Colocado em 10. Novembro 2017 In Campanha

A tua Aliança nossa missão

ITÁLIA, Gisela Ciola

Nós, os missionários do Norte da Itália, fiéis ao nosso compromisso missionário, no passado dia 9 de Outubro, pusemos mãos à obra. Preparámo-nos para apresentar, pela primeira vez, a nossa Rainha na comunidade de Erba (Como) com uma Missa em Sua honra.

“Queridíssima Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, grande é a nossa alegria e imensa a nossa gratidão pela incumbência que hoje recebo de Ti (…) (…) o meu compromisso para aproximar as famílias à Paróquia e ao Teu Santuário, como lugar especial de graças (…)”

Muito foi o trabalho feito, cada um de nós tinha uma tarefa bem precisa e importante: fazer cartazes para convidar as pessoas a participarem na Missa, coordenar-se com o Pároco, preparar a apresentação a fazer na igreja, organizar-se logisticamente para as deslocações de Trento a Como, etc…

Naquele dia, apresentámo-nos na igreja de S. Maurício, acompanhados pelo nosso grupo de oração. Acabado o Terço e a primeira Missa, o sacerdote chama-nos para levarmos a Mater para o Altar colocando-A mesmo sobre o Altar! Nós estávamos contentíssimos porque, finalmente, víamos a Nossa Peregrina recebida como uma Rainha, num sítio tão privilegiado, rodeada de velas e do imenso amor de todos os presentes, pessoas que expressaram o quanto se sentiam honradas por estarem ali, acompanhando-A e agradecendo-nos muito por A termos levado.

Então pensei. Mãe, como é belo ver aonde chegaste! Só que, ainda há tanto reservado para nós e, como um fiel instrumento Teu levar-Te-ei sempre aonde quiseres ir, eis-me aqui! Eis-me aqui! Naquela tarde entreguei, mais do que nunca, o nosso trabalho de missionários nas Suas mãos.

“ (…) Torna-me digno desta missão! Vem comigo Mãe Queridíssima, Portadora de Cristo (…)”

Nos dias a seguir, diversas pessoas se aproximaram dos missionários pedindo a Peregrina! E tudo isto acontece só com a Sua presença!!!

Na manhã a seguir à Missa, conhecemos um outro sacerdote (de outra igreja) que conhecia Schoenstatt e tinha uma imagem da Mater na sua mesa-de-cabeceira! E que, com muito prazer queria participar nas próximas Missas que se fizerem em Sua honra!

Aqui está Ela! Que mais uma vez responde às minhas orações, que nos manda, de repente, sinais tangíveis de quanto é importante o que fazemos e, de quão contente está com o nosso trabalho, obrigado Mãe por esta injeção de amor!

 

A Peregrina sobre o Altar

A Peregrinação continua: rumo ao Santuário e não só…

Passados estes dois dias maravilhosos juntos em Milão, o grupo de missionários divide-se, no verdadeiro sentido da palavra, é evidente que a nossa Mãe tem ainda muito que fazer e quer fazê-lo rapidamente! Sabemos que os nossos tempos não são os de Deus, por conseguinte, se Ela tem pressa nós corremos atrás d’Ela. Mais uma vez nos pôs a trabalhar, dando, a cada um de nós, um encargo bem preciso.

Franco permaneceu na comunidade de Como a organizar o recente trabalho missionário com as novas pessoas que queriam receber a Peregrina, em voltei para Trento para preparar tudo para a festa do 18 de Outubro e Rosanna e Milena (uma missionária de Como e uma de Trento) partem para o Santuário de Roma Belmonte, para elas, a primeira vez e, até isto foi um presente da Mater, dar-nos os instrumentos para poder chegar à “fonte de graças”. Tiveram um encontro com a Ir. Ivonne, a quem agradecemos tanto pela sua ajuda e trabalho, para nós tão necessário e indispensável. Grande a Mater que continua a abrir portas!

 

A Mãe Peregrina sobre o Altar

E depois? … chega o 18 de Outubro!

Já tínhamos programado em Trento, para o aniversário da Mater, um Terço iluminado na igreja de S. Fabiano e S. Sebastião, Tavernaro (Trento). Também aqui, pela primeira vez. A história acerca desta pequena igrejinha é lindíssima, carregada de amor e humildade.

Sendo Tavernaro uma pequena comunidade, a igreja estava destinada a ser fechada por falta de sacerdotes, as Missas são em Cognola que é a comunidade mais próxima. Foram as pessoas desta pequena povoação a quererem abertas as portas da sua igreja e, organizaram-se para o conseguir: cuidam da igreja e reunem-se todas as quartas-feiras do mês para fazerem Adoração ao Santíssimo Sacramento e para rezarem o Terço.

A casualidade quis que a quarta-feira deste mês fosse precisamente em 18 de Outubro!

Quando a Milena propôs ao grupo de oração fazer-se um Terço iluminado para esta ocasião especial, a ideia foi acolhida com muito entusiasmo!

Em 18 de Outubro a comunidade de Tavernaro foi à Missa em Cognola às 8 da noite e depois da Missa vieram (com outras pessoas do grupo de oração de Cognola) para o Terço em Tavernaro.

Eramos umas quinze pessoas, dos três grupos de oração que, se reuniram pela primeira vez (Tavernaro, Cognola e Trento cidade).

Antes de dar início ao Terço, a Milena deu um testemunho da nossa recente experiência em Como, de modo a dar a conhecer, também a esta comunidade, o grande trabalho da Mater e, em seguida, expliquei porque era importante para nós o 18 de Outubro, falámos da Aliança de Amor, do Santuário, do Pai e de Seu João. Quantas coisas!

A seguir, começou o Terço. Como de costume já tínhamos preparado as meditações e as intenções para cada Mistério mas, desta vez, de uma maneira totalmente espontânea, cada um que conduzia um Mistério acrescentava alguma coisa sobre Nossa Senhora de Schoenstatt, um pedido, um agradecimento…de verdade comovente.

Acabado o Terço, a Milena e eu renovámos o nosso compromisso missionário e, enquanto fazíamos a nossa oração, as duas, sentimo-nos acompanhadas por todos, havia um lindíssimo ambiente à nossa volta.

Logo a seguir à oração, todos se puseram em pé e rezaram três Avé Marias por nós, os missionários e, pelo nosso trabalho! Tivemos que nos conter para não chorarmos de emoção!

“ (…) Sê Tu, Mãe e Rainha das famílias! (…)“

Tudo numa palavra: obrigado

Mãe, quero agradecer-Te por estares na minha vida e por tudo o que me dás. Pensei muito no percurso que temos feito juntas desde o longínquo ano de 2001 quando selei Aliança de Amor conTigo.

Compreendi o porquê do meu caminho e de todas as maravilhosas pessoas que puseste na minha estrada para me levares aonde precisavas de mim; quero agradecer-Te por cada uma delas:

à minha esplêndida mãe que me fez conhecer-Te e sempre me acompanhou e apoiou ao longo da minha estrada, ao Pe. Guillermo Carmona com quem me preparei para a Aliança e de quem, ainda hoje, recebo cartas estupendas com meditações, nos dias 18 de cada mês, ao Pe. Rivas com o qual dei os primeiros passos na Campanha, à Ir. Ivonne que tanto me apoia e ajuda neste caminho e, um agradecimento especial, de todo o meu coração, à Milena, ao Franco e à Rosanna. Os missionários que, com grande fé e devoção, oferecem diariamente o seu trabalho, não obstante, as infinitas dificuldades, são enormíssimos instrumentos de Maria! Através deles, a nossa Peregrina continua a chegar a novas famílias e a novas comunidades doando graças e conversões!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Original: italiano (5/11/2017). Tradução: Lena Castro Valente, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *