Colocado em 2019-01-16 In Igreja - Francisco - movimentos

Ao serviço da Igreja local

CHILE, Pe. José Luis Correa com material de iglesia.cl/Comunicaciones Rancagua •

Uma produtiva manhã de planificação, com os diferentes departamentos Pastorais da Diocese de Rancagua, foi vivida na sexta-feira, 4 de Janeiro, no Santuário de Schoenstatt da cidade histórica. O Santuário de Schoenstatt ao serviço da Igreja local – tal como, os dois schoenstatteanos que participaram, o Pe. Iván Guajardo (do Iº Curso da União de Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt) e Ramón Galaz, do Ramo das Famílias.

A Vigararia Pastoral Diocesana convocou uma Jornada, à qual assistiram 17 áreas Pastorais, para conhecer o que, cada departamento, está a fazer e quais serão as prioridades para este ano de 2019, além de, chegarem a acordos sobre o modo em que se vai desenrolar o trabalho e planificar, em conjunto, as datas em que, as diversas actividades, se irão realizar.

Uma crise como oportunidade

A Jornada começou com uma introdução do Administrador Apostólico da Diocese de Rancagua, Mons. Fernando Ramos, que assinalou que, nestes mais de seis meses em que tem estado à cabeça do trabalho Pastoral da Diocese, se deu conta que a vida eclesial é muito rica e que, mau grado estar muito fustigada pelos questionamentos que foram feitos a alguns sacerdotes, ela continuou a desenvolver-se em todas as comunidades. Além disso, enfatizou que esta crise foi uma oportunidade, para muitas pessoas, de aprofundamento da fé e de desenvolvimento de um sentimento de responsabilidade como Igreja.

No que diz respeito, à reunião que estava a ser realizada, disse: “Somos uma comunidade de pessoas muito plurais, com diferentes expressões de fé que, reflectem em comunhão. Todas as expressões contribuem para a experiência cristã”, assinalou e, convidou os presentes a enfrentarem este desafio organizativo de planificação.

Um calendário anual de actividades

A seguir, o presidente da Comissão Justiça e Paz da Diocese, Ramón Galaz, schoenstatteano, deu a conhecer uma síntese do trabalho que foi realizado em duas Jornadas de diagnóstico, durante o ano de 2018 e, fez referência aos princípios que irão orientar o trabalho durante o ano em curso. Foi assim que, finalmente, cada Pastoral teve a oportunidade de explicar o seu trabalho e de dar a conhecer as datas em que se realizarão as diversas actividades orientadas à comunidade, para se poder estabelecer o calendário anual. Como avaliação, o Vigário Pastoral Diocesano, Pe. José Vergara, disse que o encontro tinha sido muito profícuo e que o trabalho conjunto realizado, é um sinal de grande comunhão que, ajuda à projeção do labor efectuado.

Original: espanhol (11/1/2019). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *