Colocado em 12. Julho 2017 In Campanha

Renovadas graças numa experiência de Aliança

EUA, Maria E. Garcia •

A Campanha do Rosário de Schoenstatt da Região do Sudeste do Texas tem a oportunidade de se encontrar duas vezes por ano. A Mãe Peregrina chegou a esta região do Texas no início da década de 1980. Raquel Guillen foi o instrumento escolhido pela MTA para começar as visitas da Mãe Peregrina entre as famílias em Brownsville, no Texas e áreas circundantes. Com o crescimento rápido e frutífero das visitas das imagens da Mãe Peregrina nas duas décadas seguintes, o padre Héctor Veja, dos padres de Schoenstatt, e a Raquel decidiram que uma conferência semestral seria para informar os missionários / coordenadores sobre os fluxos de vida e o lema anual da Campanha do Rosário.

Em 2010, a primeira Conferência da Campanha do Rosário de Brownsville, no Texas, foi realizada no salão da Paróquia da Divina Misericórdia. Nos últimos sete anos, padres de várias paróquias locais abriram as suas portas para receber a conferência. Este verão, o padre Oscar Siordia, de São José, teve o prazer de acolher o grupo de missionários. O Lema do Texas de 2017 – Missionários de Maria, Construtores de uma Cultura de Aliança – foi o tema desta reunião.

Graças à cultura da Aliança com a rainha

No dia 17 de junho de 2017, a conferência de verão foi proferida pelo padre Christian Christensen, dos padres de Schoenstatt, no local onde, juntamente com os Diretores da equipe da Campanha do Rosário do Estado do Texas, Albert e Maria E. Garcia, receberam 100 missionários da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt.

Todos foram lembrados das graças recebidas nos lares visitados pela Mãe Santíssima. A mensagem apresentada foi sobre a experiência da graça relacionada com a visita da Mãe Peregrina aos lares. Com Maria saindo do Santuário de Schoenstatt para visitar famílias e indivíduos, ela obviamente ajuda aqueles que a recebem a experimentar as mesmas graças que milhares de peregrinos experimentam nos Santuários de Schoenstatt: a graça de ter um lar no amor do Pai Eterno, a graça da transformação interior e a graça da fecundidade no alcance apostólico.

Pediram-nos para revivermos as nossas experiências individuais dessas três graças dos Santuários Filiais. As nossas experiências pessoais dessas três graças cada vez que renovamos o nosso compromisso como missionárias de Maria é o que renova os nossos corações e nos dá força para continuar como instrumentos da Mãe Santíssima. Somos chamados e habilitados a ser como Maria, “portadores de graças” e criamos a atmosfera do Santuário nos nossos ambientes em casa, nos nossos locais de trabalho e nos lares visitados pela Mãe Peregrina. À medida que nos esforçamos por imitar Maria e Jesus, contribuímos para a construção de uma cultura de aliança. Essa renovação e partilha é a graça necessária para continuar a jornada como “Missionários de Maria, Construindo uma Cultura de Aliança”.

Após a mini-conferência, o padre Christian Christensen celebrou a Missa. Durante a celebração da Missa, a Santíssima Mãe foi coroada como “Rainha da Cultura de Aliança”.

Original: inglês. Tradução: José Carlos A. Cravo, Lisboa, Portugal

Etiquetas: , , , , ,

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *