Colocado em 3. Março 2018 In Dilexit ecclesiam, Igreja - Francisco - movimentos

Medellín 50 anos depois: Uma Igreja e uma sociedade mais comprometidas com os pobres?

ARGENTINA, AICA, Patricia Piñeyro e Maria Fischer •

“Desejamos que a nossa casa e estilo de vida sejam modestos; o nosso vestir simples; as nossas Obras e Instituições, funcionais, sem aparato nem ostentação. Pedimos aos sacerdotes e aos fiéis que nos dêem um tratamento que convenha à nossa missão de Padres e Pastores, pois desejamos renunciar aos títulos honoríficos próprios de outra época”. Parece uma Homilia matinal do Papa Francisco nesta Quaresma 2018? Poderia ser… —

Mas, este texto tem 50 anos de idade e faz parte do Documento de Medellín, redigido em 1968, a poucos anos do encerramento do Concílio Vaticano II. Reflecte o desejo daqueles Bispos que, à luz do Concílio recém- concluído, o expressaram, como anseio, para a realidade das nossas igrejas em relação à pobreza, comenta o Pe. Moisés Daniel Pérez, na página oficial do CELAM.

Embora o princípio teológico da opção preferencial pelos pobres esteja formulado, de maneira explícita, pela primeira vez no Documento final aprovado pela III Conferência Geral do Episcopado Latino-americano realizada em Puebla, em 1979, trata-se da continuação, ratificação e aprofundamento da opção pelos pobres contida no Documento de Medellín. Nesse sentido, Medellín iniciou um caminho de reconhecimento das profundas formas de injustiça e de opressão a que estão sujeitos os pobres e, essa postura manter-se-ia e aprofundar-se-ia nas posteriores Conferências Gerais em Puebla e em Santo Domingo.

No quadro do Jubileu dos 50 anos da II Conferência Geral do Episcopado Latino-americano que se realizou em Medellín, o Centro Latino-americano de Evangelização Social (CLAdeES) dará início ao ano académico 2018 com a dissertação: ”Medellín, 50 anos depois. Uma Igreja e uma sociedade mais comprometidas com os pobres?”

A apresentação terá lugar no sábado 3 de Março às 9 horas, no Auditório de Sadop, localizado em Teniente General Perón 2625, Buenos Aires, Argentina.

Contará com a reflexão do Pe. Juan Carlos Scannone SJ, filósofo, teólogo e especialista em Doutrina Social da Igreja; do Presbítero Jorge Techera do Centro de Estudo e Divulgação da Doutrina Social Cristã (Cedidosc) e ex-Director da Cáritas Uruguai e da Drª Susana Nuín do Instituto Universitário Sophia ALC (América Latina e Caraíbas).

Esta conferência acontece no marco do Jubileu dos 50 anos do Documento de Medellín conclusivo da II Conferência Geral do Episcopado da América Latina que decorreu na cidade colombiana de Medellín em 1968.

Para informações e inscrição. (54-11) 4374-5991, email: [email protected] ou na página web www.cladees.com

O CLAdeEs é um centro coordenado por membros de Schoenstatt Argentina, pelo Movimento dos Foccolares e pelo Movimento da Palavra de Deus.

“Nesta apresentação em que vamos comemorar, celebrar e perguntarmo-nos o que fazemos e o que podemos fazer para continuarmos sempre a revitalizar a mensagem desta Conferência e, sobretudo, à luz do Papado de Francisco”, comenta Patricia Piñeyro da União de Famílias da Argentina e membro do CLAdeES.

 

 

Original: espanhol (1/3/2018). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *