trata

Colocado em 2021-02-07 In Fratelli Tutti, Igreja - Francisco - movimentos

Da Oceania às Américas, oração online por uma “Economia sem tráfico de pessoas”

VII Dia Mundial de Oração contra o tráfico

“Economia sem tráfico de pessoas”.  O lançamento por ocasião do VII Dia Mundial de Oração e Reflexão contra o Tráfico, que será celebrado na segunda-feira, 8 de Fevereiro, é um convite à multiplicação e promoção de novas experiências económicas que, se opõem a todas as formas de exploração. É uma data importante em que celebramos a memória litúrgica de Santa Bakhita, a escrava que se tornou santa e símbolo universal do compromisso da Igreja contra a escravatura. —

A Comissão Internacional do Dia Mundial, coordenada por Talitha Kum, a Rede de Vida Consagrada contra o Tráfico de Pessoas da União Internacional de Superiores Gerais (UISG), em colaboração com a Secção para Migrantes e Refugiados do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, a Caritas Internationalis, a União Mundial das Organizações de Mulheres Católicas, o Movimento dos Focolares e muitas outras organizações empenhadas a nível local, organizaram para a ocasião uma maratona de oração que, este ano, por causa da pandemia, será realizada online, e que pela primeira vez dará a oportunidade de reunir todas as realidades empenhadas contra o tráfico de seres humanos no mundo.

“Economia sem tráfico de pessoas”: maratona mundial de oração online

Durante a transmissão em directo, será transmitida uma mensagem do Papa Francisco.

Da Oceânia às Américas, marcando os diferentes fusos horários, haverá um momento de oração “partilhada” online. A maratona de oração, que será transmitida das 10h às 17h (transmissão online no canal YouTube do Dia Mundial com traduções em cinco línguas, viajará pelas diferentes áreas do planeta para chamar a atenção e sensibilizar para uma das principais causas do tráfico de pessoas, o modelo económico dominante, cujos limites e contradições são agravados pela pandemia de Covid-19.

“Com “The Economy of Francesco” – diz a Irmã Gabriella Bottani, coordenadora do Talitha Kum – o Santo Padre pediu à Igreja para parar e reflectir sobre o modelo económico dominante e para procurar caminhos alternativos. Estamos em perfeita sintonia, porque o tráfico de pessoas é parte integrante de uma economia de exclusão, onde as regras do mercado estão a destruir os valores fundamentais da coexistência humana, baseada no respeito pela dignidade mas também na protecção do ambiente. O modelo económico dominante é uma das principais causas estruturais do tráfico de pessoas no nosso mundo globalizado.  Durante este Dia, vamos traçar juntos um caminho de reflexão para uma economia que promova a vida e trabalho decente para todos.

Entre os momentos mais esperados, às 13h 40, a mensagem vídeo do Papa Francisco, que em 2015 instituiu o Dia Mundial e denunciou, repetidamente, a tendência para a mercantilização do outro, definindo o tráfico de pessoas como uma ferida “no corpo da Humanidade contemporânea”. Também nas redes sociais será possível apoiar o Dia Mundial através do hashtag oficial #PrayAgainstTrafficking

 

Dia Mundial de Oração e Reflexão Contra o Tráfico de Pessoas (GMPT), 8 de Fevereiro

Original: espanhol (6/2/2021). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *