Colocado em 2015-06-06 In Igreja - Francisco - movimentos

A um ano da histórica oração promovida pelo Papa Francisco: Um minuto pela paz

NOTICELAM • 10460276_364083843797419_3257413171178187556_n

Numa convocatória organizada pela Acção Católica Argentina e, pela Comissão Nacional de Justiça e Paz, está-se a convidar para rezarmos #UnMinutoPorLaPaz, na próxima segunda-feira, 8 de Junho, às 13 h, hora argentina[1], pelo segundo ano consecutivo e, ao completar-se o primeiro aniversário do histórico encontro entre o Papa Francisco e os presidentes de Israel e da Palestina.

A intenção é que nesse dia, às 13 horas argentinas[2] ,cada pessoa pare as suas actividades quotidianas e dedique um minuto a reflectir, a rezar e a comprometer-se com a paz em todo o mundo, cada um, segundo a sua própria tradição. No lugar em que estiver, sozinho ou acompanhado, na rua ou num templo, em casa, em família, na escola, no trabalho, na fábrica, no campo, no bairro, na Universidade.

#UnMinutoPorLaPaz é uma proposta simples, massiva, testemunhal para oferecer a oração e para nos assumirmos como promotores da paz, ainda partida ou ameaçada, em muitas regiões do mundo.

Lembremos que, em 8 de Junho de 2014, teve lugar o histórico encontro entre o Papa e os presidentes de Israel e da Palestina, no Vaticano, em que rezaram para “derrubar os muros da inimizade”

Emilio Inzaurraga, Presidente da Acção Católica Argentina, explicou que “com Um Minuto pela Paz queremos oferecer a todos esta oportunidade, este gesto, para impulsionar a oração permanente e o compromisso com a Paz e a Misericórdia”.

O dirigente acrescentou que “desde o começo do seu Pontificado, o Papa Francisco não cessou de pedir a todos que rezem pela paz. Ele compara este tempo de violência com uma terceira guerra mundial “dá-nos testemunho de audácia e coragem para propor a todos, ainda que, em situações muito difíceis, o diálogo e a cultura do encontro. Não o deixemos só!”

Na sua mensagem, difundida através das redes sociais, convida-se os destinatários a que assumam os seus, compromisso e oração permanentes, pela paz em todo o mundo, porque “para conseguir a paz é preciso valentia, muito mais do que para fazer a guerra”.

Esta iniciativa que, vai adquirindo dimensão global, é impulsionada, também, pelo Foro Internacional da Acção Católica (FIAC), a União Mundial de Organizações Femininas Católica (UMOFC) e a Acção Católica Italiana e, conta com a adesão do Diálogo Cidadão, de Comunidades de Vida Cristã, da Associação Cristã de Jovens.

Original, espanhol: Tradução, Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

[1] 17 horas (Hora portuguesa)

[2] 17 horas ((Hora Portuguesa)

 

Etiquetas: , ,