Colocado em 16. Novembro 2016 In Dilexit ecclesiam, Igreja - Francisco - movimentos

A Madre Teresa de Calcutá e a Cruz da Unidade

CHILE, Octavio Galarce •

Ao ver o retrato oficial da Madre Teresa difundido nos dias anteriores à sua canonização em Roma, chamou a atenção de muita gente a Cruz da Unidade que se vê no Terço que segura na sua mão direita. A seguir reproduzimos o que o Cardeal Francisco Javier Errázuriz Ossa contou, em mais de uma ocasião, explicando os pormenores a esse respeito:

A recordação da conversa com a Madre Teresa de Calcutá sobre a Cruz da Unidade permanece com toda a exactidão na minha memória.

(Quando eu trabalhava em Roma) Ela veio à Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e das Sociedades para falar sobre um novo Instituto de Sacerdotes que estava a fundar. A sua sede seria em Tijuana. Essa cidade, seria Calcutá para eles. (A essa cidade chegavam muitos mexicanos e gente da América Central que tinham deixado as suas casas depois de terem vendido os seus bens, para atravessarem a fronteira para os Estados Unidos. Não conseguiam e ficavam na maior das pobrezas).

Quando me cumprimentou e viu a minha cruz peitoral que é uma cópia da Cruz da Unidade, ergueu um pouco o casaquinho que tinha vestido por cima do Sari e, mostrou-me a pequena Cruz da Unidade que sempre trazia consigo (Nada me disse sobre a origem da cruz que ela tinha). Acrescentou: “Aqui está a Mãe de Deus junto do mais pobre dos pobres”. Ao despedir-se pediu-me que lhe arranjasse 3.000 cruzes porque queria que cada Irmã da Caridade tivesse uma. Queria que lhes conseguisse esse presente. Encontrei doadores suficientes e foram compradas no México. Imediatamente, lhas fiz chegar. 

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Fonte: Revista Vínculo, Chile, Outubro de 2016

Etiquetas: , , , ,