GMG

Colocado em 2020-12-05 In Igreja - Francisco - movimentos, sinodo18

Chamados à sinodalidade missionária

JMJ, Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida •

Os desafios pastorais relacionados com a atual emergência sanitária, a abordagem sinodal na pastoral juvenil, a avaliação da JMJ de 2019 no Panamá e as inspirações para o caminho rumo à JMJ em Lisboa 2023 – foram estes os temas do encontro internacional online “Do Panamá a Lisboa – Chamados à sinodalidade missionária, “organizado pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida. De 18 a 21 de novembro, os coordenadores da pastoral juvenil de 100 países e 39 movimentos, associações e comunidades internacionais participaram juntos – pela primeira vez de forma virtual – de momentos de partilha e oração, com o intuito de dar um novo impulso à pastoral juvenil e dar mais um passo na implementação do processo sinodal de 2018.18.—

“Espero que cada um de nós faça o melhor que puder para trazer de volta aquele grande espírito que vivemos no Panamá e no Sínodo dos jovens de tantas maneiras – disse o Cardeal Kevin Farrell, Prefeito do Dicastério, no início do encontro. – Devemos olhar para Lisboa como um novo começo, um vinho novo para o qual são necessários odres novos (…). Esperamos que em Lisboa a Igreja e o mundo possam celebrar um regresso à vida”.

Os 270 participantes se reuniram em quatro sessões plenárias e, para explorar alguns temas, se reuniram duas vezes em pequenos grupos de trabalho divididos por idiomas e fusos horários. Junto com Dom José Domingo Ulloa, arcebispo do Panamá, eles voltaram às memórias e experiências da última Jornada Mundial da Juventude. Guiados pela Ir. Nathalie Becquart, consultora da Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos, eles discutiram como colocar em prática o enfoque sinodal na pastoral juvenil das igrejas locais. Inspirados por uma reflexão de Ir. Alessandra Smerilli, coordenadora do Grupo de Trabalho Econômico da Comissão do Vaticano para Covid-19, eles compartilharam as experiências pastorais dos últimos meses da emergência sanitária. No último dia, o patriarca de Lisboa, Cardeal Manuel Clemente, dirigiu um cordial convite a todos os participantes para participarem na próxima JMJ e viverem intensamente seu percurso preparatório; Ana Catarina André e Duarte Ricciardi, representantes do Comité Organizador Local da JMJ Lisboa 2023, apresentaram algumas informações preliminares sobre a próxima Jornada Mundial da Juventude.

O encontro terminou no domingo, dia 22 de novembro, com a celebração da Solenidade de Cristo Rei, seguida ao vivo desde a Basílica de S. Pedro (Vaticano), no final da qual os jovens portugueses receberam dos seus conterrâneos centro-americanos os símbolos da JMJ – a Cruz e uma cópia do ícone de Maria Salus Populi Romani – que nos próximos anos visitará as dioceses de Portugal e de outros países de língua portuguesa no âmbito do caminho de preparação espiritual para a Jornada Mundial da Juventude de Lisboa 2023.

 

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *