Colocado em 10. Janeiro 2018 In Campanha

A Mãe Peregrina presente nos lares na Venezuela

VENEZUELA, María Fischer •

Todos têm o direito de descansar um pouquinho nas festas do final de ano, inclusive a Mãe Peregrina, pensou Conceição, que há alguns meses é missionária da única Peregrina em uma cidade da Venezuela, que foi enviada da Argentina. “A Peregrina está agora na mina casa, e é tão pouquinho tempo que passa comigo que sinto que Ela queria receber este Ano Novo com minha família, como uma bênção para os meus”, comentou. Coroada e com um lindo enfeite de flores, a Peregrina passou o Ano Novo com Conceição.

Uma Aliança de Amor em silêncio

“Você queria testemunhos das bênçãos que a Mãe derrama sobre nós e te digo que não há melhor testemunho que o meu. Antes de recebê-la em minha casa, eu pertencia ao grupo de leitores da minha igreja, fazia as leituras só quando era minha vez, pois sempre na minha vida tive pânico de público. Mesmo assim, pouco a pouco, o Senhor pedia para que cumprisse essa missão.

Depois chegou a MTA e suas visitas às famílias e que, apesar das circunstâncias que vivemos, levamos a sério com bastante facilidade. Fiz minha Aliança dia 18 de outubro, acompanhada de alguns irmãos da igreja que rezamos o terço em minha casa. Neste dia, fizemos um terço de luzes que ficou lindo, com velas com as cores de nossa bandeira”, conta ela.

Depois disso, fui chamada para servir o Senhor de outra forma, não mais como leitora, mas na sacristia, preparando o altar do Senhor para a missa. Não tenho dúvida que a MTA tem a ver com isso. Sua bondade e seu amor fizeram que eu recebesse essa nova bênção. Não me sinto merecedora deste presente, mas isso me faz muito feliz. É muito trabalho? Sim, mas para mim é um presente. Bendita seja a Mãe e bendito seja seu Filho, a quem amo mais que minha própria vida.

Na minha Aliança não esteve presente um sacerdote, porque não temos, exceto nos domingos, mas como disse a Eleonora – uma amiga do Uruguai que fez o contato com Schoenstatt – talvez minha Aliança foi um sonho e o plano do Pe. Kentenich: na intimidade do meu coração com o coração imaculado da Mãe, é uma Aliança que vai muito além das aparências, porque somente o coração da MTA e o meu estiveram unidos intimamente neste dia.”

Percorrendo as ruas da Venezuela

Desde sua chegada, a Mãe Peregrina vai de uma casa para outra. “Muitas vezes nem a vejo entre uma e outra”, disse Conceição.

A Mãe fica com cada família os 9 dias de uma novena. “Devido aos problemas de transporte, dinheiro em nota, falta de gasolina e altos preços dos taxis, é melhor para todos nós que a MTA passe esses dias com cada família e assim, se unam mais a Ela com a novena”, explicou.

Sendo assim, tem tanta gente que pede sua visita e há tantos esperando, que logo será necessário enviar outra!

 

Original: espanhol, 05.01.2018. Tradução: Isabel Lombardi, Guarapuava PR, Brasil.

 

Etiquetas: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *