Colocado em 9. Junho 2019 In Dilexit ecclesiam, Igreja - Francisco - movimentos

Monsenhor Ignazio Sanna Presidente da Pontifícia Academia de Teologia

VATICANO, Pamela Fabiano •

O Santo Padre Francisco nomeou Presidente da Pontifícia Academia de Teologia S.E. Monsenhor Ignazio Sanna, Arcebispo Emérito de Oristano e Académico Honoris Causa da mesma Academia Pontifícia. A notícia foi dada ontem, 4/06/2019, no Boletim da Sala de Imprensa do Vaticano.

Monsenhor Sanna, nomeado Arcebispo pelo Papa Bento XVI, é membro do Instituto dos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt e Arcebispo Emérito da Diocese Italiana de Oristano, Sardenha. Foi durante muito tempo Decano da Faculdade de Teologia da Pontifícia Universidade Lateranense, da qual foi também pró-reitor, e ocupa o cargo de Vice-Presidente do Projecto Cultural da Igreja Italiana, assim como o de Presidente da Comissão de Estudos Superiores em Teologia e Ciências Religiosas da CEI (Conferência Episcopal Italiana).

Sempre pela CEI , Monsenhor Sanna é também membro da Comissão Episcopal para a Doutrina da Fé, o Anúncio e a Catequese. Com alegria, o Movimento de Schoenstatt italiano acolhe este importante reconhecimento do Santo Padre ao Bispo Sanna com a esperança de que a sua liderança na Pontifícia Academia se caracterize por um espírito mariano próprio de Schoenstatt. A Pontifícia Academia de Teologia – ligada ao Pontifício Conselho para a Cultura – é um dos mais antigos e prestigiados ofícios da Cúria Romana, fundada em 1718 pelo Papa Clemente XI. A tarefa da Academia é promover o diálogo entre fé e razão, aprofundar a doutrina cristã e “apresentar a inteligência da Revelação e o conteúdo da fé” (Fides et ratio, 93). Uma das principais tarefas dos Académicos, dirigida por Monsenhor Ignazio Sanna, consiste em compreender a verdade revelada e apresentá-la aos Homens de hoje, para que recebam a mensagem de Cristo e A encarnem na própria vida e na própria cultura, como fonte inesgotável de renovação, tanto no campo da fé como no campo da moral.Por esta razão, a Academia tem o objectivo de se ocupar do estudo de uma antropologia filosófica e uma metafísica do bem, num diálogo fecundo entre a teologia e as diferentes correntes filosóficas “com vista à comunicação da fé e à sua compreensão mais profunda (Ibid., n. 98-99).

Monsenhor Sanna é um dos 7 bispos que actualmente pertencem ao Instituto dos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt (3 alemães, 1 italiano e 3 da República Dominicana).

 

Original: italiano (4/6/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *