Colocado em 20. Novembro 2017 In Vida em Aliança

E a nossa Mãe recebeu a sua coroa!

ARGENTINA, Silvia Sibay •

Sábado com um sol brilhante, no Santuário Jardim de Maria, em Tucumán, em 14 de outubro passado. Como sempre nestes eventos, os dias anteriores são chuvosos, mas com plena confiança de que Ela decidirá o melhor.

Foi um trabalho árduo da comissão de festejos: coroava-se a Mater e, ao mesmo tempo, antecipava-se a celebração do Dia da Aliança.

A coroa anterior, colocada em 12 de junho de 2005 no quadro da Mater entronizado no Santuário, teve de ser retirada por razões de segurança.

O que nos pedia a Mater?

Muitas foram as interpretações desse momento doloroso em que a Rainha ficou sem a sua coroa. Só assumimos que como família, e dado que muitos membros dos diferentes Ramos não viveram essa coroação, era importante renová-la com muito capital de graças e ateliers para conhecer o significado, tanto dentro da Família de Schoenstatt, como com os peregrinos que vão ao Santuário.

A coroa peregrinou durante meses pelos ramos e ações, para receber orações e amor dos seus filhos.

Convidou-se a todos a levar nesse dia as imagens peregrinas, os quadros da Mater dos seus Santuários Lar, os quadros que pudessem ser tirados das ermidas ou paróquias onde estavam entronizados e também as estampas que tivessem os peregrinos.

E assim, não só como familia de Schoenstatt, mas como Igreja de Deus, coroámos a Mater como “Mãe e Rainha da família”.

O Santuário estava adornado com flores e coroas colocadas nas árvores. Cada peregrino que chegava de carro ou a pé, era recebido por um caminho de Aliança, preparado com toda a dedicação, no qual por grupos, se desfrutava do conhecimento da Antiga e Nova aliança de Deus com os homens, para terminar com a vida do Padre Kentenich, a sua Aliança de Amor com Maria e a nossa própria Aliança.

A árvore da aliança, tinha penduradas todas as fotografias que tinham enviado os que queriam ser abençoados no seu serviço à Mater.

Houve também atividades para as crianças. Centenas de balões se elevaram ao céu, levando cada um a mensagem de uma criança pelo dia da Mãe, que se celebrava no dia seguinte.

O coro amenizava o dia tão abençoado, com entusiasmo de filhos prediletos.

E chegou o grande momento!

Os Padres Guillermo Cassone, Tommy Dell’Oca, Ludovico Tedeschi e Martín Aversano percorreram todo o terreno abençoando mães e grávidas e a Imagem auxiliar da Mater, engalanada para esse fim, passou com o seu esplendor e graças entre lenços que se agitavam saudando e rostos cheios de emoção e lágrimas.

Por una ecrã colocado a um lado do altar, podia-se ver tudo o que ia acontecendo.

Começou a Santa Missa e no momento da coroação, os Padres, juntamente com os responsáveis diocesanos do Movimento, entraram no Santuário com a coroa e foi Marcelo Rodríguez, coordenador diocesano do Movimento em Tucumán, quem coroou a Mater.

Momento de glória! Os olhos cheios de lágrimas, a emoção demonstrada num aplauso vivo e prolongando.

A nossa Mãe e Rainha da Família tinha outra vez a sua coroa!

Fogos de artifício, abraços, recordações!

Chegava o pôr do sol, depois de ter iluminado cada instante desse inesquecível dia.

E com vozes carregadas de emoção, ouvia-se cantar:

Salve Rainha, aqui está a tua família,
 fecunda e unida,
lutando pela santidade!”.

Original: espanhol. Tradução: Maria de Lurdes Dias, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *