Colocado em 28. Janeiro 2018 In Vida em Aliança

Um quarto de século sob o olhar amoroso da Mater em Quito

EQUADOR, Emili Puñet •

A Família de Quito está em festa! Em 20 de janeiro de 1993 convidámos a nossa Mater para que erigisse o seu trono na metade do mundo, e no sábado 20 de janeiro de 2018 festejámos os 25 anos desta grande bênção para toda a Família de Schoenstatt.

Nesta data o bispo auxiliar da arquidiocese de Quito, Mons. Danilo Echeverría, presidiu à missa de jubileu como ato final de um tríduo de ação de graças que iniciou com a missa de aliança do dia 18, continuou no dia 19 com Adoração e concluiu com uma missa para 500 peregrinos, seguida por testemunhos, cantos e almoço para os assistentes, num ambiente de grande alegria e emoção pelo vivido ao longos desses 25 anos pela Família de Quito.

Os primeiros passos

A origem do Movimento de Schoenstatt no Equador situa-se em Guayaquil e no seu Santuário Nacional, que foi abençoado em 20 de janeiro de 1972. Em Quito o Movimento foi iniciado em 1974.

Posteriormente, como resultado de “Diosidencias” quase inexplicáveis, juntaram-se vontades para construir um santuário em Quito. Sabemos que um santuário não é uma obra de cimento e tijolos unicamente. É a vontade da Virgem de se estabelecer ali, somando capital de graças: “Nada sem ti, nada sem nós”. Personagens da diplomacia, de empresas e uma irmã entusiasta, a Ir. Leticia, para quem não existiram dificuldades sem solução., assim como o querido P. Ricardo Bravo, foram configurando o santuário ansiado.

É a demonstração de dar às causas segundas (os homens) o papel de instrumentos da causa primeira (Deus). E sim, souberam assumir o seu destino. São 25 anos de bênção deste lugar de graças, e temos uma imensa dívida de gratidão para quem nos antecedeu.

Um caminho de santidade

Desde então, desde 1993, a Mater fez um caminho connosco. A partir de Alangasí, ela foi para muitos peregrinos uma porta do céu, um caminho de santidade. Para milhares de pessoas este lugarzinho acolhedor converteu-se em berço para um novo tempo, numa oportunidade para a conversão, para viver um vínculo cálido e pessoal com Deus. Sim, para viver –como dizia o fundador de Schoenstatt- “sob a proteção de Maria”.

Neste jardim de Deus muitos ofereceram com grande devoção o seu capital de graças, e a Virgem Santíssima, cheia de generosidade, esbanjou estas expressões de filial afeto com a sua ternura maternal. Foi para todos os que somos seus filhos, descanso das nossas tristezas e alento para a nossa fé, sustento das nossas esperanças, motivação para os nossos sonhos e anseios, unguento nas nossas derrotas, mas, sobretudo, causa das nossas alegrias e lar de uma promessa, de uma profecia. Sim, como o o seu ideal o indica, este Sanutário de Schoenstatt proclamou ser “família consagrada, fogo a partir da metade do mundo”.

O fogo do seu santuário pede-nos que ardamos para a missão que nos foi pedida. É um fogo que ilumina na noite escura do relativismo, que nos purifica de toda a superficialidade, que abraça o carisma da Aliança de Amor. É um fogo que dá calor, é o fogo do lar, daquilo que nos diz a Ata da Fundação: “Que bem estamos aqui”.

Um presente para o Fundador

Estes 25 anos coincidem com a celebração jubilar do ano do P. Kentenich e dos 50 anos de termos sido consagrados por ele como família equatoriana, na Patena. Estes 25 anos são um presente para o Fundador, uma reafirmação do nosso vínculo com ele, mas também de despertar a consciência de que somos “família consagrada”. Quer dizer, entregamos tudo à Mater no seu santuário. Tudo, como instrumento e possessão sua. Nada queremos reservar para nós. Tudo te entregamos com gratidão.

Sim, obrigada, querido santuário. Obrigada, querida Mater, pela tua fidelidade nestes 25 anos, pela tua presença e pela tua intercessão em nosso favor. Ajuda-nos a viver esta consagração, não apenas por mais 25 anos, mas sim para toda a eternidade. Só assim conseguiremos ser “fogo desde a metade do mundo”.

 

Original: espanhol. 24.01.2018. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *