Colocado em 2020-04-20 In Francisco - Mensagem, Igreja - Francisco - movimentos

“Mas o senhor esqueceu-se dos farmacêuticos”

Rezemos com o Papa Francisco em tempos de Coronavírus, Maria Fischer •

“Por estes dias fui repreendido porque me esqueci de agradecer a um grupo de pessoas que também trabalham muito. Agradeci aos médicos, aos enfermeiros, aos voluntários… “Mas esqueceu-se dos farmacêuticos, eles também trabalham arduamente para ajudar os doentes a sair da doença. Nós também rezamos por eles”. —

Penso imediatamente neste casal de La Plata, Argentina, da União das Famílias, ambos farmacêuticos, Álvaro e Pamela. E sobre um amigo, aqui na Alemanha, e envio-lhes a oração do Papa Francisco por eles. Ao falarmos com Pamela sobre o seu trabalho durante este tempo, compreendemos que o Papa Francisco, nestas semanas, desde que começou a convidar todos para a sua Missa na Casa Santa Marta, nos oferece uma leitura orante das vozes dos tempos. Ele dá-nos uma lição para sairmos do nosso egocentrismo pessoal e comunitário, para rezarmos juntos, em solidariedade, pelos outros, concretamente, com rostos, nomes, profissões, situações, actividades. Ao revisitarmos estas orações, não só se abre um quadro alargado do significado desta pandemia, como também traz à tona pessoas, amigos, notícias ou encontros na mente e no coração. Não sabemos por quem o Papa vai rezar amanhã, ele vai surpreender-nos. A meu ver, vêm aqueles que entregam cartas, encomendas e entregas do supermercado, os empregados dos supermercados, os que trabalham nos laboratórios, os que atendem os telefones das linhas de emergência ou não, os que oferecem vídeos para crianças, os professores que ensinam à distância, a polícia, os bombeiros… e Juan Vicente Ramirez e os empresários de Ciudad del Este, que coroaram a Mãe de Deus distribuindo milhares de cestos de alimentos a famílias vulneráveis.

iStock Getty Images ID:944690394

 

18/4  Pelos agentes de saúde que assistem pessoas com deficiência atingidas pela Covid-19

Rezemos por eles que estão sempre a serviço destas pessoas com diferentes habilidades, mas que não têm as capacidades que nós temos.

17/4 O Pelas mães grávidas e alerta para o risco da fé “virtual

Gostaria que hoje rezássemos pelas mulheres gestantes, as mulheres grávidas que se tornarão mães e estão inquietas, se preocupam. Rezemos por elas, a fim de que o Senhor lhes dê a coragem de levar estes filhos adiante com a confiança de que será certamente um mundo diferente, mas será sempre um mundo que o Senhor amará muito.

16/4 Pelos farmacêuticos

Nestes dias me reclamaram porque me esqueci de agradecer a um grupo de pessoas que também trabalha… Agradeci aos médicos, enfermeiros, voluntários… “Mas o senhor se esqueceu dos farmacêuticos”: também eles trabalham muito para ajudar os doentes a sair da enfermidade. Rezemos também por eles.

 15/4. Pelos anciãos que têm medo por causa da pandemia

Rezemos hoje pelos anciãos, especialmente pelos que estão isolados ou nos abrigos de idosos. Eles têm medo, medo de morrer sozinhos. Veem esta pandemia como uma coisa agressiva para eles. Eles são nossas raízes, nossa história. Eles nos deram a fé, a tradição, o sentido de pertença a uma pátria. Rezemos por eles a fim de que o Senhor esteja próximo deles neste momento.

14/4.  Pelos governantes e pelos cientistas

“Rezemos hoje pelos governantes, pelos cientistas, pelos políticos, que começaram a estudar a saída, a pós-pandemia, este “depois” que já começou: para que encontrem o caminho certo, sempre a favor das pessoas, sempre a favor do povo.

8/4. Pelas pessoas que, nesta época de pandemia fazem comércio com os mais necessitados

Rezemos hoje pelas pessoas que, neste tempo de pandemia, estão a comerciar com os necessitados. Tiram partido das necessidades dos outros e vendem-nos: os mafiosos, os agiotas e muitos outros. Que o Senhor lhes toque o coração e os converta.

7/4. Por todos aqueles que sofrem um julgamento injusto devido a perseguição

Nestes dias de Quaresma vimos a perseguição que Jesus sofreu e como os doutores da lei se zangaram com Ele: ele foi julgado duramente, ferozmente, sendo inocente. Gostaria de rezar hoje por todas as pessoas que sofrem um julgamento injusto devido a perseguições.

6/4.  Pelos presos

“Penso num problema grave que existe em muitas partes do mundo. Gostaria que rezássemos hoje pelo problema da sobrelotação das prisões. Onde há sobrelotação – tanta gente lá – há o perigo, nesta pandemia, de que ela acabe numa grave calamidade. Rezemos pelos responsáveis, por aqueles que têm de tomar as decisões nesta matéria, para que possam encontrar uma forma justa e criativa de resolver o problema”.

Presos jovens (Prisão de Menores, perto de Tupãrenda)

4/4.  Por nós, que Deus nos dê uma consciência justa para fazermos sempre o bem nestes tempos difíceis

“Nestes momentos de agitação, de dificuldade, de dor, muitas vezes as pessoas têm a oportunidade de fazer uma ou outra coisa, muitas coisas boas. Mas também não falta que algumas pessoas pensem em fazer algo não tão bom, aproveitar o momento e aproveitá-lo para si próprias, em seu próprio benefício. Rezemos hoje para que o Senhor nos dê a todos uma consciência recta, uma consciência transparente, para que possamos ser vistos por Deus sem nos envergonharmos”.

3/4.  Por aqueles que ajudam a combater a pobreza e a fome devidas ao Covid-19

“Algumas pessoas começam a pensar no depois: o depois da pandemia”. A todos os problemas que virão: problemas de pobreza, de trabalho, de fome… Rezemos por todos aqueles que hoje ajudam, mas pensemos também no amanhã, para nos ajudar a todos”.

2/4. Pelos sem-abrigo

Estes dias de dor e tristeza revelam tantos problemas escondidos.  No jornal de hoje, há uma imagem que toca o coração: tantos sem-abrigo numa cidade deitadas para um parque de estacionamento, sob observação… há hoje tantos sem-abrigo. Peçamos a Santa Teresa de Calcutá que desperte em nós um sentimento de proximidade com tantas pessoas que na sociedade, na vida normal, vivem escondidas mas, como os sem-abrigo, no momento da crise, se destacam desta forma.

1/4. Por todos aqueles que trabalham nos meios de comunicação

“Hoje gostaria que rezássemos por todos aqueles que trabalham nos meios de comunicação social, que hoje trabalham para comunicar, para que as pessoas não fiquem tão isoladas; pela educação das crianças, pela educação, para as ajudar a suportar este tempo de confinamento”.

31/3. Pelos que não têm lar

“Rezemos hoje por aqueles que não têm lar, neste momento em que nos é pedido que estejamos em casa. Que a sociedade de homens e mulheres possa tomar consciência desta realidade e ajudar, e que a Igreja possa acolhê-los”.

30/3. Por aqueles que não reagem, receosos da pandemia

Rezemos hoje por tantas pessoas que não conseguem reagir: que têm medo desta pandemia. Que o Senhor os ajude a levantarem-se, a reagir para o bem de toda a sociedade, de toda a comunidade.

29/3. Por aqueles que choram

“Penso em tantas pessoas que choram: pessoas isoladas, pessoas em quarentena, idosos sozinhos, pessoas nos hospitais e pessoas em terapia, pais que vêem que, por não haver salário, não poderão alimentar os seus filhos. Muitas pessoas choram. Também nós, desde o nosso coração, os acompanhamos. E não nos fará mal chorar um pouco com o grito do Senhor por todo o Seu povo.

28/3. Pelas famílias que começam a sentir necessidades devido à pandemia

“Hoje em dia, em algumas partes do mundo, há provas – algumas consequências – da pandemia; uma delas é a fome. Estamos a começar a ver pessoas com fome, porque não podem trabalhar, porque não têm um emprego regular e devido a muitas circunstâncias. Já estamos a começar a ver o “depois”, que virá mais tarde, mas começa agora. Rezamos pelas famílias que começam a sentir necessidades por causa da pandemia.

 

Empresários de Ciudad del Este repartindo alimentos a famílias pobres. «A nossa oração é sempre um compromisso».

27/3. Agradecemos aos que se preocupam com os que estão em dificuldades

“Hoje em dia, chegou a notícia de que tantas pessoas começam a preocupar-se de uma forma mais geral com os outros e pensam nas famílias que não têm o suficiente para viver, nos idosos sozinhos, nos doentes no hospital, e rezam e tentam obter alguma ajuda… É um bom sinal. Agradeçamos ao Senhor por despertar estes sentimentos no coração dos seus fiéis.

26/3. Para que o Senhor nos ajude a ter confiança e a tolerar e superar os medos

Nestes dias de tanto sofrimento, há tanto medo. O medo dos idosos, que estão sozinhos, em lares ou em hospitais ou nas suas casas e não sabem o que pode acontecer. O medo dos trabalhadores sem um emprego permanente que pensam em como alimentar os seus filhos e vêem a fome chegar. O medo de muitos assistentes sociais que, neste momento, estão a ajudar a gerir a sociedade e podem apanhar a doença. Também o medo – os medos – de cada um de nós: cada um conhece o seu. Oremos ao Senhor para que nos ajude a ter confiança e a tolerar e superar os nossos medos.

25/3. Pelas religiosas que arriscam e dão as suas vidas para ajudar os doentes

“Hoje, festa da Encarnação do Senhor, as Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, que servem no dispensário de Santa Marta há 98 anos, estão aqui na Missa, renovando os seus votos juntamente com as suas irmãs em todas as partes do mundo. Gostaria de oferecer a Missa de hoje por elas, pela Congregação que trabalha sempre com os doentes, os mais pobres, como faz aqui há 98 anos, e por todos os Religiosos que trabalham neste momento a cuidar dos doentes e também a arriscar as suas vidas e a dar as suas vidas.

24/3. Pelos médicos e padres falecidos ajudando os doentes de Covid-19

Recebi a notícia de que, nestes dias, alguns médicos, padres, não sei se alguns enfermeiros, foram infectados, levaram o mal porque estavam a servir os doentes. Rezamos por eles, pelas suas famílias, e agradeço a Deus o exemplo de heroísmo que nos dão na cura dos doentes.

23/3. Por aqueles que se encontram em dificuldades económicas devido ao coronavírus

“Rezemos hoje pelas pessoas que começam a ter problemas económicos devido à pandemia, porque não podem trabalhar e tudo isto recai sobre a família”. Rezemos pelas pessoas que têm este problema.

22/3. Pelas vítimas do coronavírus e respectivas famílias

Nestes dias, ouvimos a notícia de muitas vítimas mortas pelo Covid-19: homens, mulheres que morrem sozinhos, incapazes de se despedirem dos seus entes queridos. Pensamos neles e rezamos por eles. Mas também pelas famílias, que não podem acompanhar os seus entes queridos na sua morte. A nossa oração especial é pelos falecidos e as suas famílias.

 

Mario Caridad, Mendoza, Obra Familiar de Schoenstatt e membro de CIEES, falecido por Covid-19.

21/3. Pelas famílias fechadas em casa

Hoje gostaria de lembrar as famílias que não podem deixar a casa. Talvez o único horizonte que têm seja a varanda. E lá, a família, com os filhos, os rapazes, os pais… Para que possam encontrar uma forma de comunicar bem uns com os outros, de construir relações amorosas na família e de ultrapassar as angústias deste tempo juntos, como uma família. Rezamos hoje pela paz nas famílias, nesta crise, e pela criatividade.

20/3. Pelos médicos e profissionais de saúde que estão a dar as suas vidas

“Recebi ontem uma mensagem de um sacerdote de Bérgamo a pedir para rezar pelos médicos de Bérgamo, Treviglio, Brescia, Cremona, que estão no limite do seu trabalho; estão a dar a sua própria vida para ajudar os doentes, para salvar a vida dos outros. E rezemos também pelas autoridades; não é fácil para elas lidar com este momento e muitas vezes sofrem de mal-entendidos. Quer sejam médicos, pessoal hospitalar, voluntários de saúde ou as autoridades, neste momento são pilares que nos ajudam a avançar e a defender-nos nesta crise. Rezemos por eles.

19/3. Pelos irmãos e irmãs na prisão

“Rezemos hoje pelos nossos irmãos e irmãs que estão na prisão: eles sofrem muito, devido à incerteza do que vai acontecer dentro da prisão, e também pensando nas suas famílias, como estão, se alguém está doente, se falta alguma coisa. Estamos hoje perto dos prisioneiros, que tanto sofrem neste momento de incerteza e de dor.

18/3. Por aqueles que morreram devido ao coronavírus

“Rezemos hoje pelos falecidos, aqueles que perderam a vida por causa do vírus; de uma forma especial, gostaria que rezássemos pelos profissionais de saúde que morreram nestes dias. Deram as suas vidas ao serviço dos doentes.

17/3. Pelas pessoas idosas que estão sós e com medo

Gostaria que rezássemos hoje pelos idosos que sofrem este momento de uma forma especial, com uma solidão interior muito grande e, por vezes, com muito medo. Rezemos ao Senhor para que esteja perto dos nossos avós, de todos os idosos e lhes dê forças. Eles deram-nos sabedoria, vida, história. Também nós estamos próximos deles através da oração.

16/3. Pelos doentes as famílias encerradas em casa

“Continuamos a rezar pelos doentes. Penso nas famílias, fechadas, as crianças não vão à escola, talvez os pais não possam sair; alguns ficarão em quarentena. Que o Senhor os ajude a descobrir novas formas, novas expressões de amor, de convivência nesta nova situação. É uma bela oportunidade para redescobrir o verdadeiro afecto com criatividade na família. Rezemos pela família, para que as relações na família, neste momento, floresçam sempre para o bem.

14/3. Pela paz nas famílias neste momento difícil

“Continuamos a rezar pelos doentes desta pandemia. Hoje gostaria de pedir uma oração especial pelas famílias, famílias que de um dia para o outro se encontram com as crianças em casa porque as escolas estão fechadas por razões de segurança e têm de lidar com uma situação difícil e geri-la bem, com paz e também com alegria. De uma forma especial, penso nas famílias com algumas pessoas com deficiência. Os centros de dia para pessoas com deficiência estão fechados e a pessoa permanece na família. Rezemos pelas famílias para que não percam a sua paz neste momento e possam continuar com toda a família com força e alegria.

13/3. Pelos pastores

“Nestes dias juntamo-nos aos doentes, às famílias, que sofrem com esta pandemia. E gostaria também de rezar hoje pelos pastores que devem acompanhar o povo de Deus nesta crise: que o Senhor lhes dê a força e também a capacidade de escolher o melhor meio para ajudar. As medidas drásticas nem sempre são boas, por isso rezamos: que o Espírito Santo dê aos pastores a capacidade pastoral e o discernimento para proporcionarem medidas que não deixem sozinho o povo santo e fiel de Deus. Que o povo de Deus seja acompanhado pelos pastores e consolado pela Palavra de Deus, pelos sacramentos e pela oração.

 

Mons. Francisco Pistilli abençoando Encarnación

12/3. Pelas autoridades e sem esquecer os pobres

“Continuamos a rezar juntos neste tempo de pandemia: pelos doentes, pelos familiares, pelos pais com filhos em casa… mas acima de tudo quero pedir-vos que rezem pelas autoridades: elas têm de decidir e muitas vezes decidir medidas que não agradam às pessoas. Mas é para o nosso próprio bem. E muitas vezes, a autoridade sente-se sozinha, isso não acontece. Rezemos pelos nossos governantes que têm de tomar a decisão sobre estas medidas: que se sintam acompanhados pela oração do povo.

11/3. Pelos prisioneiros

“Continuamos a rezar pelos doentes desta epidemia. E hoje, de uma forma especial, gostaria de rezar pelos prisioneiros, pelos nossos irmãos e irmãs na prisão. Eles estão a sofrer e nós devemos estar perto deles com a oração, para que o Senhor os ajude, os conforte neste momento difícil”.

10/3. Pelos nossos sacerdotes

Rezemos também ao Senhor pelos nossos sacerdotes, para que tenham a coragem de sair e de ir ter com os doentes, trazendo a força da Palavra de Deus e da Eucaristia, e de acompanhar os profissionais de saúde, os voluntários, neste trabalho que estão a fazer.

9/3/2020 Pelos doentes com o coronavírus

Nestes dias, vou oferecer missa pelos doentes desta epidemia de coronavírus, pelos médicos, enfermeiros, voluntários que ajudam muito, familiares, idosos em lares de terceira idade, prisioneiros que estão encarcerados. Oremos juntos esta semana, esta forte oração ao Senhor: “Salva-me, Senhor, e dá-me misericórdia”. O meu pé está no caminho certo. Na assembleia, bem direi o Senhor”.

 

INTENÇÕES DO PAPA FRANCISCO NAS MISSAS MATINAIS DURANTE A PANDEMIA (PDF)

Original: espanhol (16/4/2020). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *