Colocado em 2016-10-12 In Igreja - Francisco - movimentos

S. Vicente Pallotti teve “o dom de reconhecer que Jesus é o Apóstolo do Pai, grande no amor e rico em misericórdia”

FRANCISCO EM ROMA •

Com alegria, o Santo Padre Francisco deu as boas-vindas, na manhã da segunda Segunda-feira de Outubro, aos participantes do Capítulo Geral da Sociedade do Apostolado Católico, conhecidos como Padres Pallotinos, assim como aos outros membros que partilham o seu apostolado e o carisma de S. Vicente Pallotti. Schoenstatt nascido no seio da Sociedade do Apostolado Católico, assumiu muito da visão e dos objectivos de S. Vicente Pallotti. O presente do Santuário Original, por parte dos Pallotinos, em vésperas da Jubileu da Aliança de Amor, será sempre razão de gratidão e de oração pela Sociedade do Apostolado Católico.

“Contemplando a vida de Jesus e olhando para a nossa vida de peregrinos neste mundo com tantos desafios – disse Francisco – apercebemo-nos da necessidade de uma profunda conversão e da urgência de reavivarmos a fé n’Ele. Só então, poderemos servir o nosso próximo na caridade! Todos os dias, somos chamados a renovar a nossa confiança em Cristo e a inspirarmo-nos na Sua vida para cumprirmos a nossa missão”.

O Santo Padre realçou que o carisma de Pallotti “é um dom precioso do Espírito Santo, porque suscitou e suscita várias formas de vida apostólica e exorta os fiéis a comprometerem-se, activamente, no anúncio evangélico”.

“O vosso Fundador compreendeu que, para podermos viver a comunhão com Deus é necessário colocar no centro Jesus Cristo, “o modelo divino de todo o ser humano”, assinalou, lembrando as palavras do seu Fundador, de quem disse que “tinha o dom de reconhecer que Jesus é o Apóstolo do Pai, grande no amor e rico em misericórdia”. É Ele quem leva a cabo a Sua missão de revelar a todos o amor terno e a infinita misericórdia do Pai”, acrescentou.

“Este mesmo mistério da paternidade de Deus que, mediante a obra do Seu Filho abre a cada Homem o Seu coração cheio de amor e de compaixão, adquire uma importância especial no nosso tempo”.

“Perante os nossos olhos ocorrem, na actualidade, actos de violência sem piedade, perpetrados por corações endurecidos e desolados”, lamentou. “Temos muita necessidade de nos lembrarmos do Pai, cujo coração está posto em todos e que quer a salvação de todos os Homens”.

O Bispo de Roma referiu-se, de forma concreta, aos membros do Capítulo reunidos com ele e indicou-lhes que “ cada membro da vossa família pallotina se sente chamado, como fundamento da sua própria existência, à pessoa de Cristo e a segui-l’O fielmente”.

Também os animou “a prosseguirem, com alegria e esperança, o vosso caminho, comprometendo-vos, de todo o coração e com todas as vossas forças, para que o carisma do vosso Fundador dê frutos abundantes no nosso tempo”. Além disso, assinalou que “a União do Apostolado Católico que, é portadora do carisma de S. Vicente Pallotti, oferece muitos espaços e abre novos horizontes para participar na missão da Igreja”.

Estais chamados, terminou o Papa, “a trabalhar, com renovado vigor, para despertardes a fé e reavivares a caridade, especialmente, na população mais vulnerável e pobre espiritualmente. Nisto sois comparáveis ao exemplo de tantos irmãos, autênticas testemunhas do Evangelho que, dedicaram a sua vida a servir os outros”.

No dia 1 de Outubro a Assembleia Geral reelegeu o Pe. Jacob Nampudakam, Reitor Geral da Sociedade.

Mais: sac.info

 

Com material da AciPrensa, Aica e sac.info

Original: espanhol. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *