Senhora na sua peregrinação pelas Astúrias. —

No final da Missa de despedida, Santi cuidou da imagem de Maria como se ela fosse uma criança frágil, orientou os movimentos das pessoas para A trasladar até ao carro e deu as últimas instruções àquele que seria o próximo condutor da Mãe.

Muito comovido, pôde relatar a sua experiência e expressou a todos a sua gratidão pelos dias que viveu: “Não sei por onde começar já que são muitos dias, mas, ver a ilusão das pessoas, e eu fui simplesmente alguém que por ali andou para que esta ilusão chegasse até eles….

Se aprendi alguma coisa, foi o perdão. Isso ficará comigo para o resto da minha vida. Faz-se 400 km e a dada altura pede-se perdão, e depois outro perdão, e no final termina num abraço e isso é fraternidade”.

El chofer de la Virgen

O caminho fá-lo Ela

Santi continua o seu testemunho: “Esta imagem da Mãe de Deus é uma faísca, é força, é alegria. Ela é o caminho, para além de toda a organização e dos pormenores. Ela passa por uma cidade, chega a outra, continua e continua, mas o caminho fá-lo Ela no coração das pessoas.

Os lugares que mais me impressionaram devido à forma como receberam Nossa Senhora foram os lares para os idosos, pelo muito que sofreram durante a pandemia, e os Mosteiros, pelo muito que rezam pelas pessoas, é comovente.

Não tenho a certeza”, disse Santi, ao despedir-se do grupo que continuou a caminhar, “mas acredito que escaparei e aparecerei noutra fase, noutra cidade para me encontrar novamente com Maria e esta bela equipa de pessoas na peregrinação”.

Ao ver este testemunho na Instagram, uma senhora comentou: “Que sorte ser o motorista da Nossa Mãe. Muito bem, Santi, a Mãe Santíssima merecia um motorista como tu. Reza por todos.

Santi Bustillo, relevo al próximo chofer - Captura de YouTube

Motorista, burrinho, portador, aliado

Ser o motorista da Mãe como Santi, ser o burrinho de Maria como foi João Pozzobon, ser portador da Mãe com as nossas vidas para que Ela chegue a cada pessoa que encontramos todos os dias. Foi isto que o Padre José Kentenich explicou e propôs: “A Mãe de Deus procura instrumentos para empurrarem o seu carro de triunfo para o interior das famílias e para a vida pública. Ela quer exercer o seu domínio na família e moldar ali uma terra de amor. (Pe. José Kentenich. “Conversas à União das Famílias de Schoenstatt “, 1950 – no livro “A Santíssima Trindade”. Um mistério actual” Editora Nueva Patris).

Santi Bustillo guiando a los portadores de la Virgen - Captura de YouTube

O testemunho completo de Santi Bustillo

Original: espanhol (20/6/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *