Colocado em 3. Agosto 2017 In Vida em Aliança

Comemorando 75 anos de ser um lar e uma família para todos

EUA,  Carlos Cantú •

Em 16 de julho de 2017, o clima inclemente e sufocante do Texas fez uma pausa para que pudéssemos celebrar o 75º Aniversário da fundação da Obra das familias de Schoenstatt. Milagrosamente tivemos um dia um tanto nublado com temperaturas levemente mais baixas. Nós fomos capazes de passar o dia sem transpirar profusamente como acontece durante os nossos muito quentes verões do Texas. Uma verdadeira causa de alegria e gratidão!

O dia começou no Santuário pelas 10:30 da manhã. Vários itens significativos embelezaram a frente do Santuário: a Cruz, a nossa bela imagem de MTA coroada – Rainha das Famílias; A foto do nosso pai e fundador, padre Joseph Kentenich; Uma imagem impressionante do Dr. Fritz Kuehr e da sua esposa Helena, que foram instrumentos fundamentais na fundação da Obra Familiar; uma vela, flores e várias bandeiras, todas pertencentes à Obra das familias.

A música das Irmãs ajudou imenso à celebração. Ficámos especialmente gratos pela presença de um dos Padres de Schoenstatt, o Pe. Gerold Langsch. O Pe. Gerold serviu a família Schoenstatt, vindo com frequência ao Texas durante muitos anos e atualmente trabalha como pastor na paróquia de São Paulo em Austin, no Texas, e continua a servir a família Schoenstatt de várias maneiras. Também apreciamos muito os esforços da Ir. M. Mara Medina, que trabalha para a Obra Familiar no Texas e fez grandes esforços para coordenar a celebração. O Pe. Langsch e Carlos Cantú, o Mestre das Cerimónias, dirigiram a oração e a cerimónia de abertura no Santuário.

Uma família nascida num lugar improvável … parece familiar?

O padre Kentenich fundou a Obra Familiar com o Dr. Kuehr em Dachau em 16 de julho de 1942. O Instituto das Famílias de Schoenstatt, a União das Famílias de Schoenstatt e a Liga das Familias de Schoenstatt estão todos representados no Texas. Nesta ocasião, as três entidades estavam representadas na celebração no Santuário Confidentia. A celebração e a Sagrada Eucaristia estavam espiritualmente relacionadas com a celebração que acontecia em Dachau, onde a Obra Familiar foi fundada em 1942, de modo que um abençoado espírito de família penetrou na nossa celebração.

Após a cerimónia de abertura e a oração, fomos em procissão ao centro de trabalhos. Casais de Corpus Christi, liderados pela família Norman, prepararam um tempo de adoração antes da celebração da Santa Missa. A reverência, o silêncio e as luzes fracas foram um retrato significativo e eficaz evocando o evento, que ocorreu em Dachau em 1942. Neste cenário, María Rodríguez, do 2º Curso da União das Famílias, sentou-se a uma mesa escrevendo uma carta retratando Helena Kuehr escrevendo uma carta ao marido, o Dr. Fritz Keuhr. Enquanto María estava escrevendo a carta, esta estava sendo lida solenemente. Era uma carta entre marido e mulher que estava avaliando tudo o que tinha ocorrido e estava discutindo a situação atual. Em suma, foi uma experiência emocionante para todos os presentes.

Sentimo-nos como em casa …

Famílias de San Antonio, lideradas pela família Huerta, fizeram todos os preparativos para a Santa Missa. O celebrante, o Pe. Gerold Langsch, proferiu uma homilia muito inspiradora. Ele comparou Schoenstatt e o Padre Kentenich a um motor inventado, mas o inventor estava na prisão e salientou a importância da família para a Igreja e para a sociedade. Toda a caminhada de vida precisa de se sentir em casa, ele disse, é isso que Schoenstatt quer: dar às pessoas uma família. Somos uma família que foi orada, sacrificada por …

Depois do almoço, diversão e jogos, ouvimos a apresentação de Víctor e Olga Alegría, do Instituto das Familias de Schoenstatt. Os Alegría anunciaram pela primeira vez uma lista de livros que enfatizam a fundação da Obra das Famílias de Schoenstatt, seguindo um resumo da história dos Ramos da Família de Schoenstatt.

Sempre Rumo ao Céu

A adorável celebração foi concluída no Santuário com a renovação da Aliança de Amor em inglês, espanhol e alemão. O Pe. Gerold Langsch proferiu então uma bênção maravilhosamente eloquente a todos os presentes. Todos foram convidados a ir à estátua do padre Kentenich e receberem um cartão comemorativo do 75º Jubileu da Obra das Famílias. Na parte de trás do cartão estavam as palavras do nosso Pai e Fundador no Rumo ao Céu:

“0 teu Santuário é para nós Nazaré,
onde o Sol de Cristo irradia calor.

Com a sua luz
clara e transparente
forma a historia santa da Família,
desperta uma silenciosa e forte
santidade da vida diária,
em feliz união familiar.

Em Nazaré
para tempos de desenraizamento,
Deus quer preparar salvação às famílias
e bondosamente conceder
santidade da vida diária
aos que se consagram a Schoenstatt.

Mãe faz que Cristo
brilhe em nós com maior claridade,
une-nos em santa comunidade,
sempre prontos para cada sacrifício,
como o exige
a nossa santa missão.

O universo inteiro, com alegria,
louve o Pai na sua imensa glória
e lhe tribute honra
por Cristo com Maria
no Espirito Santo,
agora e sempre. Amén.

(Pe. Joseph Kentenich, Rumo ao Céu 191-195)

Assim que a nossa celebração chegou ao fim, o sol abrasador ressurgiu das nuvens onde permaneceu escondido ao longo do dia, para que pudéssemos ter clima confortável para a nossa celebração … … mas estava brilhando calorosamente para nos lembrar a nossa tarefa, a nossa missão, de proclamar a Aliança de Amor com a Mãe Santíssima no Santuário de Schoenstatt!

Fotos: Valente Macías

Original: inglese. Tradução: José Carlos A. Cravo, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *