Colocado em 19. Agosto 2017 In Campanha, obras de misericórdia

Do Santuário até os pobres

PARAGUAI, Martin Pereira •

João Pozzobon visitava famílias, escolas, hospitais e presídios rezando o terço e ensinando a serem pessoas do bem. Ao ver as necessidades das famílias humildes, seu compromisso com o povo era cada vez maior. Construiu várias casinhas em um terreno seu, onde alojava estas famílias até que pudessem encontrar um trabalho estável e pudessem seguir adiante. Este lugar ele chamou de “A Vila Nobre da Caridade”.

Pozzobon dedicou muito esforço àquelas famílias: consagrou vários casais cujos pais não estavam casados, batizou os filhos, deu a primeira comunhão aos adultos e crianças. Também levantaram uma capela na Vila Nobre e fizeram a entronização da Mãe e Rainha de Schoenstatt. Tinha o cuidado para que não faltasse nada, tanto no material quanto espiritual.

A Campanha e as obras de misericórdia

Hoje, nós, os Missionários da Campanha da Mãe Peregrina, assemelhando-nos a Dom João, sentimos a necessidade de dar um pouquinho mais. Queremos nos unir em nossas comunidades e assim levar abrigo aos que têm frio, dar alimento aos que têm fome, dar um abraço aos que se encontram sozinhos, levando a MTA a todos como a mãe que acolhe, que transforma, e nos convida a ser discípulos de seu filho Jesus.

Apoio ao Restaurante Paroquial

Já temos alguns apostolados comunitários muito interessantes na Campanha da Mãe Peregrina, os quais nos servem de exemplo para fazer em todo o país, como é o caso dos Missionários da paroquia La Candelaria de Capiatá. Eles ajudam no restaurante paroquial há 15 anos já. Com amor e esforço assumiram a responsabilidade do restaurante um dia por semana, cobrindo as necessidades para o almoço deste dia, as quais diminuem com o obtido em rifas e doações.

Também se responsabilizaram de receber com amor e respeito às crianças que vão chegando, compartilham a leitura do Evangelho do dia e depois, servem o almoço. Terminado o almoço, fazem uma oração em agradecimento. Enquanto os meninos vão embora, os missionários se encarregam de deixar tudo em ordem para que no dia seguinte outro grupo realize a mesma tarefa, e nesta semana podem dizer “Missão Cumprida”… depois dos sacrifícios vêm as alegrias.

 

Fonte: Revista Tupãrenda, julho 2017

Original: espanhol, 18.08.2017. Tradução: Isabel Lombardi, Guarapuava PR, Brasil

Etiquetas: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *