Colocado em 2015-11-18 In Artigos de Opinião

De repente…fechado

Ano Santo da Misericórdia, por Pe. Egon M. Zillekens •

Em Outubro, foram feitas obras de reforma no Santuário Kanaan Patris, o Santuário da União dos Sacerdotes, situado no jardim da Casa Marienau, a poucos metros do Santuário Original, em Schoenstatt. Uma nova imagem do Santuário. A porta fechada, os alicerces à vista. Numa carta à União dos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt, o Pe. Egon M. Zillekens convida a vincular este novo olhar sobre o Santuário ao Ano Santo da Misericórdia.

20151002_074558 (2)Queridos irmãos

De repente o acesso está bloqueado, a porta fechada.
Só se dá valor ao que se teve quando se perde:
Simplesmente entrar no Santuário, saudar, pedir, agradecer,
encomendar um irmão doente,
ver a que o curso calha, hoje, fazer uma pausa
frente a Ela, com Ela, frente a Ele, com Ele.

O que seria de nós sem o nosso Santuário?

Em 8 de Dezembro abre-se a Porta da Misericórdia.
Podem atravessá-la os que vivem da Sua compaixão.
Estamos disponíveis e abertos a todos os que vierem
beber da fonte da misericórdia.
Para isso, não precisamos dum curso sobre a misericórdia,
todos os dias experimentamos como as nossas misérias despertam a Misericórdia do Pai.
Aqui estou, Pai. Aqui, sou pai…

Um pedreiro bate na parede do nosso Santuário e lembra-nos a mensagem do nosso Pai: Deus como mestre – pedreiro, bate em cada parede e verifica se está sólida e bem segura, sem retroceder face a nenhum convento, face a nenhum povo da selva africana; tão pouco face à União dos Sacerdotes Diocesanos, face aos nossos grupos, perante nós, perante mim.

20151005_125845

Original: alemão. Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *