Colocado em 24. Julho 2016 In Em Aliança solidária com Francisco, Igreja - Francisco - movimentos

A partir de Setembro aparece nas livrarias alemãs. “Maria é minha Mãe”. O livro sobre os encontros do Papa Francisco com Maria, escrito pelo Pe. Alexandre Awi de Mello

Por Maria Fischer •

Um dos capítulos, mais longos do livro, refere-se a Maria como Nossa Senhora Desatadora de Nós e, em alguns momentos, no decurso de mais de 1000 horas de trabalho de tradução, chegou-se a pôr, junto do computador, uma Imagem de Nossa Senhora Desatadora de Nós e, Maria, na realidade, desatou todos os nós: desde a procura da tradução oficial de uma citação do Padre da Igreja, Isaac de Stella, até ao problema para encontrar os meios de financiamento da tradução (graças a um encontro absolutamente não planeado na Casa Marienau e a uma genial iniciativa do Reitor Pe. Egon M- Zillekens), até a se encontrar uma editora que quisesse incorporar este livro no seu programa. A partir de Setembro será uma realidade: na Editora Benno de Leipzig, Alemanha, aparecerá o livro do Pe. Alexandre Awi de Mello, do Brasil, que o escreveu a seguir a uma longa e intensa entrevista com o Papa Francisco.

“Mit Maria leben. Mit Papst Franziskus im Gespräch” é o título da versão alemã, que desde há algum tempo já se pode encomendar directamente na editora ou também através de Amazon e nas livrarias.

O Papa Francisco em entrevista exclusiva e inédita ao Pe. Alexandre Awi de Mello

51dYijkrCvL“A devoção mariana não é uma adoração, é o amor que os filhos têm pela sua mãe”, esclareceu o Papa Francisco. A relação dele com Nossa Senhora tem uma intensidade especial. Numa conversa com o Pe., de Schoenstatt, Alexandre Awi de Mello, o Papa descreveu os seus encontros com Maria desde a sua infância. Aparecem temas da actualidade, como a posição da mulher na Igreja, como também orações marianas que enternecem o coração do Papa. O livro traça os caminhos que conduzem ao espírito mariano e ao coração do Papa Francisco e convida a segui-los e, para que assim, sempre de novo, nos possamos confiar à proteção maternal de Maria.

Assim se pode ler na introdução da Editora Benno ao apresentar o livro no seu site web.

Orgânico

No livro é apresentada a relação do Papa com Maria, de uma maneira muito orgânica, visto que, não só se esclarece o suporte teológico de uma série de expressões da piedade mariana, como, aparece também uma imagem muito especial deste homem, Jorge Mario Bergoglio, aquele que leva flores a Nossa Senhora, na Basílica de Santa Maria Maior, antes e depois das suas viagens, visto que, sempre o fez em Buenos Aires como Cardeal e como filho. Chega-se a compreender a importância do documento de Aparecida no Pontificado de Francisco, o Papa da América Latina e, a importância que ele dá à religiosidade popular. O que melhor ele conhece de Schoenstatt são os taxistas de Buenos Aires que, têm uma Imagem da Mãe Peregrina no táxi e, dizem aos passageiros que escrevam os seus pedidos que, eles oferecerão a meditação do terço por eles; e a Campanha da Mãe Peregrina. Pouco antes da sua partida para o Conclave, telefonou a um Padre de Schoenstatt de Buenos Aires para lhe falar sobre um encontro com a Mãe Peregrina e disse-lhe: “Nunca acabem com esta Campanha pois ela chega às pessoas”.

Quando no livro se trata de aplicar as linhas básica da Pastoral do Santuário, também nas Paróquias, no contacto com as pessoas, se pode aprender muito, visto que, ele a vê como Pastoral de Santuário, aberta ao serviço do peregrino e como uma Pastoral sacramental de fácil acesso. Para além disso, constata-se como o amor a Maria e o amor aos Homens têm muito, muito que ver um com o outro.

Edição espanhola e edição portuguesa

Maria e Francisco estão um para o outro como Maria está para a renovação

“Chega-se a perceber o porquê do Papa Francisco fazer isso, aparece no livro…”Precisamente. Até agora o livro só estava publicado em português e em espanhol. A partir de Setembro, também estará em alemão.

Este é um livro escrito por um schoenstatteano e, é, naturalmente, um livro para schoenstatteanos. Mas, muitos outros deveriam e teriam que o ler.

Acabamos percebendo que mariano e moderno, mariano e novo, mariano e social, mariano e teológico, mariano e revolucionário, mariano e pastoral, mariano e político, que Maria e Francisco, se pertencem mutuamente, numa Igreja em saída, uma Igreja na rua, uma Igreja que está onde estão as pessoas e que não tem medo da imundície da rua e do encontro com a vida real.

O título do livro em alemão:

51dYijkrCvLMit Maria leben
Ein Gespräch mit Papst Franziskus
Benno-Verlag, Leipzig

ISBN 978-3-7462-4679-6

ENCOMENDAR AQUÍ

 

 

 

Edição original:

“Eçla é minha Mãe!”

Encontros do Papa Francisco com Maria

ISBN 978-85-15-04140-4

Edições Loyola

 

Edição para Portugal (tradução)

MARIA É MINHA MÃE

Pe. ALEXANDRE AWI MELLO ISCH

ISBN: 9789898809018

 

 

 

Original: alemão. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , ,